sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

PINGANDO LEITE

É incrível a inabilidade política de João Doria. Mesmo surfando alto na onda da Coronavac, o governador de São Paulo não consegue unir nem o PSDB em torno de sua candidatura à presidência da República. Surgiu, inclusive, um rival intramuros: o gaúcho Eduardo Leite, o mais belo dos governadores. Ainda na metade de seu primeiro mandato, o guapo era visto como um nome para o futuro, que pelo jeito ele pretende antecipar. Leite é bem menos conhecido nacionalmente do que Doria, mas isto pode até ser uma vantagem. Ele não tem jeito de almofadinha, nem polêmicas como a farinata no currículo. Admitiu que votou no Bozo no segundo turno de 2018 para barrar o PT, mas não fez campanha à la Bolsodoria para agora se dizer arrependido. Ao que consta, está sanando as finanças do Rio Grande do Sul - algum leitor dos pampas me corrija, se for o caso? De qualquer modo, Eduardo Leite é articulado e fotogênico, além de ter cara de novidade. Sua eventual candidatura em 2022 pode ser apenas para torná-lo mais famoso e lançá-lo para valer em 2026 (se houver eleição em 2026), mas no Brasil tudo é possível. Sim, ele vai ser alvo de mil piadinhas e insinuações, porque nasceu em Pelotas e continua solteiro. Mas já pensou, um Leite condensado bem na fuça do Biroliro?

32 comentários:

  1. menino, pra sanar as finanças desse estado em ruínas, só milagre mesmo. quem dera se a gente tivesse, pelo menos, o charme decadente dos nossos vizinhos platinos. a cada ano que passa, tanto o RS quanto Porto Alegre parecem mais sucateados. a capital gaúcha tá quase uma Detroit.

    ResponderExcluir
  2. Esse leite eu quero dentro, da Alvorada!

    ResponderExcluir
  3. "Sim, ele vai ser alvo de mil piadinhas e insinuações, porque nasceu em Pelotas e continua solteiro." Rola a boataria q de fato é gay - e isso será uma arma na mão dos bolsonaristas mega preconceituosos. Se de fato for e se de fato se candidatar seria uma boa oportunidade para "sair do armário" previamente. Visto por mim seria lindo sair de um Bolsonaro para um presidente assumidamente gay no brasil. Qdo a gestão atual dele aqui no RS é aparentemente correta e concordo com o comentário acima - o RS e Porto Alegre vivem um momento decadente e q nem fazendo milagre podem ser resolvidos em uma so gestão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah rapazes, mas o caos e a decadência são características de todo o Brasil!

      Excluir
  4. O Dória é o estereótipo do político clássico. Oportunista (Bolso-Dória), milionário que se importa pelo povo(depois dos 60), maquiavélico, capaz de trair aliados na busca pelo poder. Mentiu na maior cara-de-pau como no caso da campanha a prefeito, igualzinho ao que o Serra já fez anteriormente. Já presidiu a Embratur na época do Sarney, quer presidir o PSDB defenestrando o Aecim a quem recentemente "nutria profundo respeito ", tem uma empresa especializada em relacionamentos (lobby) entre corporações e políticos. Se vende como não-político, mas é filho de um, a quem tinha o carinhoso apelido de João Dollar, o pai. Não se importa em terminar o que começou, como a prefeitura ou o governo do estado. Está visando sempre o vôo maior, a presidência. Com o aspecto de engomadinho paga-lanche, não transmite a menor simpatia e é impressionante como as pessoas têm raiva de uma figura dessa. Eu,gostaria de invadir uma daquelas coletivas e despentear aquele cabelo de plástico, talvez esfregar uma mortadela na cara dele.

    ResponderExcluir
  5. Eu sou do Rio Grande do Sul e votei nele no segundo turno mesmo sabendo de seu voto no inominável, pois seu oponente José Ivo Sartori era muito mais birolista, tanto que até shipou os nomizinhos na campanha: "Agora é Sartonaro!". Fico imaginando se não seria mais um negacionista incentivando o povo para ir às ruas na pandemia. Eduardo tem feito um bom trabalho apesar de não estarmos numa situação de bonança. Os problemas do Estado são antigos e a pandemia dificultou muita coisa. Como acho difícil que um candidato de esquerda surja com força para bater de frente com Bolsonaro, acredito que ele tenha mais chances que o Dória de disputar a presidência com o desequilibrado.
    Não Tony, ele não vai ser alvo de mil piadinhas e insinuações, porque nasceu em Pelotas e continua solteiro, vai ser alvo de fakenews pesada por parte dos bolsonaristas porque todo mundo aqui sabe que ele é do vale e nós sabemos do que essa gente é capaz. Seria um prato cheio para essa corja. Eu mesmo falei nele aqui no blog em 2018 e dos ataques homofóbicos que ele estava sofrendo, acho que seria muito pior num possível embate com o Capetão.
    Quanto a estar solteiro, só o está porque o destino, este trapaceiro, não nos uniu. Temos a mesma idade muitos gostos em comum e não tenho ficha suja. Seria um "primeiro damo" muito melhor que a Micheque!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah amigo, você já pegou a senha?! Porque a fila tá lá atrás e eu cheguei 3:10 da manhã.
      Me visto melhor que a micheque e as outras 50 últimas primeiras damas, exceto, claro, Maria Theresa.
      Ainda dou aulas de caridade, coisa que as primeiras damas já até esqueceram o que significa.
      E se fama impedisse algo nesse país, a que parece que dirigia Scania não tinha sido eleita.

      Excluir
  6. E ele é gay, o acompanho dessa época da faculdade de direito, seria perfeito ter um
    Presidente gay ( porém acho que ele vai demorar muito para sair do armário)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas pq esse homem não é assumido, gente? PMDB não é PSL, e como falaram acima, quem não desconfiava da Dilma desde sempre? Só que ele é mais jovem, não haveria necessidade de esconder.

      Excluir
    2. Por que ele tem que se assumir gay?? A sexualidade dele não diz respeito a ninguém, ele como politico tem apenas que ter carreira ilibada e numeros que confirmem bons resultados na administração publica. E isso ele tem de sobra tanto no governo estadual como na Prefeitura de Pelotas. Ele leva uma vida muito discreta aqui no RS, não dá margem a comentarios.

      Excluir
    3. É pq omitir a sexualidade, se isso não é problema ou não vem ao caso!

      Excluir
  7. Sim, as conversas são de que ele namora um Jereissati. Por outro lado, em entrevista recente, ele continuou afirmando não se arrepender de votar no Bozo porque... porque pelo menos tiramos o petê, né? Não sei em que mundo essa gente vive.

    ResponderExcluir
  8. Tony,em julho de 2020, já em plena pandemia, o Eduardo Leite só não admitiu que votou no Bolsonaro como também disse que não se arrempedia desse fato. O Dória pelos menos se diz arrependido pelo que fez.

    ResponderExcluir
  9. O Brasil bem que precisava de um presidente viado branco e tucano. Combina com o "progressismo" brasileiro. Aceita-se as bonitas e ricas, ignora ou mata as outras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, exatamente

      Excluir
    2. É pq não? Uma cara nova na política! Gay bonito e com novas idéias.

      Excluir
  10. O título meu pai!☺️

    ResponderExcluir
  11. Em 2022 é 13 e confirma.

    ResponderExcluir
  12. Nos jornais hoje ele diz que não se deve fazer "oposição total" ao Bozo. Ou seja, é um bosta igualzinho ao Hulck. Estamos lascados mesmo.

    ResponderExcluir
  13. Esse e aquele do rio, o galero, são os gays mais gostosinhos da política.

    ResponderExcluir
  14. UM AMIGO DE UM AMIGO PEGOU ELE LÁ EM PELOTAS, FIQUEI SABENDO!!

    ResponderExcluir
  15. Eu tinha ouvido que ele curte mulher trans, então não seria gay não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria um T-lover.

      (odeio rótulos)

      Excluir
    2. Mas Tony, T-lover, isso não é rótulo.

      Excluir
    3. Rótulos são limitantes. T-lover dá a entender que o sujeito só pode gostar de mulheres trans. A vida costuma ser mais complexa que os rótulos.

      Excluir
  16. Eu tinha ouvido que ele curte mulher trans, então não seria gay não.

    Claro que não é gay,assim como o ex prefeito de São Paulo Kassab tbm não,Anastasia tbm não

    ResponderExcluir