domingo, 4 de abril de 2021

JESUS LHE CHAMA

Kássio Nunes Marques ainda não entendeu que, uma vez dentro do STF, ele não precisa mais puxar o saco do Biroliro. Agora ele só consegue tirá-o de lá se der o tão sonhado autogolpe. O que o caçula dos ministros fez ontem foi nada menos do que uma reles provocação: Kássio Conká decidiu sozinho acatar o pedido de uma vaga associação de igrejas evangélicas que chegou à corte no final do ano passado. Justo no Sábado de Aleluia, para não dar tempo do plenário refutá-lo. A decisão é injusta, mal-ajambrada e contrária ao consenso do próprio tribunal, e não deve ser obedecida. Faz muito bem Alexandre Kalil, o prefeito de Belo Horizonte, dizer que por lá igrejas e templos continuarão fechados neste domingo de Páscoa. Só espero que essa recusa não sirva de gatilho para a guerra pseudo-religiosa por que torce a familícia, com fiéis se engalfinhando com policiais pelo direito de se aglomerar e morrer de covid. Ninguém precisa disso para atender ao chamado de Jesus.

9 comentários:

  1. Ontem estava pilhado. Estou no interior de Minas Gerais. Meu avô de 92 anos é independente e as vezes a namorada dele dorme lá. Um grupo cristão foi pregar na casa dele. Estão visitando os idosos que foram vacinados para pregar! Desde então olho da janela para saber se voltaram pq a ordem da família é sair neles proibindo de voltar. Um grupo cristão de comunidade rural. Já imaginou se pegam covid-19 na cidade e levam para a zona rural?

    ResponderExcluir
  2. Na primeira onda eu precisei de um " apoio religioso", afinal mortes, problemas pessoais que surgiram, isolamento severo, tudo isso me deixou bem ruim.
    E logo que liberaram eu voltei a frequentar dentro das regras, só que......as coisas começaram a folgar, o álcool começou a diminuir, a "tiradinha só para falar" se intensificou. Eu comecei a reclamar e as respostas foram de que " estava todo mundo BEM". Daí chegou a segunda onda, exatamente por causa desse está todo mundo bem. E das cepas, claro.
    Daí fui me afastando. Até parar completamente. A não ser por meio virtual.
    Hoje maioria das pessoas tem um celular e muitas computador, e a distância não desmerece o trabalho, vide todas as transmissões evangélicas e católicas.
    Mas, o pessoal gosta mesmo é de fazer o errado. E não considero minimamente cristão carregar uma multidão ou mesmo um grupo pequeno à uma doença ou à morte.

    ResponderExcluir
  3. Online não tem como pegar as "doeções". Igualmente aos traficantes, muitas igrejas ainda trabalham só em cash.

    ResponderExcluir
  4. Tony,
    Kassio precisa puxar o saco do Bolsonaro sim.
    Talvez você não tenha entendido ainda qual é, de fato, o negócio que se faz no STF.
    Spoiler: não é sobre Justiça.
    Não vou falar aqui pra não ser alvo do Inquérito do Alexandre de Moraes.

    ResponderExcluir
  5. O Mio Babbino Caro
    O fim da história
    "Bolsonaro" permanecerá por muito tempo como a característica Nacional do Brasil.
    (Releitura de Joaquim Nabuco)

    ResponderExcluir
  6. Sou de BH e votei no Kalil e ele é claramente um dos melhores prefeitos da história, sem ele BH tava ferrada... Sobre os templos:orem em casa! Já basta as igrejas evangélicas e as sinagogas hassidicas do jardins (ontem na Haddock lobo tinha festa dos hassidim e todos sem máscara) furarem decretos.

    ResponderExcluir
  7. Gostaria que esse ministro fosse chamado por Jesus ou pelo diabo, assim que o excremtíssimo sair da presidência.

    ResponderExcluir