quinta-feira, 29 de julho de 2021

PEGA O SABÃO NO CHÃO

Um leitor reclamou que eu não falei de "Industry Baby", e com toda a razão. O novo clipe do Lil Nas X é ainda mais provocativo do que "Montero", o anterior; desse jeito, o rapper mais bicha bichérrima está pintando como O artista de 2021. No novo vídeo, ele vai em cana pelo crime de ser gay, mas a prisão não é das mais desagradáveis. Quem não gostaria de ficar encarcerado desse jeito, especialmente na ousada cena em que está todo mundo pelado? Gostei especialmente do Jack Harlow, o raro branco que se dá bem no rap. Ops, deixei o sabão cair.

10 comentários:

  1. esse clipe é sensacional. linda fotografia, cadência, bom humor.

    ResponderExcluir
  2. Há 10 anos atrás, se alguém falasse que teríamos na próxima década uma mana cantando rap e fazendo relativo sucesso com isso, nem as próprias manas acreditariam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma mana negra, inclusive; embora ache o som dele mais para o pop...

      Eu sou o leitor que vai reclamar por ter ignorado Young Royals! rs

      Excluir
    2. Eu vi o primeiro episódio de "Young Royals". Além de achar uma bobajada, nunca vi tanta pele ruim junta. Um tsunami de perebas. Me deu engulhos e larguei.

      Excluir
    3. Pele? Não entendi.

      Excluir
    4. Pele. Skin. Peau. Piel.

      O elenco adolescente de "Young Royals" tem a pele do rosto coberta de cravos e espinhas. Tudo bem, faz parte da idade, mas não precisavam ser todos.

      Excluir
  3. A provocação é interessante e o bom humor também. Mas nesse sentido de provocação/ilegalidade/homoerotismo/sarcasmo ainda prefiro o clipe de "Outside" do George Michael.

    ResponderExcluir
  4. Jura que no clipe da rapper gay, negra e “revolucionária”, a senhora foi se encantar logo pelo branquinho, hétero e "limpinho”?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Limpinho já não sei. Mas cabe a dúvida: será que me tesão foi condicionado pelo racismo estrutural? Se bem que já fiquei (nunca transei) com alguns negros.

      Excluir