quinta-feira, 2 de setembro de 2021

MY, MY, JUST HOW MUCH I'VE MISSED YOU?

Apesar da minha adolescência ter coincidido com o apogeu do ABBA, eu não gostava muito do grupo. "Dancing Queen" era legalzinha e tal, mas babas como "Fernando" ou "The Winner Takes It All" soavam como música brega cantada em inglês. O ABBA era composto por dois casais, Agnetha & Bjorn e Benny & Anni-Frid (Frida para os íntimos), e todos se divorciaram no início dos anos 80. Frida até tentou uma carreira solo, e os dois Bs compuseram musicais da Broadway como "Chess", mas nunca mais os quatro se reuniram, por mais ofertas milionárias que recebessem. Quase quarenta anos e alguns bilhões de dólares em royalties depois, o ABBA anunciou nesta quinta um novo álbum e uma nova turnê. Duas faixas de "Voyage" já estão disponíveis: "Don't Shut Me Down" é legalzinha e tal, mas "I Still Have Faith in You" ganha medalha de ouro em cafonice. Agora, esquisito mesmo é o novo show. Os quatro ficarão em suas casas na Suécia, enquanto seus "avatares" (vulgo hologramas) subirão ao palco acompanhados por 10 músicos. Na entrevista que rolou no início desta tarde, Frida e Agnetha não deram as caras; talvez já tenham se transformado em vozes incorpóreas. De qualquer forma, a volta do ABBA é um evento transcendental. My, my, I could never let you go.

9 comentários:

  1. Uma das palavras que mais usava antigamente era “ datado “, vivia me perguntando e debatendo com os amigos se o filme X ia ficar datado ou se é música Y ainda ia ser escutada, ou estaria datada, depois de uns poucos anos. E ao longo da vida eu tenho visto que o que era extremamente chique e cult, hoje virou a maior expressão do mau gosto.
    E as coisas bregas viraram cults. As duas faixas são deliciosas, do tipo que a gente dança sabendo que tá passando vergonha.

    ResponderExcluir
  2. Soavam e ainda soam como música brega cantada em inglês! Porém, eu ADORO!

    ResponderExcluir
  3. Eu amo a cafonice do Abba!

    ResponderExcluir
  4. Eu recentemente descobri o debut da Toni Collette pro mundo e um dos filmes que mostrou o cinema australiano pro mundo (além de Priscila Rainha do Deserto), que é O Casamento de Muriel, a Muriel é obcecada pelo Abba, é a melhor anti heroína do cinema, o Riddley Scott diz que é o filme preferido de humor dele

    esse canal sobre old hollywood e cinema em geral é o melhor do YouTube, feito por uma filha de uma brasileira inclusive
    https://youtu.be/-5SRVg9CQFM

    E sobre o ABBA, pode parecer brega pra você, mas já está em primeiro e segundo lugar nos charts mundiais e em vendas, estão falando que é o maior lançamento do ano

    ResponderExcluir
  5. "O Casamento de Muriel" é sensacional. Vi no cinema, em 1995. Já é considerado Old Hollywood?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o canal é sobre old hollywood, mas esse vídeo fala sobre a versatilidade da Toni Collette como atriz, ela até faz um parâmetro ente a Toni e Meryl Streep, uma análise super profunda
      Acredita que o diretor de Chicago queria ela pra fazer Roxie Hart ao invés da Renee Zellweger? eu realmente não sabia disso, mas ela de fato canta mto bem como no filme Connie and Carla onde ela se disfarça em Los Angeles como Drag Queen

      Dá uma olhada no vídeo, é ótimo.

      Excluir
  6. O Mio Babbino Caro
    Vivi esse momento do Chico chegar jogando bosta na Geni, logo após as famílias dominicais aplaudirem Abba mundialmente, com uma pequena ajuda de Perla aqui em nosso quadrante. Um amigo não conseguia aceitar uma música como Geni e o Zepelim e eu não conseguia aceitar a baba do Abba. Admito o que já sabia, o povão quer coisinhas...Dancing Queen tomou dimensão de hino dominical nas missas na Blue Space e no Mundo.
    Povão é Povão no Vale ou no Planalto. Hino a Duran continua a segurar a bronca e Judy Garland motivando a todes...e quem há de provar que essa lhe é superior.

    ResponderExcluir
  7. Com esse negócio do holograma estão ensaiando para quando a versão em carne e osso não existir mais.

    ResponderExcluir