quinta-feira, 8 de abril de 2021

O GENITOR EM SEU LABIRINTO

"Meu Pai" é uma obra de arte. O francês Florian Zeller adaptou sua própria peça de teatro com a ajuda do inglês Christopher Hampton, e dirigiu o filme com uma segurança que não se espera de um estreante. Conseguiu captar o desespero do envelhecimento por dois ângulos diferentes, o do próprio velho e o de quem cuida do velho. Aqui não tem essa de melhor idade ou anos dourados: Anthony, o protagonista com o mesmo nome de seu intérprete, sofre de demência senil, e está perdendo a noção da realidade. É quase uma morte em vida. Aliviada pelo conforto material, sem dúvida, mas retratada sem firulas nem raios de esperança. Anthony Hopkins está fenomenal e merece todos os prêmios, mas até agora não levou nenhum. Vem perdendo para Chadwick Boseman, que morreu de verdade. Olivia Colman, com quem eu sempre implico por ter roubado o Oscar de Glenn Close, também está ótima, assim como todo o pequeno elenco. Preste atenção no cenário: não é por acaso que o filme também está indicado ao Oscar melhor design de produção. E quem tiver um idoso sob seus cuidados, como eu tenho (minha mãe mora comigo desde 2016), pode ir se preparando.

14 comentários:

  1. Em um outro comentário vi que vc gostaria de se mudar pra Paris, uma pergunta porque não vai? Vc trabalha de casa! A França tem o melhor sistema de saúde e gratuito podem te ajudar a cuidar da sua mãe. Não perca tempo ! Curta a vida enquanto pode, o euro está caro pra caralho? Sim mas vc sabe que a Europa é muito mais barata que o Brasil, vivemos no país mais caro do mundo (reportagem do Le Monde) vc vai comer melhor respirar um ar mais puro e fazer viagens de trem pela Provence, se cuida!

    ResponderExcluir
  2. O Anthony Hopkins está fazendo aquele papel de quem perdeu a noção de realidade. Ele sempre passa aquela impressão de que está pensando se desligou o fogão enquanto se declara à mocinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele faz bem mais do que isso. A cena final é dilacerante.

      Excluir
  3. TONY EU TE AMO TANTO DESDE 2008 QUANDO CONHECI E COMECEI A FREQUENTAR MUITO ASSIDUAMENTE ESSE BLOG. LEMBRO QUE QUANDO PASSAVA UM TEMPO SEM VIR AQUI EU FICAVA RETROCENDO AS PAGINAS COM OBJETIVO DE COMPLETAR A LEITURA DE TODOS OS ACONTECIMENTOS DESCRITOS POR VOCE SO PRA EU ME SENTIR UM POUCO MAIS INTELIGENTE POR ISSO. LER ISSO QUE VOCE POSTOU SOBRE MORAR COM SUA MAE DESDE 2016 ME FEZ TRACAR UMA LINHA DO TEMPO COM TODAS AS COISAS QUE VIVI DESDE QUE ME MUDEI DO BRASIL EM 2010 E ME FEZ SENTIR MUITA NOSTALGIA. DESCULPE FUGIR UM POUCO DO TEMA DA PUBLICACAO E PELA PUXACAO DE SACO, TE IMPLORO NUNCA ABANDONE ESSE BLOG POIS EU SENTIRIA MUITA FALTA! UM ABRACO FORTE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 14:42
      Por que alguém que faz uma declaração assim tão verdadeira e bonita se mantém ANONIMO, qualquer um de nós podemos arriscar uma resposta, porém a violência que isso representa, não mudará. Eu diria que o tribunal da internet revela as trevas do interior humano e elas podem ser terríveis e implacáveis, tememos por nossa segurança e futuro como os mais frágeis dos seres e mesmo assim pulsamos por nos fazer ouvir. Torço para um tempo que tenhamos mais coragem ou que o homem seja um amigo para o homem. Enquanto isso levemos o coração à mão e repousemos à sombra.
      O Anônimo identificado
      G-


      Excluir
    2. 15:33 EU SIGO O TONY EM TODAS AS REDES SOCIAIS DELE TAMBEM E DEIXO LIKES E INTERACTUO POR LA DE VEZ EM QUANDO

      Excluir
    3. Me conta seu nome, querido leitor, para que eu possa te retribuir.

      Excluir
    4. Vai me retribuir com o seu corpicho?

      Excluir
  4. Que legal que vc cuida da sua mãe, seu marido deve ser um amor.

    ResponderExcluir
  5. aonde vc assistiu menino? legalmente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele pegou o resumo do filme da Wikipedia.E este tipo
      de filme a Shirley MacLaine fez aos montes.kkkkkkkkkk

      Excluir
  6. É possível ter demência jovem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em qualquer idade é possível sofre demência. Jovens de 16 anos que apertaram o 17 em 2018 são exemplos.

      Excluir