quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

ESCLEROSE MILITAR

A transição da ditadura militar para a normalidade democrática levou mais de uma década no Brasil. O processo começou por volta de 1977, quando o governo Geisel enquadrou Sylvio Frota e enfraqueceu a ala mais radical das FFAA. Aí veio a abertura, a anistia, a volta dos exilados políticos, as eleições para governador de 1982 e, durante o governo Figueiredo, a liberação de inúmeras obras censuradas. O processo só terminou em 1988, com a promulgação na nova constituição, já no governo Sarney. Esse ritmo em câmera lenta garantiu que os milicos conseguissem um monte de privilégios, e nenhum deles foi julgado pelos muitos crimes cometidos pelo regime. Essa leniência deixou que a mentalidade golpista sobrevivesse, especialmente no Exército. Até hoje os generais se acham as pessoas mais probas e preparadas do país, capazes de governar melhor do que qualquer civil (né, Capachuello?). Hoje saiu o livro "General Vilas Bôas - Conversas com o Comandante", de Celso Castro, em que o ex-líder do Exército admite, na maior cara-de-pau, que cogitou dar um golpe de estado em 2018, caso Lula não fosse condenado. Claro que todo mundo já sabia das intenções golpistas, mas ouvir Villas-Bôas se jactar de sua truculência e ignorância, sem temer represálias, é de virar o estômago. Ainda mais porque ele incitou seus pares a aderir ao miliciano que se tornou o pior presidente da nossa história. O general vive hoje uma tragédia particular, com o corpo devastado pela esclerose múltipla. De forma macabra, sua decadência física é a materialização de sua ideologia: apodrecida e ultrapassada, mas ainda viva.

27 comentários:

  1. Que este ser apodreça de forma bem devagar e sofrida.

    ResponderExcluir
  2. Você apoiou o golpe contra Dilma porque sua mentalidade também é tacanha e de ódio aos pobres, a Dilma começou a cair com a comissão da verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu já escrevi diversos posts pregando o ódio aos pobres. Mostra um aí para a gente ver.

      Excluir
    2. Não se faça de bobo, vc apoiou o golpe e quem fez isso gente fina não é mas pior que isso são os infiltrados que receberam dinheiro para agitar as manifs em junho de 2013 because every coup needs a mob

      Excluir
    3. Olha o Q-Anon brasileiro aí, gente.

      Excluir
    4. Anon 01:09
      Não é Q-anon brasileiro não. Isso que ele diz é fato.

      Excluir
    5. Olha outro Q-Anon brasileiro aí, gente.

      (Talvez seja o mesmo. Ou outra personalidade do mesmo)

      Excluir
    6. Hahah Tony, não queira tapar o sol com a peneira, a história já foi escrita só não viu quem não quis. O ladrao quer te roubar e te convencer que vc perdeu. Essa é a lógica do golpe moderno pra gastar menos dinheiro fazer menos inimigos e derrubar menos sangue, me chamo Caroline Albuquerque e fui TORTURADA por causa dessa merda desse golpe, espero que seu cheque tenha sido gordo porque vc vai descontar ele no inferno.

      Excluir
    7. Você foi torturada por quem? Em quais circunstâncias?

      Quanto ao suposto cheque que eu teria recebido: é fabulosa a incapacidade de setores da esquerda de compreender que alguém pode não compactuar com todo o ideário esquerdista. Sempre acham que está rolando suborno.

      Suborno, aliás, foi o que o PT usou a rodo no mensalão e no petrolão...

      Excluir
    8. Tonyah mostrando o seu elitismo ao só mencionar o PT na corrupção. Seu querido FHC tinha um engavetador geral da república e ainda hoje é "um apoio que não pode ser melindrado".

      Excluir
    9. Não há dúvidas de que FHC subornou o Congresso para aprovar a emenda da reeleição. Uma cagada histórica, aliás. Se ele tivesse saído no primeiro mandato, seria aclamado hoje como o melhor presidente de todos os tempos. E o Biroliro não poderia se reeleger em 2022...

      Excluir
    10. "Se ele tivesse saído no primeiro mandato, seria aclamado hoje como o melhor presidente de todos os tempos" - Baseado em sua experiência pessoal, unicamente.

      Excluir
    11. Não, bebê. Muitos jornalistas e historiadores compartilham dessa opinião. Quantos anos você tem? Aposto que ainda não era adulto na época da hiperinflação. O Plano Real, que foi capitaneado por FHC, acabou com a ela do dia para a noite. O dólar foi para um real, e permaneceu assim por algum tempo. Milhões de brasileiros que vivam abaixo da linha da pobreza entraram, de uma hora para outra, na sociedade de consumo. FHC era tão popular que foi, até hoje, o único presidente eleito e reeleito no primeiro turno.

      Excluir
    12. Não era adulto, mas não era alienado. E o Plano Real não foi criado por FHC. O nome dele só entrou no plano para catapultar sua eleição a presidente. Sim, ele foi eleito e reeleito em 1° turno. Isso foi numa época em que a mídia corporativa tinha o total controle da narrativa e o apoiava amplamente, e como o colega apontou acima, tinha um engavetador geral da república. Seguraram a paridade artificial com o dólar até pouco tempo depois da reeleição dele. FHC foi tão danoso que o PSDB o escondeu nas eleições seguintes. Quanto aos historiadores que compartilham de sua opinião, tem vários outros que não compartilham.
      Para uma pessoa como você, que nasceu em “berço”, foi as duas Disneys quando criança, deve ser muito difícil entender realmente a realidade brasileira.

      Excluir
    13. Vai viver uma hiperinflação primeiro e depois a gente conversa.

      Excluir
    14. Vivi um pouco e meus irmãos mais velhos mais ainda. Você está sem argumentos darling.

      Excluir
    15. "Vivi um pouco". Eu vivi os 10 primeiros anos da minha vida profissional sob a hiperinflação. A gente nunca sabe quanto ganha, quanto tem, quanto vai ter.

      Mas, enfim, essa conversa é estéril. Eu acho que FHC foi um ótimo presidente, mas nem por isto acho que ele foi perfeito. Você, nitidamente, passou pela lavagem cerebral petista que demoniza FHC e o PSDB (o PSDB histórico, de centro-esquerda: não esse arremedo direitista que predomina hoje). FHC é um democrata, e adorou passar a faixa presidencial para Lula. Mas o PT preferiu hostilizar o PSDB durante anos, o PSDB revidou e o resultado é que hoje ambos estão fora do Planalto.

      Não é pecado reconhecer o que o Plano Real fez pelo Brasil, jovem petista. O PT foi contra na época, e depois se arrependeu - esta oposição lhe custou votos, e o Plano deu certo. FHC também criou a Bolsa-Escola, que depois virou o Bolsa-Família sob o PT. Lula colheu muitos frutos e manteve a política de FHC durante seu primeiro mandato e parte do segundo. O resultado foi crescimento e estabilidade. Aí veio a Dilma, que nunca deixou de ser brizolista...

      Excluir
    16. Não passei por lavagem cerebral. Você é que está monolítico em sua visão de mundo. Tipo o PSDB tem problemas, mas o PT e as esquerdas são piores. Claro que o PT não apóia o PSDB. São propostas diferentes. E você finge não ver que o PSDB em poucos anos foi para a direita e lá criou raízes. Sei o que a hiperinflação causou. Mas você é classe média alta. Não tem nem idéia de como é no andar de baixo. Uma coisa é ver, outra é sentir na pele. Sei também que o plano real foi fundamental ao Brasil e que foi do governo Itamar Franco, de quem FHC tratou de se afastar após eleito.

      Excluir
    17. Sou monolítico não, bebê. Sim, eu preferia o PSDB de antigamente ao PT de qualquer época (o que não faz de mim um tucano, veja bem). E isso não faz de mim uma pessoa ruim: numa democracia, eu tenho a liberdade de seguir a proposta que eu achar melhor, e você também tem.

      Tanto não finjo que o PSDB foi para a direita que eu cito isto no meu comentário anterior. Acho uma tristeza um partido que ainda se define como social-democrata ter integrantes da bancada da bala. Nunca votei no Doria, acredita? Mas votaria nele contra o Biroliro (votaria até no demônio - e até no Lula, by the way).

      Eu reconheço inúmeros pontos positivos no governo Lula. O acesso ao ensino superior que ele garantiu aos mais pobres é um dos maiores, e que terá enormes consequências positivas nos anos vindouros. Vem aí uma classe média negra e poderosa: o Brasil nem desconfia do que lhe espera.

      Ah, um detalhe histórico: quem se afastou foi o Itamar, não o FHC. Itamar, que não era técnico nem intelectual, sem especialização em nada, queria um posto melhor do que a embaixada de Portugal. Em 2002, ele já estava apoiando Lula. Morreu magoadíssismo. Queria ter sido reeleito em 1994, mas FHC lhe tomou a oportunidade. Hoje está sendo valorizado pelos historiadores, pois fez um bom governo de transição.

      Para completar: sim, eu sou de classe média alta, fui à Disney TRÊS vezes antes de completar 14 anos e não sei mesmo como é no andar de baixo. Isto não me impede de ter senso crítico, ler bastante, prestar atenção, trocar ideias. E nem de conversar civilizadamente com você.

      Excluir
    18. Não te acho uma pessoa ruim. Não acompanharia seu blog se o achasse. Nem Itamar nem FHC elaboraram o Plano Real, mas os louros foram para FHC. Eu também reconheço as coisas boas do governo FHC. José Serra mesmo sendo ultraliberal) foi um bom ministro da saúde. Eu não julgo você por ser de classe média alta e só discutimos civilizadamente. Por fim, acho esse blog um ponto de luz, tendo um autor que, sem precisar, ajuda a levar cultura aos rincões do Brasil. Viva a internet!

      Excluir
    19. OK, obrigado.

      Um esclarecimento histórico: FHC nunca tomou para si a autoria do Plano Real. Ele mesmo se define como o comunicador do Plano: foi até no programa do Silvio Santos explicar como seria a mudança da moeda. Mas seu grande mérito foi montar a equipe que criou o plano. E o mérito do Itamar, deixar que essa equipe trabalhasse, sem interferir no Plano.

      Mas quem lucrou politicamente com o Plano foi FHC, eleito e reeleito em primeiro turno. Itamar, tadinho, foi jogado para escanteio, e morreu na mágoa.

      Excluir
    20. Dá uma olhada na boa vontade do PSDB com o PT desde 1989: https://www.youtube.com/watch?v=WAiCH360VjQ

      Excluir
  3. Os militares são só a força bruta da elite do atraso, aqueles dos 400 anos de anos de escravidão que não acabaram sabe?

    ResponderExcluir
  4. O tamanho da crise do Brasil só não é maior do que o ego de um milico

    ResponderExcluir
  5. Meteroro Brasil explica quem foi JOÃO BATISTA FIGUEIREDO e como foi a transição para o "regime democrático": https://www.youtube.com/watch?v=S5j-ERrE-T4

    ResponderExcluir
  6. O Mio Babbino Caro
    O mais grave é: "Claro que todo mundo já sabia das intenções Golpistas" desses "Truculentos e Ignorantes", "Caso Lula não fosse Condenado". E mesmo assim apoiou toda aquela pantomima travestida de combate a corrupção. Atitude:"apodrecida e ultrapassada, mas ainda viva".

    ResponderExcluir