sábado, 3 de abril de 2021

AJUDA DOS UNIVERSITÁRIOS

Eu sinto MUITA alfição quando assisto ao "Show do Milhão". Cultivado como sou, muitas vezes eu sei a resposta certa, e aquela embromação do apresentador - "você tem certeza? esta é sua resposta final?" - me dá nos nervos. Mas este suspense é o segredo do sucesso do formato, que surgiu em 2001 no Reino Unido como "Who Wants to Be a Millionaire" e foi vendido para dezenas de países. O que eu nunca soube é que, logo no ano da estreia, o programa original passou por uma situação que até hoje não foi bem esclarecida. Um casal de participantes teria montado um esquema para colar as respostas certas, bem na frente das câmeras e do auditório. Este é o assunto da ótima minissérie "Quiz", que chegou no Globoplay. Mini mesmo: são só três episódios de uma hora, praticamente um longa-metragem. A direção é de Stephen Frears e o elenco tem um monte de caras conhecidas de outras séries, como o capachildo de "Sucession" ou a irmã da "Fleabag". E o roteiro esmerado deixa a gente na dúvida: afinal, houve fraude ou não houve? Nem com ajuda dos universitários a gente sabe a resposta.

12 comentários:

  1. Olha a falta de humildade...
    Duvido que você saiba a capital da Zâmbia sem um Google, Antônio.

    ResponderExcluir
  2. Tony você gostou do "Slumdog Millionaire"?Na época que esse filme foi lançado eu ainda não acompanhava seu blog,ontem mesmo eu já li ao texto antigo que você repostou sobre o golpe militar de 1964 você mesmo tinha dito que quando começou seu blog era quase uma coluna social LGBT,escrevia sobre a The Week,depois com a política e dicas culturais ganhou um público maior,falando nisso não vejo a hora de voltar a ir lá,mas infelizmente só será ano que vem que a vacina chegará aos mais jovens,vc já é sessentão rss,já tomou a vacina? Tem que se cuidar,adoro seu trabalho,te admiro muito!

    ResponderExcluir
  3. Queria comentar tbm que fiquei triste com dois LGBTs famosos em estado grave por causa da covid,Agnaldo Timóteo e Paulo Gustavo,do primeiro eu o respeito pela origem humilde,negro,saiu do interior mineiro,foi um cantor bem popular nos anos 60,70,apesar de ser brega,não faz meu estilo de música,mas meus avós adoraram,tbm não gosto como a maneira contraditória dele encarar sua sexualidade,já escreveu música sobre a Galeria Alaska,Galeria do Amor,falando nisso você curtiu a Galeria Alaska nos anos 80?e Eu Pecador em que praticamente se assume gay,para décadas depois no SuperPop diante do Felipeh Campos negar e dizer que não é assumido,mas entendo que ele criado na religião católica,em uma família humilde,na roça,tem suas culpas e do Paulo Gustavo sim sou super fã,da Dona Hermínia,do Vai que Cola,um humor popular,não intelectualizado,apesar da Senhora dos Absurdos ser uma crítica social as senhoras ricas do Leblon que odeiam as minorias.Torco para que eles se recuperem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel, seus posts são ótimos, mas por favor dê espaço depois da vírgula!

      Excluir
  4. O Agnaldo infelizmente faleceu,bem triste,espero que o Paulo Gustavo sobreviva,consiga sair dessa

    ResponderExcluir
  5. Como eu disse não era fã do Agnaldo,nao curto o gênero dele,prefiro samba, funk e rock anos 80,mas sou contra também o preconceito de intelectuais a música dele,que era uma música popular,ouvida por muitos no subúrbio,na periferia,por empregadas domésticas,o mesmo preconceito que o Roberto sofre,"o cantor das empregadas" e o Agnaldo com o agravante de ser negro e oriundo do interior,vc mesmo já criticou o Agnaldo algumas vezes aqui e eu não gostei,pois é alguém negro,de origem humilde,ele poderia ter alguns defeitos,eu odiava o fato dele ser malufista,depois melhorou,virou lulista,mas sem deixar de ser malufista kkkk,bem contraditório

    ResponderExcluir
  6. Entro aqui só pra ver as divagações do Gabriel Tavares 😬

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não era assim. Ficou meio doido...

      Excluir
    2. Quem não tem Mona vai de Gabriel, é isso, bem diferente para ser igual.
      Bem vindo à vida selvagem coitado.
      G-

      Excluir
  7. Hoje é dia de rock bebê!
    https://g1.globo.com/pop-arte/musica/blog/mauro-ferreira/post/2021/04/01/almerio-expoe-naufragio-do-brasil-na-capa-de-single-em-que-canta-cazuza-com-ney-matogrosso.ghtml

    ResponderExcluir