segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

ONE MORE TIME

Faz sentido uma banda anunciar que está se separando, oito anos depois de seu último álbum e quase cinco depois de seu último feat.? É por isto que, apesar de ter tudo que eles lançaram, eu não vou sentir muita falta do Daft Punk. Só lamento que, na despedida, Thomas Bangalter e Guy-Manuel de Homem-Cristo não tenham removido os capacetes e revelado que eles também são Maiara e Maraísa.

6 comentários:

  1. Vivi a fase inicial da dupla, me acabando nas pixtas nos anos 90 com o primeiro álbum deles (que tenho até hoje, em CD). Rollin and Scratchin, Da funk e outras são algumas das melhores lembranças que tenho dessa época. Depois o som deles mudou, e eu mudei tambem, e não acompanhei mais. Mas deixarão muitas saudades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mundo mudou, não existe mais vida noturna como tinha antes. Por diversos motivos o mais bizarro e importante deles as redes de monitoramento, a sensação de estar 'alone together' que as pessoas precisam hoje em um mundo desesperado para encaixar todos numa caixinha, onde ser ou pensar diferente é quase crime, ficou muito óbvio no golpe contra a Dilma, eu escutava as mentiras repetidas pela mídia como mantra.
      Interessante uma matéria no messynessychic sobre a geração studio 54 comentando a geração redes de monitoramento. Então na minha opinião isso é uma estratégia deliberada desde os anos 70 para conter a rebeldia dos jovens. A música morreu e a vida noturna também.

      Excluir
    2. As redes de monitoramento servem pra monitorar mas o mundo hoje é mais opressivo existe mais desigualdade e essa opressão controle desinvestimento na educação se faz necessário

      Excluir
  2. eu acho os caras fodas. vão deixar saudades!

    ResponderExcluir
  3. Mil vezes um conjunto que lança discos entre anos espaçados, mas todos excelentes, e que traz músicos como Nile Rodgers e Giorgio Moroder do que, por exemplo, Medonnha que só vem lançando esgoto sonoro repleto de autoindulgência e mediocridade sonora com recorrência e ainda carrega junto trastes como Justin Timberlake e Nicki Minaj. Só para constar, apenas a canção "One More Time" consegue ser melhor que o "Confessions on a Prostíbulo" todinho.

    ResponderExcluir