quarta-feira, 29 de setembro de 2021

A TIA TÁ ON

A Netflix está com boas animações para adultos. Depois de "Força Queer", eu mergulhei em "A Tia É Top", que também é ora lá de gay-friendly. Mas a protagonista é hétera: Diane Dunbrowski é aquela mulher que, se não temos na família, pelo menos conehcemos por aí. A festeira que se recusa a envelhecer e que se comporta feito uma adolescente, mesmo já bem entrada em anos. Ela divide um apartamento com seu sobrinho Daniel, que está se iniciando na vida gay. Diane serve como uma guia irresponsável, pois sabem onde encontrar a melhor cocaína e os melhores pintos de Chicago. Lamento apenas não conhecer a cidade, pois a série é uma tiração de sarro-barra-carta de amor à terceira cidade americana, cheia de referências que eu não consegui pescar.

5 comentários:

  1. Dizem que Chicago é mais legal que NY mas de lá surgiu o Paulo Guedes e o neoliberalismo então tenho minhas ressalvas...Minha cidade favorita continua sendo São Francisco pelo deep house drogas psicodélicas e gente muito louca que parou nos 60 ou conheceu aliens algo que nem a disneyficação da indústria de vigilância do vale do silício conseguiu estragar

    ResponderExcluir
  2. Força queer eu até tentei, mas é chato
    Pra caramba!

    ResponderExcluir
  3. Chicago é linda, seja pela arquitetura icônica, pelo Lago Michigan (azulzinho tipo Caribe, mas gelado), museus first class, a melhor pizza e hotdog dos EUA e uma sauna bafônica (streamworks), algo que NY fica devendo...Quem puder ir vá, super vale a pena...

    ResponderExcluir
  4. Lembrando que Ru Paul faz a voz do chefe da protagonista

    ResponderExcluir