terça-feira, 28 de setembro de 2021

POURQUOI PAS?

Fui ouvir o tal do Matuê, que ilustra a capa da Ilustrada desta terça. "Quer Voar", o hit atual do trapper de Fortaleza, até que tem um sonzinho bacana, mas a letra é literalmente de foder. Veja bem, eu sou da geração que lutou contra a censura da ditadura militar, mas música com muito palavrão não faz meu gênero. OK, pode me chamar de velho - faço 61 anos no mês que vem - e continuo achando que ninguém superou ainda os medalhões da música brasileira. ESta semana saiu a primeira inédita da Rita Lee desde 2012, "Change", feat. Gui Boratto. Pronuncia-se chánge, en francês, e não cheinge, em inglês: Rita decidiu reaparecer cantando nessas duas línguas, evocando François Hardy. Também é boa a nova do Caetano Veloso, "Anjos Tronchos", com letra elaboradíssima atacando Biroliro e quetais. Por que não? Por que não?

2 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    Os posts "Pourquoi Pas" e "Sim, Eu Quero", se comunicam mais muito do aquilo que não se aparentam.
    Há algum tempo Chico anunciou que a canção estava morta..."Prestando muita atenção. No que meu irmão ouve" tendo a concordar.
    A musicalidade de "Anjo troncho" usando uma expressão comum do próprio Caetano,não difere em nada de "Minhas Lágrimas" do próprio Caetano e criticar Bolsonaro..."Ok Ok Ok".
    "Você diz que depois deles. Não apareceu mais ninguém"... porém, "o novo sempre vem".

    ResponderExcluir
  2. Assisti uns trechos da CPI de hoje e lembrei que vc recentemente se internou... Foi na rede Santa Mag?
    Não apenas o Wong ficou internado na ala cardiológica, correndo o risco de passar covid para todos, incluindo equipe, como o protocolo dizia que com quinze dias de leito e 21 de UTI o paciente já pulava para internação comum....na certa para abrir novos leitos "de covid". Agora imagina uma situação dessas. Pacientes ainda com carga viral ativa sendo atendidos pelo médico que logo depois entrou no seu quarto.
    Se nesses hospitais existirem enfermaria, o negócio fica ainda pior.

    ResponderExcluir