sexta-feira, 9 de abril de 2021

DR. MONSTRINHO

Ontem eu estava mais desanimado que o normal, com dificuldade para focar no trabalho. Aos números da pandemia e à incompetência desse desgoverno, somou-se uma tragédia a mais: a morte do menino Henry Borel, espancado pelo padrasto. Claro que já sabíamos que Dr. Jairinho era culpado desde que o crime aconteceu, um mês atrás (perdão por usar este nome respeitoso e fofo ao mesmo tempo, mas é assim que o monstro ficou conhecido). A polícia não enrolou para prendê-lo, como alguns reclamaram nas redes sociais. Fez, na verdade, uma investigação meticulosa, e chegou a provas irrefutáveis. A mais chocante é a conversa por WhatsApp entre a mãe de Henry e a babá. Mesmo sabendo que o garoto estava apanhando, Monique Medeiros não se abalou do shopping onde estava. Pior: não se afastou do namorado, e ainda ficou do lado de Jairinho depois dele ter matado Henry. O vereador Jairo Souza Santos Junior, que por ironia é médico, é mais um caso de infiltração do crime organizado na política carioca. O cara é nada menos do que o herdeiro de um chefão da milícia. Também é, evidentemente, apoiador de primeira hora de Edaír Biroliro - não admira que a ministra Damares Alves, que finge tanto defender as crianças, não tenha dado um pio sobre este caso. Agora tento não torcer que Jairinho seja esquartejado logo em seu primeiro dia na cadeia.

17 comentários:

  1. A mãe se encontra no mesmo nível de psicopatia. Poucos meses depois de iniciar o relacionamento, já se aboleta na cada do namorado com o filho sem ao menos conhecê-lo melhor. Tem conhecimento e aceita a tortura ao filho e esconde isso dos policiais, protegendo o assassino. Alguns detalhes macabros: ela trocou duas vezes de roupa até escolher o modelo adequado para dar o depoimento, percebe-se que está toda arrumada como se fosse a um evento. No mesmo depoimento, da morte do próprio filho, ela tira uma selfie com os pés na cadeira e um esboço de sorriso. No dia seguinte ao enterro do menino, ela foi ao cabeleireiro! Continuaram dormindo como casal, nenhuma dúvida , nenhum afastamento. Dormindo na mesma cama que o cara que espancou o próprio filho até a morte. Juntemos um psicopata sádico a uma narcisista insensível e temos essa tragédia.

    ResponderExcluir
  2. Tinha visto coisas nas redes sociais mas não quis pesquisar agora tomo conhecimento pelo seu texto,sem palavras.

    ResponderExcluir
  3. O pior de tudo é que o desgraçado é um baita gostoso, será que vira boneca na mao dos presos na cadeia? Lá dentro todo criminoso é perdoado, exceto os assassinos e violadores de crianças...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ursinho que perdeu o filho é bem melhor que esse almofadinha assassino.

      Excluir
    2. Cara, não emociona, ele é só branco...



      E tb um psicopata assassino!

      Excluir
    3. Tio,ele está preso sozinho.Não fala groselha.
      Usar drogas faz mal.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  4. Cidadão de bem: https://1.bp.blogspot.com/-cOR74biho_4/YG-g7JDkDLI/AAAAAAAAVws/vuXyIObvRzYdyQyhYRujWetQhVeMHMUEgCLcBGAsYHQ/s659/henry%2Bexemplo%2Bpara%2Bnossos%2Bfilhos.png

    ResponderExcluir
  5. Esse psicopata deve ser bom de cama e chupar muito o grelinho da mãe monstro. Surra de cama faz algumas pessoas perderem a razão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse caso passa longe do sexo, ali o que estava em jogo pra ela era dinheiro, fome de poder. De Bangu para Barra, de um salário de 4 mil para 12 mil, vereador hoje, no futuro quem sabe? Aposto que ela já se via como primeira dama...O mais revoltante é saber que terão regalias na prisão e lá não ficarão muito tempo. A pobre criança pediu socorro e ninguém ouviu, a história de Bernardo se repete....

      Excluir
    2. Eu acho que eles vão rodar na cadeia não saíram vivos

      Excluir
    3. Acorda,tio.Eles são brancos e privilegiados.

      Excluir
  6. Tony, no segundo turno das eleições, Dr. Jairinho Nao declarou voto nem em Haddad, nem em Bolsonaro. Esse santinho que está rolando na internet é fake news. Claro que isso não diminui em nada a monstruosidade do acontecimento, mas fake news qualquer situação.

    ResponderExcluir
  7. Caso Henry: Dr. Jairinho disse em live com Crivella que é preciso "dar exemplo"
    https://www.youtube.com/watch?v=ZxCLhHetlU8

    ResponderExcluir
  8. Lembram dos jornalistas do " o dia " torturados na favela do batan? Ele é um dos torturadores, reconhecido por uma das vitimas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dr. Jairinho sempre foi chegado a uma sessão de tortura



      Além dos relatos de ex-companheiras, vereador carioca já tinha sido reconhecido ao agredir jornalistas na Favela do Batan, junto com milicianos.

      Excluir
  9. https://jornalistaslivres.org/dr-jairinho-sempre-foi-chegado-a-uma-sessao-de-tortura/

    ResponderExcluir
  10. O Mio Babbino Caro

    "E hoje, descrente de tudo
    Me resta o cansaço"

    ResponderExcluir