sábado, 15 de maio de 2021

VÍTIMA DA MODA

No início dos anos 80, eu dancei ao lado de Halston e Bianca Jagger no Hippopotamus do Rio. Ele era um cara bonitão, muito alto e, óbvio, elegantérrimo. Depois usei por alguns anos o perfume que leva o nome dele; era de fato muito bom. Hoje a marca ainda existe, mas o próprio já se foi há mais de 30 anos. Agora é capaz de ter um revival, por causa da ótima série que chegou ontem à Netflix. É maaais uma produção do Ryan Murphy, mas não mais do que isso: Murphy só produziu. Isto quer dizer que o tom está mais contido do que de costume, sem atuações exageradas nem cores berrantes. Não que o próprio Halston fosse comedido, mas sua vida de triunfos e tragédias não orna bem com a farsa. Ewan MacGregor está muito bem no papel-título, com gestos discretamente afeminados e uma vozinha que não usa na vida real. Mas o melhor mesmo são as festas, os excessos, a Liza dando canja. Se ainda não podemos ferver na vida real, "Halston" dá um brilhozinho.

13 comentários:

  1. acho que poderia render o dobro, 10 eps seria maravilhoso. achei o ritmo muito corrido e atropelado.

    ResponderExcluir
  2. Sorry dear! I don't do american fashion! Only European!

    ResponderExcluir
  3. Arrisco dizer que ele foi o primeiro e o último grande costureiro americano. Porque existem outros americanos que se destacam, mas nenhum conseguiu elevar o seu próprio nome como ele.
    Tom Ford por exemplo é lindo, é chique, é Hype, mas ainda vive, e pelo jeito sempre viverá, à sombra da Gucci, que praticamente era um trabalho de curadoria.
    Virgil Abloh da off-white e LV faz uma coisa tão discutível, que acho poucos sabem até quem é. E Marc Jacobs saiu da Lv e????
    Halston sempre foi Halston e ponto.
    Só tô achando Ewan meio physique errole porque ele na minha cabeça está eternamente de kilt com seu sporran, cuidando do pasto de angus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. antes de halston, teve mainbocher e charles james. james é o gênio dos gênios, até balenciaga pagava pau. tem uma história ainda mais triste que a de halston e morreu completamente falido e sozinho, vivendo de bicos (como modelagens para halston).

      Excluir
    2. James nasceu na Inglaterra de pais inglês, e Mainbocher começou em Paris. É como o "francês " marroquino Yves.
      Halston fez um trabalho 100% americano, muito pela efervescência da época, e com uma trajetória voltada para lá. Os americanos até hoje vivem à sombra do circuito Elisabeth Arden.
      Halston não.

      Excluir
    3. Mas esse Charles James não é inglês?

      Acho tão curioso a vida do povo da moda... Eles parecem artistas mas na verdade são pessoas de negócios/empresas. Halston é igual a Saint Laurent, pelo menos é o que se percebe das cinebiografias, e por sua vez, eles parecem com Chanel. Pessoas originalmente não ricas, fascinadas por beleza, e que quando alcançam o panteão derrapam em excessos de todos os tipos.

      Acho massa também no caso dos meninos, pois eles eram as únicas bichas visíveis (leia-se: respeitadas) no mundo. Fico imaginando cinebiografias dos nossos: Denner, Clodovil, Guilherme Guimarães, deste último eu li um perfil na revista Piauí por Danuza Leão que não difere ele em nada do Halston ou Saint Laurent. Algo que também me chama atenção é a ausência de racismo de muitos protagonistas dessa indústria, o que só é superado no show business pela indústria da música.

      Uma vez li algo da Susana Barbosa, diretora de redação da Elle Brasil, sobre o fascínio que os personagens da indústria da moda exerce sobre as pessoas, algo tipo: Esse fascínio existe porque nosso trabalho é celebrar pessoas bonitas usando roupas bonitas em lugares bonitos. - Pois é, quem não quer um trabalho desse?

      Excluir
    4. Escrevi lá em cima que Yves era marroquino mas é argelino, filho de franceses, e a citação aleatória nem era sobre ele mas sobre Elbaz que morreu outro dia.
      Danuza tava puxando a sardinha para o que é nosso lado, né?!
      Acho incrível Guilherme, mas ele é um costureiro de senhoras, com roupas impecáveis. E Denner era mesmo é bonito e famoso, nao há um legado deles.
      Yves foi o pacote completo: um artista criativo e uma celebridade. E o consideram o último gênio da moda.

      Excluir
  4. Off Topic
    Tony comente com a sua verve aquele bufo cavalgar do Bolsonaro em meio ao gado.

    ResponderExcluir
  5. BIANCA JAGGER?ELA ATUALMENTE ESTÁ MUITO GOSTOSA!

    ResponderExcluir
  6. Adorei a série; nestes tempos de isolamento, até o "brilhozinho" me deu saudade, algo que abandonei faz tempo...Dançar ao lado de Halston e Bianca Jaegger é de se colocar no currículo, kudos Tonyah...

    ResponderExcluir
  7. Quando eu vi o trailer pela primeira vez, eu pensei: "Justo a versão demo de "Enjoy the Silence"? Tão mais funesta que a versão final... [entra o remix 12"] Pronto, agora esse trailer engrenou!"
    Mas foi ler o nome do Ryan Murphy e ficou impossível não comparar com o "The Assassination Of Gianni Versace".
    Mas óbvio que já está na minha lista pra ver.

    ResponderExcluir
  8. Vítimas da homofobia
    https://ricmais.com.br/noticias/seguranca/suspeito-crimes-contra-homossexuais-video/

    Já era do crime em 2015
    https://grupocidadaoemacao.blogspot.com/2015/10/veiculo-roubado-capota-com-os-marginais.html

    ResponderExcluir