sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

THEY ARE AN ANOMALY

Queria escrever sobre o arremedo de Biroliro que é o brucutu do Daniel Silveira, mas prefiro esperar o resultado da votação na Câmara logo mais. Enquanto isso, ocupo a cabeça com coisas boas, como o documentário sobre o Sparks. Minha banda favorita ainda em existência finalmente ganhou um filme só seu, que estreou no festival de Sundance mas não tem data para estrear nem lá fora. É impressionante como os irmãos Mael influenciaram tanta gente e acabaram se tornando cult ao longo dos últimos 50 anos, e a esmagadora maioria da população jamais ouviu falar deles. Talvez seja porque são discretos demais. Sou fã desde os 13 anos de idade, e até hoje não sei se Russell e Ron são casados, têm filhos, namorada/os, cachorros. Só agora descobri que são judeus, lendo as matérias que andam saindo sobre "The Sparks Brothers". Hoje também saiu o sexto ou sétimo vídeo (perdi a conta) do álbum "A Steady Drip Drip": "Left Out in the Cold", tão vagabundo que parece ter sido feito com barbante e cola de farinha de trigo. Não faz mal: eu amo igual.

2 comentários:

  1. Comentário off topic: obrigado pela dica do Verlust (Canal Brasil, 23h30) na sua coluna na Folha. Perdi na mostra de SP e queria muito ver.
    Sua curadoria pra coluna é ótima!

    Bom fds, abs!

    ResponderExcluir
  2. O Mio babbino Caro
    Desconfio que a cola é de arroz rs

    ResponderExcluir