domingo, 25 de julho de 2021

TE PEGO NO RECREIO

Quem aí sofreu bullying na escola? Eu sofri um pouco, dos 10 aos 14 anos, em dois colégios diferentes. Saí na porrada umas duas vezes, mas nunca, jamais, em momento algum, um adulto veio me defender. Existia (ainda existe?) a ideia de que a vítima do bullying precisa se virar sozinha, para "virar homem". Hoje sabemos que essa inação é desastrosa, porque são inúmeros os casos de suicídio provocados pela violência moral e física no ambiente escolar. O pior é que o bullying é um problema planetário. Existe na China, um país que se diz igualitário, e é o tema do contundente "Dias Melhores", cartaz de ontem do Festival do Rio no Telecine. Indicado ao Oscar de filme internacional por Hong Kong, o longa na verdade se passa na cidade chinesa de Chonqqing. A protagonista é uma menina que se prepara para prestar o Gaobao, o rigoroso Enem de lá, que dá acesso às melhores faculdades. Mas está se difícil concentrar: a mãe contrabandista precisa fugir para Pequim, deixando-a sozinha para enfrentar uma turma de colegas ricas que a infernizam na escola e, não demora, também fora dela. Até que ela encontra um rapaz delinquente que passa a protegê-la, mas nem tanto. Os problemas de ambos logo irão aumentar muito. A atriz Zhou Doniyu, que tem quase 30 anos, convence como uma adolescente de 17, e chora o tempo todo. Como ela chora, chora, chora, e sempre por um bom motivo. "Dias Melhores" nem sempre é fácil de assistir, mas tem mensagem, emoção e crítica ao sistema. Não foi à toa que o governo chinês tentou censurá-lo.

15 comentários:

  1. O Governo Chinês cencurou SIM esse filme.
    Esse filme foi editado (muitas vezes) até ser aprovado pelo governo, assim como todos os outros filmes feitos lá.
    Enfim, a versão final desse filme não é a versão do diretor (ou da produtora), é apenas a versão aprovada pelo governo chinês. E isso é censura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih,tem muita gente que chama os bandeirantes de
      monstros aqui e veneram o governo chinês lá.
      Mas eles não querem queimar nem o Vaticano,
      nem Pequim,porque nesses lugares estão seus
      "parças".Aí,depois perguntam porque os
      trabalhadores votam num Trump,num Hitler
      ou num Bozo da vida.

      Excluir
    2. Eles votam pq são burros iguais a vc

      Excluir
    3. Amei. Vc foi direto. Eles votam pq sao burros. Borba Gato tinha q ser queimado ha mto tempo. E Stalin deixe q eles se virem. Temos problemas aqui. Olha o preço do gas, da carne..

      Excluir
    4. 07:12-Eles votam porque são pilantras iguais a ti.
      08:46-E O PRÉDIO FEIO DO MASP QUE PARECE UM
      SHOPPING CENTER,hein???????????

      Excluir
    5. Prédio feio do MASP? O maior vão livre do mundo? A obra-prima de Lina Bo Bardi?

      Excluir
    6. Representa a superiordade branca e deveria ser quaimado também!

      Excluir
    7. Esse anônimo quer palco. Dever ser a mono heheh. Vou nem perder meu tempo mais

      Excluir
    8. O vão livre tem tanta utilidade quanto nossas
      Forças Armadas,Toninho:NADA!!!!!!

      Excluir
    9. Anon 18:10
      Discutir com porta é foda, mas vamos lá. Você não consegue nem perceber o que aquele espaço iônico e histórico, já tem de significado nesse estado e pais, senão global. Então vá tomar no c*
      #pocasideias
      G-

      Excluir
    10. 22:24-Eu nem vou dizer qual o apelido do vão livre
      do Masp que termina com "ódromo" senão as bichas
      vão se jogar do Terraço Itália.
      E pro Ricardo,enquanto o Tony nos dá é uma
      coisa que nem eu consigo na página 3 da Folha:
      liberdade de escrever o que quiser.

      Excluir
    11. 22:24 A estátua do Borba Gato também é um espaço iônico e histórico.

      Excluir
  2. O Mio Babbino Caro
    Estranho como tem pessoas que favorecem até de forma involuntária a se tornar alvo. "Lagoa que tem piranha jacaré nada de costa".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih que conversa típica de gente que diz que fulana só foi abusada sexualmente pq "pedia" por isso se vestindo inadequadamente...

      Excluir
    2. Tinha fulana que pedia isso.Não generalize.kkkkkk

      Excluir