quarta-feira, 21 de julho de 2021

LEVANTA PRAS GUEI

Qual esporte tem mais bibas, a ginástica olímpica ou o vôlei? Eu diria que este último tem mais assumidos, desde os tempos do saudoso ponta Lilico. Honrando a tradição, agora presenciamos a explosão de Douglas Souza, que já estava na seleção brasileira desde os outros Jogos Olímpicos. Mas em 2016 ele não postou stories fechativos como o do épico sambinha sobre a cama de papelão, que o fizeram saltar de respeitáveis 250 mil seguidores no Instagram para mais de 1 milhão e 300 mil em pouco mais de 24 horas. Essa bicha bichérrima está trazendo de volta ao vôlei os torcedores que se assustaram com a quantidade de minions entre jogadores e técnicos. Tomara que Douglas conquiste mais uma medalha para o Brasil, mas no pódio do estrelato ele já subiu. E de salto.

3 comentários:

  1. Pois é menino... Eu disse que depois do episódio de Fernanda Venturini, que para mim tinha sido a gota d'água (eu sei que ela não joga mais, mas foi uma das minhas jogadoras favoritas no vôlei), que não tinha mais motivos para torcer pelo esporte devido à quantidade de minions. Eu, que não tenho ídolos no futebol, encontrei no vôlei a minha paixão durante as olimpíadas de 92 aos 9 anos de idade, me decepcionei demais com a postura de atletas que antes admirava.
    Mas que surpresa foi essa figura!
    Dependendo do horário vou acompanhar só para torcer por ele.

    E por falar em Olimpíadas, eu tinha esquecido que a última tinha sido justamente no Brasil! E foi, até onde me lembro, o nosso último momento de alegria antes desse pesadelo que estamos vivendo. Me deu saudade daquele espírito de brasilidade vestido de verde-amarelo que sai às ruas para festejar e não para gritar palavras de ódio. Saudade da beleza das aberturas e encerramentos da Olimpíada e Paralimpíada brazuca, dos mascotes Tom e Vinícius, saudade de me emocionar com o Brasil...

    ResponderExcluir
  2. O Douglas Souza é tudo de bom! Faz tudo de forma leve, sem se importar com comentários contra, e é uma graça de pessoa. Torço muito para ele ter sucesso sempre. Um tapa na cara dos conservadores de plantão de hoje em dia! E ainda vai jogar na Itália no próximo ciclo.

    ResponderExcluir