sexta-feira, 13 de agosto de 2021

VIETNAM REDUX

Eu tinha 15 anos quando acabou a Guerra do Vietnam. Exaustos por um conflito que se arrastava há mais de uma década e acossados pela opinião pública, os Estados Unidos assinaram um arremedo de tratado de paz com os vietcongs e se picaram. Não deu outra: em poucos meses, os comunistas chegaram a Saigon e tomaram todo o país. A guerra inteira foi inútil, pois terminou exatamente com aquilo que os americanos queriam evitar. Algo semelhante está acontecendo no Afeganistão. Sem conseguir eliminar o Taliban depois de quase 20 anos, os EUA chegaram à triste conclusão de que não vale mais a pena, nem em grana, nem em vidas. Os afegãos foram deixados à própria sorte, que é a mesma de 2001: serem dominados por uma milícia ultrarreligiosa, que oprime as mulheres e proíbe a música e a TV. É uma tragédia humanitária, que pode piorar ainda mais se o "atoleiro dos impérios" servir mais uma vez de santuário para um grupo terrorista à la al-Qaeda. 11 de setembro redux?

19 comentários:

  1. O objetivo dos EUA era achar o Bin e se vingar do 11 de Setembro. Depois que fizeram isso, a guerra só se arrastou por causa dos generais militares (de escritório) que, com a desculpa da guerra, recebiam um bom dinheiro para gastar com os seus boy toys.
    Logo logo eles arranjam um novo alvo, pq ficar sem seus brinquedos caros, eles não vão querer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha esse nunca foi o objetivo! Reginaldo Nasser é um chato fica vangloriando os EUA a primeira coisa que notei na primeira vez que fui aos EUA e foi antes de 11/09 foi a pobreza e a desigualdade social bastante similar ao Brasil, os EUA tem muitos problemas como diz um amigo 'eles não são império são apenas um país novo e ingenuo'

      Excluir
  2. Eu não entendi o "atoleiro dos impérios".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Afeganistão tem fama de ser o “cemitério dos impérios” porque todas as potências que se meteram com ele saíram menores do que entraram e o Afeganistão continuou como era antes.
      https://youtu.be/jO1UXqXMI4I
      O termo ppde ser um pouco exagerado, mas Reino Unido, URSS e EUA não saíram
      de lá com a vitória que esperavam.

      Excluir
  3. Seria melhor se os EUA nunca tivessem invadido o Afeganistão para começo de conversa. Ou qualquer outro país em geral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria melhor os EUA invadir logo essa merda aqui, e Copacabana virar uma Ocean Drive. Pelo menos as leis funcionariam!
      Obs: não contém ironia.
      #FORABOLSONARO
      #CARLUXONACADEIA
      #CARLUXOÉVIADO

      Excluir
    2. Puerto Rico #2: não tem direito a representantes nas 2 casas do congresso (ou melhor, tem 1 sem direito a voto). Todo mundo saqueia as contas do lugar, mas como não é estado, não tem direito a proteção contra falência.

      Excluir
    3. A restrição de voto é para qualquer americano que resida em Puerto Rico (seja ele nascido lá ou não).
      Porém qualquer pessoa nascida nesse território é cidadão americano e pode se mudar para qualquer um dos 50 estados sem problema algum e, a partir daí, votar sem problemas.
      Apesar terem a possibilidade de se mudar para qualquer um dos estados americanos sem nenhuma restrição, o pessoal de Puerto Rico continua vivendo bonitinho na sua ilha.
      Agora, se o Brasil virasse território americano, pelo menos 200 milhões de pessoas se mudariam para o norte em questão de dias.

      Excluir
  4. O Mio Babbino Caro
    Eu ainda sou pela auto determinação dos povos, quanto a America, só é salva por ter uma musicalidade absurdamente bela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E também pela Broadway,Hollywood e as séries
      de TV que nós a-ma-mos!!!!!!!

      Excluir
  5. Inveja do povo afegão que se defende! Nós temos militares capachos dos americanos existem pra ferrar o próprio povo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se defendem?
      Passaram 20 anos acuados num canto agindo como ratos.
      Só agora, que os americanos cansaram do brinquedo e foram embora, que reapareceram para pegar o que foi largado como lixo.

      Excluir
    2. Nós temos nossos próprios fanáticos religiosos pra se preocupar esses talvez mais perigosos e assassinos que o Talibã, são 75 mil almas negras e pobres por ano. Marielle Franco ousou ser negra mulher lésbica e ter livros da Ângela Davis o que aconteceu? Vc acha mesmo que o Brasil é tão diferente do Afeganistão? Eu mesma fui impedida de trabalhar depois que uma filha de político traficante de drogas me chamou de prostituta, fui morar em Paris e passei a ser monitorada provavelmente por suspeita terrorista nos ataques de novembro de 2015 meu celular simplesmente travou semanas depois voltou a funcionar com certeza fruto da nossa polícia corrupta que me colocou como alvo por cometer o crime de defender a mulher que chamou os banqueiros de perversos aumentou salários deu direito a domésticas e meteu o dedo na cara do Biden. O Brasil não é um lugar bom para os mulheres, enquanto ao Afeganistão ah eles que se virem que temos pastores milionários pra lidar aqui.

      Excluir
    3. ASSINO EMBAIXO,14:O1!!!!

      Excluir
  6. Particularmente comparo com o Brasil também, mas não exatamente desta forma. Assim como aqui o problema a mim parece cultural. É uma cultura bélica, conflituosa, e acho que estrangeiros não vão domar.
    A mesma coisa aqui, enquanto o brasileiro não mudar, melhora não.

    ResponderExcluir
  7. Sra 14:01 adorei! ganhou um seguidor. mas seja solidária com o leitor. use vírgulas, use pontos finais. saiba amar o texto - ele te devolve o amor triplicado. nem precisa ser em nome de Jesus.

    ResponderExcluir
  8. Calma... Importante esperar definição se o talibã é de direita ou de esquerda pra saber se é pra criticar ou pra passar pano.

    ResponderExcluir
  9. Se os EUA mandam tropas, são criticados por serem imperialistas saqueadores que interferem em outros países por causa do petróleo. Se retiram as tropas, são os omissos que assistem de braços cruzados a ascensão do terrorismo e da guerra. Essa galera precisa se decidir se é pra mandar tropas ou não, porque desse jeito tá difícil.

    ResponderExcluir
  10. O Talibã luta contra o Imperialismo Yankee. Contem sarcasmo.

    ResponderExcluir