quarta-feira, 5 de maio de 2021

RIR É UM ATO DE RESISTÊNCIA

Ainda estou sob o impacto da morte do Paulo Gustavo, uma pessoa que eu nem cheguei a ver pessoalmente. Tínhamos até amigos comuns, mas nunca nos cruzamos na vida real. Nem sequer eu o vi no teatro. Mas hoje estou triste como se tivesse morrido alguém da família, e já percebi nas redes que não sou só eu. A noite de ontem foi um turbilhão para mim, porque além de tudo eu tive que assistir à final do BBB21 e produzir, quase que em tempo real, uma coluna para o F5 sobre o programa. Claro que fui contaminado pela melancolia. Mas o próprio Paulo Gustavo está nos sacudindo para cima. Quis o destino que o encerramento do especial do "220 Volts", exibido pela Globo no Natal passado e reprisado na noite de ontem, servisse como um testamento. Uma mensagem poderosíssima, que nos lembra da força do riso e do amor contra toda essa barbaridade que nós estamos atravessando.

Também devemos homenagear Paulo Gustavo pelo papel que ele teve na normalização do amor homoafetivo. Antes que alguém venha apontar que não houve beijo gay em "Minha Mãe É uma Peça 3", é bom lembrar que ele nunca escondeu seu casamento com Thales Brêtas, seus filhos lindos, sua família repleta de afeto. Uma bandeira mais escancarada do que a de muitos militantes. Que extravasava para sua arte, como se vê no vídeo acima. Este é meu novo lema: vamos ser viado para sempre!

9 comentários:

  1. O Bozo lamentar a morte do PG????Só se for aquele tipo de
    gente que vê os filmes dele igual aos da Tropa de Elite-
    não viu a crítica a polícia mas gostava de ver os policiais
    humilharem pobres.kkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não use PG para se referir ao Paulo Gustavo. Parece Paulo Guedes. Ninguém merece.

      Excluir
    2. A diferença é que o Paulo Gustavo trabalhava pra Globo
      enquanto o Paulo Guedes é idolatrado pela Globo.Ok.

      Excluir
  2. Tony, esse último parágrafo resume tudo o que penso. A aceitação é o caminho, e ele fez isso lindamente, seja através dos peresonagens ou na vida privada, assumindo o seu amor e vida naturalmente. Tenho 63 anos e fico agradecido por ele ter sido esse ser de luz e me feito enxergar certos aspectos ainda travados em mim, com mais leveza. Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Também tinha amigo em comum com ele e tava marcado sairmos juntos na próxima ida ao Rio... Muito triste.

    ResponderExcluir
  4. Tony, você que tem parentes fora do Brasil, considera sair desse paísico? Antes, a ideia de começar uma vida nova em outro país me dava medo, agora me dá esperança

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se Biroliro for reeleito é minha enteada ainda estiver em Portugal, estamos pensando em nos mudar para lá.

      Excluir
    2. Estou com vc e com a Madonna contando os dias pra vazar mesmo se ele não for o estrago já foi feito!

      Não tem mais solução! Acabou! O país já foi destruído é desde Getúlio isso, bye bye Brasil

      Excluir
    3. Lamento muito mas estamos condenados a ser brasileiros...para onde vamos nos levamos. Acredito que temos de tomar o remédio amargo e admitir tudo aquilo que relutamos em admitir, inclusão, educação, equidade, reforma e engolir a empáfia, é difícil, é, porém diferente disso é continuar a ser pária global.
      G-

      Excluir