domingo, 27 de junho de 2021

UM LIVRO ENCANTADO

Terminei hoje a leitura de "Torto Arado" e estou sem fôlego. O livro de Itamar Vieira Junior é, talvez, o maior romance em língua portuguesa dos últimos 10 anos. Tive a sensação de estar lendo um clássico, daqueles que nos obrigavam no colégio, mas também uma obra moderna que reflete o Brasil dos dias de hoje. A linguagem elegante e clara, que resiste à tentação de reproduzir a fala regional sem jamais diminuí-la, já é um monumento por si só. Também há parágrafos tão belos que dão vontade de emoldurar. As duas primeiras partes são narradas pelas irmãs Bibiana e Belonísia, unidas para sempre por um acidente com uma faca, que cortou a língua de uma delas. As duas vivem numa fazenda na região da Chapada Diamantina, no interior da Bahia, em regime análogo à escravidão, já na segunda metade do século 20. O narrador da terceira parte me pegou de surpresa: não vou dizer quem é, para não estragar o prazer de quem ainda não leu. E por trás da beleza estética ainda há uma trama ancestral, visceral, panfletária, inspiradora, negra como o país que finge que não é. Um romance obrigatório por todas as razões possíveis.

Não vai demorar para que "Torto Arado" ganhe as telas. O cineasta Heitor Dhalia comprou os direitos, e ainda não sabe se vai transformar o livro em filme ou minissérie. O que não me impediu de fantasiar que, se os tempos fossem outros, em breve teríamos...

de Walcyr Carrasco
TORTO ARADO
A nova novela das 18 horas
Duas irmãs disputando o amor de um mesmo homem

com
Giovanna Antonelli (Bibiana)
Marina Ruy Barbosa (Belonísia)
Antonio Fagundes (Zeca Chapéu Grande)
Irene Ravache (Salustiana)
Fábio Assunção (Severo)
Juliana Paes (Maria Cabocla)
Osmar Prado (Tobias)
Mariana Ximenes (Crispina e Crispiniana)
Regina Duarte (Miúda)

participação especial
Fernanda Montenegro (Donana)

atriz convidada
Vera Holtz (Santa Rita Pescadeira)

No último capítulo, Santa Rita devolve a fala à irmã que era muda.

27 comentários:

  1. Tú escolhestes as protagonistas brancas de propósito, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim? Escalei o melhor ator disponível para cada papel.

      ***contém ironia***

      Excluir
    2. O Toninho não sabe que o Fábio Assunção fez ONDE
      ESTÁ MEU CORAÇÃO,a melhor coisa nossa na TV em
      2021.Pô,esqueceu que papel teríam os atores negros
      Fernando Rôla Dei e Sérgio Malandro Camargo?

      Excluir
    3. O Tony não está para merecer esse público que o acompanha , com raras excessões. Como pode haver tantas pessoas que não estão entendendo que acabou.
      É até capaz de voltar a dizer que é aquele tal de mimimi. Mas a mentalidade branca cavou um aleijão nessas mentes e só serão retiradas com a reedição da Revista Junior.
      G-

      Excluir
    4. Aham,cara,senta lá.Tinha algum ator nordestino que
      fez O Auto da Compadecida do Suassuna?NENHUM!!!!!!
      No máximo,não fariam uma novela,mas uma minisérie
      estilo Hilda Furacão ou Verdades Secretas.

      Excluir
    5. Tinha sim, Bruno Garcia, Virgínia Cavendish e Aramis Trindade são pernambucanos!

      Excluir
  2. Vi a entrevista do autor no Roda Viva e fiquei bem interessado. Agora com o seu post , vou ler antes que vire filme.

    ResponderExcluir
  3. Morri... Naum da ideia naum...vai q o walcyr se empolga...haha!

    ResponderExcluir
  4. Isso ae, Tony!!! Poderia tratar da ideia de embranquecimento na dramaturgia para sua coluna de F5, isso é racismo puro! Mas as bichas estão chorando, porque a pequena sereia (que não existe) será negra.

    Quero só ver se eles irão embranquecer os atores na adaptação. Eu achava que as irmãs protagonistas eram gêmeas...

    Por fim, nunca vi um livro nacional ser tão comentado e incensado, até você que quase nunca fala de literatura, fez post, deve ser bom mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poderiam colocar a Tais Araujo que entra novela,sai
      novela,faz o mesmo papel de Xica da Silva.Se bem que
      com este elenco aí,faria sucesso.O povo médio não
      gosta de novela lacradora do PSOL.kkkkkkk

      Excluir
    2. Esse aí não entendeu a piada.

      Admito: só quem leu-o livro vai entender.

      Excluir
    3. Não viajam na maionese.Este livro é pra virar filme
      ou minisérie.Mesmo se os tempos fossem "outros".

      Excluir
  5. Tem alguma coisa de "Vidas Secas" e "Cem Anos de Solidão?

    ResponderExcluir
  6. Já to sonhando com uma adaptação tipo A vida Invisível. Torto Arado foi a melhor leitura que fiz nos últimos 2 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que seja uma adaptação melhor do que A Vida Invisível que é bem fraca.

      Excluir
    2. A adaptação de vida invisível foi péssima. Dava até vontade de parar de assistir no meio. Fora uns furos de roteiro bem fortes

      Excluir
  7. Juliana Paes é branca?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Tony tentou ser um Telmo Martino,mas....

      Excluir
  8. Precisa ler o livro para entender a sutil ironia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filme de gente que passa fome no Brasil tá
      cheeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiioooooooooo!!!!!

      Excluir
  9. Inconformada com o rosto da Madonna sinceramente...o que ela fez?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  10. Se for novela na Globo, as irmãs serão Gil e Juliette

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se for na Record serão Bianca Rinaldi e Renata Dominguez.

      Excluir
    2. Se for na Record, as irmãs serão mutantes.

      Excluir
  11. Tony, eu acho que já podemos até fazer uma estante só com livros desse gênero brilhante que associa literatura e netflix de forma surpreendente, como ninguém nunca viu!

    ResponderExcluir