terça-feira, 22 de junho de 2021

COVAXDES

Então... não foi por inépcia que o Biroliro não comprou vacina logo. Nem mesmo pela vontade de matar o maior número de gente possível, como arriscam alguns. Foi por ganância mesmo. A insistência do Mijaír na cloroquina, um medicamento que não foi usado por NENHUM outro país do mundo, já levantou a suspeita de que ele e seu entorno estão ganhando dinheiro com o fictício "tratamento precoce". Agora emerge o escândalo da Covaxin: um funcionário do ministério da Saúde deu com a língua nos dentes e revelou a "pressão atípica" para comprar a vacina indiana por um preço superior ao da Pfizer. Tem um intermediário no meio, veja só, o que não houve em nenhuma outra aquisição de imunizante. É asqueroso e revoltante pensar que esses covardes querem faturar em cima da morte dos outros, mas é o que está pintando. Eles são ainda piores do que nós pensávamos. Basta seguir o dinheiro. 

4 comentários:

  1. Desde 2016 é uma vergonha por dia

    ResponderExcluir
  2. Tony, não sejamos ingênuos. O que move nunca foi aideologia. Nunca. Desde esses guerrilheiros maltrapilhos tipo Zé Dirceu, Genoíno e Dilma,aos líderes estudantis e sindicais como Lula e Serra, desaguando aos caras da dita direita conservadora como o Bolsonaro e o que vem junto. É a grana, a grana! No final é a grana!

    ResponderExcluir
  3. O Mio Babbino Caro
    Mas e aí, digo, "E daí".

    ResponderExcluir