quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

BIROLIRO CONBÊ

Talvez Karol Conká não tivesse sido escorraçada do BBB 21 com 99,17% dos votos do público se, ao invés de infernizar Lucas Penteado, ela tivesse se recusado a comprar vacinas, ou pressionado a Justiça a pegar leve com seu filho meliante. A rapper é a atual inimiga número 1 do Brasil, porque não sabemos escolher nossos vilões. Gastamos energia e tempo com ela, enquanto o Exército se transforma numa reles milícia: um grupo armado que achaca os cidadãos comuns. Outro vilão da hora, Daniel Silveira, merece mesmo uma punição exemplar, porque são brincadeirinhas como a que ele fez que, se não forem peitadas, ameaçam a democracia. Mas o brucutu acabou nos distraindo de um malvado muito maior: Edaír Biroliro, a pior coisa que aconteceu ao Brasil nos últimos 40 anos. Um sujeito boçal, despreparado para qualquer cargo público e, acima de tudo, além de qualquer ideologia, extraordinariamente incompetente. Foi ele, e não o general Capachuello ou quem quer que seja, que se recusou a comprar vacinas quando elas estavam mais baratas e disponíveis. Agora elas nos faltam, mas a popularidade do Mijair não despenca, e o Centrão cogita apoiá-lo em 2022 para não perder a mamata. Justo o Pandemito, que fingiu ser contra as mamatas e tanta gente acreditou. Tanta gente nem leu seu currículo, a começar pela Faria Lima - que agora se acalma, depois de Paulo Guedes novamente ser "prestigiado", até levar o próximo susto. O Bozo não presta, mas ele só está lá porque muitos brasileiros também não prestam. Essa escumalha que vai a festas clandestinas, faz passeata pela reabertura do comércio e paga anúncio em jornal defendendo a cloroquina, essa gente merece o governo que tem. Eu não, e tantos outros também não. Mas já perdi a esperança de ver o Brasil dar certo. Não enquanto eu estiver vivo.

28 comentários:

  1. Muito do ódio sobre ela vem do fato dela ser mulher negra e "moderninha". Se ela fosse um homem branco como o Bolsonaro, não teria tanta gente a odiando. Muitos até iriam dizer que tinham razão. Como foi no BBB passado com o P(r)ior e companhia bela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Tem muito disso também.
      Lembra do Marcelo Dourado? O brucutu fez absurdos dentro da casa fazendo inclusive a Globo se posicionar, por ordem do Ministério Público, a respeito de uma declaração sua na piscina, causando indignação de outros Brothers "eu não uso camisinha, hétero não pega AIDS". E seguiu-se ali uma sucessão de absurdos ditos a cada tentativa de esclarecimento por parte dos participantes que estavam junto.
      Posso estar enganado, mas acho que ele foi campeão daquela edição. Lembro perfeitamente do sucesso que ele fez. No finado Orkut havia uma comunidade em sua homenagem intitulada "Máfia Dourada" onde estavam muitos conhecidos meus que exaltavam a sua troglodice. Curiosamente a maioria desse amigos/conhecidos viraram discípulos do mito.
      Durante anos eu acreditei que o Dourado fosse o Bolsominion-Mor, aquele a ser o primeiro a pisar na face da terra, uma espécie de Adão criado à imagem e semelhança de seu criador, a personificação do bolsonarista. Qual não foi a minha surpresa em 2020 ao saber que na verdade ele é de esquerda e tem horror a Bolsonaro? Karol não difere muito de muitos de nós no caráter, independente da posição política-ideológica, pessoas que pregam uma coisa e fazem outra. A diferença é que alguns receberão louros e outros pedradas.

      Excluir
    2. 16:45 e 17:58, perfeitos os comentários dos dois, os personagens são mais complexos do que aparentam.

      Excluir
  2. Acho que a diferença entre o BBB e a Política é que o brasileiro também já perdeu a esperança de que o Brasil real pode dar certo.
    No BBB, os menores pecados são vistos como grandes falhas de caráter, e o público sabe que o justiçamento vem, e rápido. Em 100 dias, todos os pecadores estarão no ostracismo e o público fica com o delicioso sentimento de ter feito o bem.
    Na política, governo após governo, provas são diárias de que o público não manda em nada, por mais que haja indignação pública.
    Depois de anos levando na cara, o brasileiro já viu que nenhum esforço será recompensado e os que lá estão, lá continuarão. Ou serão trocados por outros da mesma laia.
    No BBB, o público é o patrão.
    Na cidadania, somos todos reféns Deles.

    ResponderExcluir
  3. O país é igual a vida da Andressa U. Vai, acostuma e começa a sentar o pé no acelador.
    Daí se arrepende, diz que tudo mudou, e num piscar de olhos:
    Olhaê na avenida de novo.
    Tem jeito não.

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. "Aí meu Deus que saudade da Amélia,
      Aquilo sim que era mulher...
      Amélia não tinha a menor vaidade
      Amélia que era mulher de verdade
      ..."

      Excluir
    2. Anônimo 24 de fevereiro de 2021 18:29 = Putinha de fascista

      Excluir
  5. "Gastamos energia e tempo com ela," Gastei energia com ela e GASTEI muito mais falando mal do Bozo ANTES da eleição (mesmo meu pai falando que política "não se discute", argumentando e "brigando" com parentes). Gastei muito mais energia contra Bozo do que contra ela. Votaria no PSOL, troquei meu voto pro Ciro com esperança, não adiantou. Mas o engraçado é q vc fala contra a polarização sendo que o voto contra ela foi unanimidade e não polarizador. Sei que muita gente está pegando pesado com ela e gente que fez muito mais merda do que ela no BBB não sofreu tanta rejeição. Porém o programa mostra que "money talks" e o capitalismo impera: ela, negra RICA e com marcas patrocinadoras, teve acompanhamento psicológico e segurança e midia training após a saída. Já Lucas, negro POBRE não teve isso e o diretor do programa ainda inventou que ele tinha problemas com bebida (uma mentira) no aúdio vazado. Só com o fim do capitalismo frio e malvado que esfria o Texas, promove desigualdades, etc. que teremos um mundo melhor.
    Nick

    ResponderExcluir
  6. O Mio Babbino Caro
    Mas o momento em que essa alta indignação poderia surtir algum efeito nada foi dito e o tempo todo restava espaço para contemporizar ou relativizar as atitudes da Direita desvairada, este blog teve seu apogeu apoiando àqueles desvairios é só consultar os registros da época, por favor. Todo o processo do Lula,que determinou a vitória da Direita, foi um escárnio com Moro à frente e todos sabiam disso e eram coniventes. Me sinto ridículo ler um post como esse e achar que deva ser levado a sério. E quem deu esteio jornalístico a todas barbaridades que nos trouxeram Bolsonaro São os mesmos jornais que publicam ainda, agora, anúncios pagos difundindo a cloroquina isso mesmo a cloroquina. Num caso ou outro é vislumbrar o ganho, você sabe disso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Babbino, na boa. Para de me ler e deixa de se sentir ridículo. Eu não mudei de ideia.

      Excluir
    2. Tudo que ele falou é verdade, mas eu (ele não sei) continuarei lendo seu blog. Inclusive essa frase sua me pega "Gastamos energia e tempo com ela", gastei muito mais energia e tempo nesse blog antes de Bolsonaro surgir como potencial ganhador, já estava tudo conectado, avisos não faltaram (como ele disse, é só ler os registros do blog), mas enquanto e e muitos já sabíamos disso, Bolsonaro era tratado como piada e como palhaço por você Tony e com poucas chances de ganhar...
      Nick

      Excluir
    3. Eu duvidei por muito tempo que Biroliro ganhasse uma eleição majoritária. Achava que ele era de nicho. Também duvidei das vitórias do Brexit e de Donald Trump.

      De resto, vocês tem razão. O Bozo só foi eleito porque eu não gostava da Dilma. Só por isso. A incompetência dela e os escândalos do PT não tiveram nada a ver com isso.

      Excluir
    4. Tony sacando a carta: "E o PT e o Lula". Fingindo que não havia um Engavetador Geral da União nos governos anteriores.

      Excluir
    5. Desculpa, você está me confundindo com um bolsominion ou um petralha. Eu não tenho político de estimação. O fato de eu admirar FHC pelo Plano Real, que de fato salvou a economia brasileira, não significa que eu passe pano para o governo dele. Quem acha que um político está sempre certo, está errado o tempo todo.

      Excluir
    6. Quem disse que você tem político de estimação? Apenas pare de simplificar o discurso como "A incompetência dela e os escândalos do PT". Você sabe que a mídia corporativa tem lado e nunca foi o da esquerda.
      Repetindo a resposta de outro post: A maquina de moer reputações da mídia corporativa (espetacularização de operações policiais), ocorreu durante todo o governo do PT. Sempre aumentando de tom, até a situação que chegamos. Quanto ao lado da direita se se assumiu que eram virgens vestais (de puteiro). Simplificações grosseiras de mocinho e bandido. Quando a mídia corporativa vai fazer sua autocritica? Nunca! Mas ela gestou e pariu o fascismo no Brasil. E quem está embalando a criança é, principalmente, a população mais pobre.

      Excluir
    7. A-DO-RO que os petistas agora cobram autocrítica de quem não apoiava o descalabro que foi o governo da Dilma. A-DO-RO. Autocrítica. Faz-me rir.

      Excluir
    8. Quem odeia o Lula é racista, não era ele que queriam destruir além de roubar o petróleo e da dívida pública era manter o negro no seu lugar como sempre é há 5 séculos

      Excluir
  7. Triste conclusão do seu post. Provavelmente é isso mesmo - para vc e para todos nós - mas não dá para pensar desse jeito. Isso é dar a vitória de bandeja para essa corja. Vamos resistir!

    ResponderExcluir
  8. Tony 22:19
    Tony, também na boa. Já tive oportunidade de manifestar a excelência de vários textos seus ao longo de todos esses anos que acompanho o blog e de sua contribuição à iluminar esse quadro de miséria intelectual que vivemos

    ResponderExcluir
  9. Um dos meus livros favoritos é o "Mundo de Ontem" do Zweig. Para quem não leu, o livro é uma autobiografia na qual Zweig retrata, como testemunha ocular, o império Austro-Hungaro e a Europa Central em todo o seu apogeu, as primeiras rachaduras nessa civilização quase que idealizada que mais tarde se tornariam fendas que levariam ao completo desmoronamento dessa civilização durante as duas guerras mundiais. No final do livro, ele fala do seu fascínio pelo Brasil (o Brasil foi o ultimo pais do seu exílio fugindo da Europa, ele era judeu), um pais onde a origem de uma pessoa seria irrelevante e como ele via nisso o futuro da Europa. No dia seguinte que ele terminou o manuscrito e enviado para o seu editor na Europa, ele e a sua mulher se suicidariam em Petrópolis.

    Eu lembro de ter lido esse livro durante a ascensão do Bolsonaro e pensar na ironia dos paralelos. Essa nostalgia de uma época quase idealizada, de crescimento econômico e evoluções sociais da época FHC-Lula, e de como ignoramos (tanto a direita como a esquerda) as pequenas fraturas que levaram ao desmoronamento da democracia brasileira pós-ditadura. De me questionar se o Brasil teria mesmo que, a exemplo da Europa, descer muito baixo para talvez ter alguma chance de se questionar e se reconstruir.

    Nisso tudo tem uma especificidade brasileira moderna. Um elogio à mediocridade generalizado, uma superficialidade de debate e questionamentos conduzidos por WhatsApp, Twitter e Instagram através de cancelamento vs fake news. Até na música, onde a nossa excelência ainda vai muito alem das nossas fronteiras comparada a essa... coisa chamada "sofrência serteneja". Caetano, Gal, Tim Maia e... Cristiano Araújo, Gusttavo Lima e Marilia Mendonça.

    Acompanhei essa historia de Karol Conká de longe porque... estou longe e por falta de paciência. Mas ficam claras uma sensação de "bode expiatório" de uma sociedade revoltada mas incapaz de identificar seus verdadeiros vilões, de racismo de sinhozinho querendo colocar a negrinha esnobe e metida de volta ao seu devido lugar (ótima referencia ao Dourado, Anônimo 17:58), de militantes lacradores rasos que acham que evolução social se faz através de símbolos e personalidades irretocáveis, lisos e sem nenhuma contradição.

    Se eu vou ver o Brasil dar certo, difícil saber. Mas ver o pais sair desse estado atual, vamos sim. Nem que dure 5 ou 10 anos. Podemos melhor. Ja fizemos melhor.

    Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pelo texto Fernando; um contra-ponto otimista do Tony;

      Excluir
  10. Paredão: Conka x Biroliro x Hitler
    Resultado: 99,17 sai a escrota, mentirosa, falsa.
    Os outros dois não temos constancia de que sejam pessoas ruins.
    Obrigado

    ResponderExcluir
  11. Gente, PAREM!
    Lula parece que se tornou o flautista de Hamelin, ele blefou o tempo todo, inclusive com o mundo.
    Não houve investimento real em saúde, nem educação de base, nem um norteamento para a industrialização ou agricultura e extração sustentável ( vide Mariana e Brumadinho).
    Foi tudo uma grande farsa, regada a Pan, olimpíada e copa do mundo.
    Enquanto as pessoas não caírem na real não vamos nos livrar desse despreparo que aí está.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o que o Lula tem a ver com a Vale,que é uma
      empresa privada??????????kkkkkk.....só tem
      jumento por aqui....

      Excluir
  12. Censurando comentários Tony?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Não vou mais aceitar comentário de gente me acusando de eu ser culpado pela eleição do Buiroliro, porque eu achava a Dilma uma má presidente.

      Vira uma bateção de boca inútil.

      Nem percam tempo.

      Excluir