terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

POLO NORTE, TEXAS

Estive em Austin há quase três anos, quando fui visitar o set de filmagem de "Fear the Walking Dead". Era o final do inverno no hemisfério norte, e o tempo na capital do Texas estava agradabilíssimo: céu azul, temperatura amena e só um casaquinho para circular na rua à noite. Nos últimos dias, Austin e quase todo o Texas foram engolidos por um vórtex polar, a mega-frente fria que vem do Ártico e congela tudo em seu caminho. Tem negacionista que acha que isto prova que o aquecimento global não existe, e é por isto que cada vez mais gente prefere o termo "mudança climática". O aquecimento existe, sim, mas ele não quer dizer que o mundo inteiro está ficando mais quente. Está é cada vez mais sujeito a fenômenos climáticos extremos, como os furacões que deram para aparecer no sul do Brasil. Para piorar, milhões de texanos viram suas casas se transformarem em freezers, depois que a energia elétrica foi cortada em vários lugares. Quem continuou tendo luz agora está morrendo infartado. Algumas contas chegam à bagatela de 90 mil dólares, por causa da alta demanda e da baixa oferta. O Texas é um bastião republicano, e desregulamentou e privatizou totalmente o setor elétrico. Eis aí o resultado: na hora em que a população mais precisa, os capitalistas mostram que seus corações sempre estiveram enregelados.

21 comentários:

  1. Os capitalistas, assim como o senador republicano Ted Cruz, aproveitaram a falta de luz e o frio para ir passar umas férias em Cancún.

    ResponderExcluir
  2. E vc não apoia as privatizações fio? O pior será a privatização da água que já está acontecendo Nestlé de olho no aquarifero do Guarani.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso acho o Tony uma figura singular: adora o PSDB e suas privatizações e desregulamentações no Brasil, mas nos EUA, como essas políticas aparentemente cabe aos Republicanos, viram "capitalistas de coração congelado".
      Nick

      Excluir
    2. Não sou singular, mas de fato não há muitos que pensam como eu. Vou repetir aqui o que respondi para um comentário de outro post:

      Meu posicionamento político está mais para o social-democrata, do ANTIGO PSDB (Doria não tem nada disso). Acredito que o Estado tem que fornecer serviços essenciais de qualidade, mas não tolher a iniciativa privada. Sou progressista em todas as pautas de costumes: pró-casamento gay, pró-liberação do aborto, pró-descriminalização das drogas, contra a pena de morte, contra as armas.

      Excluir
    3. Sobre o ANTIGO PSDB fiquei pensando depois do seu comentário o quanto a TV cultura era legal nos anos 80/90 era tipo uma BBC até melhor mais criativa, o que houve?! Como diz um no amigo London Cocaine?

      Excluir
    4. Nick, assim como na questão sexual, existem muitas pessoas bipoliticas. Elas não acham que o estado deva ser o dono de todos os serviços a sua população, mas tb não acham que o estado não deva ter controle nenhum sobre eles. Apesar da sua bolha dizer que não, existe o meio termo.

      Excluir
  3. Aiiii coitadinhos dos texanos!!!! Vou mandar meus dólares pra eles já já!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembra do furacão Katrina? A vida nos EUA não é tão melhor que aqui, apenas pior de um jeito diferente

      Excluir
    2. a vida pro branco é melhor, ascensão social rola tranquilamente. já para latinos, negros e indígenas fica mais complicado.

      Excluir
  4. O Mio Babbino Caro
    A vida do homem aqui na terra é somente dor e sofrimento. Salvo àqueles com Salvo Conduto.

    ResponderExcluir
  5. Para um local com frio fora do comum há outro com calor fora do comum. A algumas semanas, uma geleira do Himalaia colapsou no note da Índia e destruiu duas hidrelétricas, mas isso não é notícia no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi notícia sim. Deu no Jornal Nacional e na Folha, que publicou duas matérias a respeito:

      https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2021/02/avalanche-apos-derretimento-de-geleira-no-himalaia-deixa-mais-de-cem-desaparecidos.shtml

      https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2021/02/antes-da-avalanche-no-himalaia-india-ignorou-alertas-sobre-riscos.shtml

      Excluir
    2. Dois dias. Veja bem, a Índia fica do outro lado mundo, e essa tragédia aconteceu num estado remoto do país. Te garanto que nem o New York Times ficou dias nesse assunto.

      O Texas é "aqui do lado": tem voo direto do Brasil para Houston e Dallas, e milhares de brasileiros moram lá. A tragédia texana nos atinge mais de perto, então é normal que a mídia dê mais atenção. Ontem, na GloboNews, só tinha brasileiro que mora por lá dando depoimento.

      Excluir
    3. O Brasil tem muito mais ligação com os EUA do que com a Índia. Não apenas em termos de habitantes brasileiros morando nos EUA (entre 300 mil e 1.000.000) como também o compartilhamento histórico do sistema atlântico (escravidão, comércio, colonialismo etc).

      Excluir
  6. Eu me refiro ao destaque que o Brasil dá mesmo. Qualquer notícia que saia do eixo América Anglo Saxônica, Europa Ocidental + Rússia, Japão, Austrália e Nova Zelândia, parece que ocorre em outro planeta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muito a ver com os laços que temos com esses países. Onde tem mais brasileiro morando, onde temos mais contatos comerciais, onde é mais perto, todos esses lugares ganham mais destaque, de forma natural.

      O caso da Índia é interessante. Nunca demos bola para ela, mas o país tem crescido no nosso radar. Faz parte dos BRICS, a economia está bombando (já passou o PIB do Brasil) e nos vende vacinas já faz algum tempo. Por tudo isso, tem merecido mais atenção da imprensa.

      Excluir
    2. A India é um imenso favelão.Tem politicos safados e
      populistas,o povão vive na miséria,é um Brasil que
      fala inglês.kkkkkkkk

      Excluir
  7. Anônimo 24 de fevereiro de 2021 13:06 - Ignorância te define.

    ResponderExcluir
  8. Fui a Austin há 3 anos também e estava quente. Fiquei chocado.

    ResponderExcluir