quarta-feira, 12 de maio de 2021

CHÁ REVELAÇÃO

Impressionante como bastam algumas horas de depoimento à CPI da Pandemia para o caráter do depoente se desnudar em toda sua glória. Mandetta foi firme e hábil, controlando a mágoa que sente do Edaír e transformando-a em arma. Nelson Teich confirmou que é mesmo uma das pessoas mais aborrecidas do mundo, e que continua apoiando o desgoverno em linhas gerais - "mas, por favor, me incluam fora disso". Queiroga, coitado, tentou conciliar a ciência com o descalabro de seu chefe, mas o próprio Jesus Cristo avisou que é impossível servir a dois chefes. Mas ninguém foi mais divertido, até agora, do que Fábio Waijngarten. O cara deu para trás, tentando desmentir tudo o que disse à revista Veja, e agora corre até o risco de ser preso. Por que ele mudou de ideia? Por que atacou o governo de que fez parte, menos de três semanas atrás? Nisso tudo entra o Zero-Um para ofender Renan e lacrar entre o gado, com a grossura de quem acha que está num programa da rádio Jovem Klan. Na verdade, nem é preciso comparecer à CPI para se revelar. Taí o general Capachuello, que passou recibo de covarde semana passada e periga passar de novo, se ficar calado quando finalmente se materializar.

4 comentários:

  1. Fiquei decepcionado que o Vaingartein não foi preso. Mentiroso do caralho.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi noticiado que a esposa dele voltou a fazer parte do quadro do governo.
      Acho que nem precisa de desenho para a gente entender.

      Excluir
  3. Ele só não foi preso, pq Capachuello ainda vai depor. Se fosse preso agora a gritaria do governo antes do depoimento de Capachuello seria maior ainda.

    ResponderExcluir