quarta-feira, 18 de agosto de 2021

A MUSA DA CPI

Alguns anos atrás, criei uma regra eleitoral para mim mesmo: jamais votar em candidato do MDB. Antro de notórios corruptos como Eduardo Cunha e Michel Temer, o partido estava mais para uma empresa de aluguel de apoio político, cujos preços sobem o tempo todo. Mas hoje em dia eu abriria uma honrosa exceção para Simone Tebet. A senadora pelo Mato Grosso do Sul é a estrela da CPI da Pandemia, sempre mais preparada do que qualquer de seus colegas e sempre implacável no questionamento dos notórios corruptos que vão lá depor. Outro dia a minionzada se assanhou por ela aparecer na CPI com fones de ouvido, enquanto interrogava um dos depoentes. "De quem ela está recebendo ordens?", mugiu o gado. Não eram ordens, mas dados fornecidos por seus assessores no gabinete. Para essa turma é difícil imaginar que um parlamentar possa colocar para trabalhar alguém que contratou com verba pública. Simone Tebet já foi ventilada como possível candidata à presidência em 2022, mas as chances de isso se concretizar são ínfimas. É uma pena, porque eu faria campanha por ela.

4 comentários:

  1. Infelizmente, uma maçã boa no meio de uma cestas de frutas podres, não dura muito tempo sem estragar.

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti todas as comissões especiais do Impeachment da Dilma, das senadoras e senadores a Simone Tebet, Ana Amélia Lemos e Lúcia Vânia eram as mais notáveis
    Simone Tebet desistiu de própria candidatura em favor de outra pra não ter Renan Calheiros na presidência, isso é admirável diante de um cacique que sequestrou o partido

    Nada pessoal, mas isso é bem burro, não notar virtudes num político por causa da legenda
    Meu pai foi do PT pq era a legenda mais forte na cidade que a gente morava

    ResponderExcluir
  3. Claro que você faria campanha para ela. Você ainda está procurando a tal terceira via.
    Cynara Menezes responde essa e outras questões em um curto vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=PFfO6PUUgt4

    ResponderExcluir