quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

BELO EXEMPLO

Só no Brasil que alguém com a ficha policial do Belo continua a ter carreira. Passei os olhos na página dele na Wikipedia, e lá estão as "controvérsias" em que ele se meteu ao longo de mais de 20 anos: quebras de contrato, quatro anos em cana por envolvimento com o tráfico de droga, estelionato, calote na proprietária da mansão que alugou em São Paulo. Todos esses crimes já deveriam tê-lo transformado numa persona non gratissima, mas Belo ainda é capaz de arrastar multidões para seus shows. Como a que se aglomerou em uma escola pública no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, na madrugada de sexta para sábado passados. Não havia sequer autorização oficial para que o espaço fosse utilizado, só do traficante que controla a região. Hoje Belo foi preso, e sua futura viúva Gracyanne Barbosa foi choramingar nas redes sociais que "estão perseguindo quem trabalha". Não, só estão perseguindo quem comete crimes, e fazer show sem autorização durante a pandemia se encaixa na definição. Só gostaria que também fossem em cana os responsáveis, dos dois lados do balcão, pela festa interrompida pela polícia no Jockey Club carioca, assim como todos os promoters e DJs das muitas baladas clandestinas que pipocaram neste carnaval. Em fúria, saí do grupo de bichas fervidas que eu frequentava no WhatsApp, pois as malucas compartilhavam flyers como se não houvesse amanhã. Para elas não há mesmo.

28 comentários:

  1. Ficar trancado acovardado em casa não evitará que ninguém morra. A única diferença que alguns terão uma vida mais chata do que outros. Estamos diante de um conflito geracional jornalistas idosos tentando forçar uma narrativa constante de criminalização das festas enquanto os jovens tentam viver suas vidas muito mais do que sobreviver. Ainda tem o fato de que quem vive de eventos precisa comer e pagar as contas. Chega dessa hipocrisia doida. Ficar trancado em casa não vai tornar ninguém invencível pra morte. Vivemos uma única vez deixa as pessoas serem felizes e se divertirem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vai lá, mané. Siga o exemplo da Ygona Moura, e você acabará como ela.

      Excluir
    2. Por essas é que eu NUNCA usei a frase " bicha burra nasce morta".
      Nasce sim, se achando a rainha da cocada preta, bunita que PRECISA desfilar o ano todo, para quem um ou dois anos de jejum de SDR é "se deteriorar".
      Só não vai tomar vaga de que pegou trabalhando para sobreviver, tá bunita?

      Excluir
    3. Fiquei trancado em casa e não peguei Covid. Então ficar em casa funciona. Simples assim.

      Excluir
    4. Tenho uma fica de diversão ÓTIMA. Pular de Bungee jumping sem corda. 19:11 vai lá e experienta. Depois conta para a gente como foi incrível.

      Excluir
    5. De todos esses que ferveram e depois morreram, só tive pena de Ygona Moura. E não, não justifico as atitudes dela.

      Excluir
  2. Envelheceu em Tony... Quem diria e dar pior forma possível... amargo e contra balada... Ja não basta ter trabalhado para a falência da The Week?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre adorei balada, e continuo adorando. Mas, em plena pandemia? Não vou, justamente porque quero envelhecer.

      A TW faliu? E onde que eu trabalhei para isto? Eu, hein.

      Excluir
  3. O Belo é bandido maloqueiro. Sempre vai ter mercado pra ele ,pois tem ligação com traficante que têm dinheiro para contratá-lo. O pessoal da favela do Rio adora uma figura dessa pois se identifica. Assim como os caras do funk harcore, o Belo sempre vai ter público apesar da enorme ficha. A classe média adora odiar um cara assim, da mesma maneira quando um jogador de futebol pretinho de cabelo descolorido faz alguma cagada. Quando um Dória da vida invade um terreno público em Campos do Jordão ou a Angelica e o marido inominável vão dar uma banda em algum Caribe, a revolta é menor. Dentro da lei.

    ResponderExcluir
  4. A comunidade gay é só um recorte da sociedade, onde não falta gente burra e ignorante. Resultado: tb não falta bicha burra, daquelas que acham que têm um direito divido a ir para a balada em plena pandemia.
    Que morram!

    ResponderExcluir
  5. Cozinheiras, garçons, seguranças, promotores, motoristas de app, DJs precisam viver... pagar suas contas... comprar seus bens e comida. Fica esse bando de hipócritas com salários certos e comida na mesa atacando quem precisa trabalhar. Se estão fazendo eventos é por que tem milhares que querem ir... Não são a favor da liberação das drogas? Droga mata igual traz pobrezae violência... Vai pra festa quem quer! Povo chato!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí morrem todos: cozinheiros, garçons, seguranças, promotores, motoristas de App...

      Reparou que a curva de mortos cai quase no mundo inteiro, mas não no Brasil?

      Excluir
    2. Acredito piamente que as pessoas tem ido para festas só para ajudar os garçons, cozinheiros...
      Na China, na Nova Zelândia, Austrália... vários países estão com pouquíssimas restrições, pq levaram a sério o fato do isolamento. Ontem a Nova Zelândia entrou em lockdown por conta de 3, vou repetir, 3 novos casos. Aqui morrem mais de 1000 por dia e estamos indo pra festas. Não precisa ter mais de dois neurônios para saber quanto mais rápido acabarmos com a pandemia menos efeitos ruins na economia teremos.

      Excluir
    3. Ô krida, "se contamina quem quiser" ou " melhor pegar logo" não resolvem essa pandemia, quanto mais tempo o vírus ficar circulante, mais chances de surgirem novas cepas e recontaminações. Covid dá em gente, em bicho e vai sofrendo mutações.
      Vacina é ainda um resultado incerto.
      Covid empata a economia, não adiantar ir pra rua nem enfrentrar de peito aberto, a não ser, é claro, que você tenha histórico de atleta e se interne no Einstein.

      Excluir
    4. Anônimo 17 de fevereiro de 2021 21:00: "Vai pra festa quem quer" - E deviam abrir mão de ir aos hospitais depois.

      Excluir
  6. O Mio Babbino Caro
    O Belo no Soweto era foda, com o Claudinho, não tinha pra ninguém. Depois foi pro Rio. Aquilo tudo, mas ele é adorado pelos cariocas. Show dele no Terreirão durante o carnaval, arrebentava. Daí às outras peripécias dele, sei não.
    Com certeza tem muito bandidão mais perigoso do que ele solto por aí.
    E vamos de Farol das estrelas, Vento dos Areais, Mundo de Oz...e separar Arte do Artista vale para Caravaggio também, já que precisam de referencias tais.

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente algumas gays não admitem o próprio vício. Cheias de GHB na cabeça (infelizmente uma droga que vem destruindo uma geração). Pensam no seu próprio prazer. Como se precisassem pagar contas. Querem mais é meter o louco, o tóxico.

    ResponderExcluir
  8. Por isso que eu digo. Vírus vagabundo que devia ser mais mortal! Aí resolvia tudo. Brasil ia perder ao menos 1/4 da população (ou mais) que não têm mais do que 2 neurônios. Mas, depois se recuperava por causa dos sobreviventes. Agora do jeito que está vai continuar definhando aos poucos como um paciente de câncer sem cura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se matasse todos os bolsonetes seria mara.

      Excluir
  9. As cacacuras cheias de comorbidades não aceitam que ninguém vai se trancar em casa para preservar a vida delas... Os gays novos não devem nada há vocês. Deixe a gente em paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada HÁ vocês.

      Depois sou eu que tenho comorbidades.

      Excluir
    2. Eu sou novo e tô em casa...tem várias coisas pra fazer fora casa noturna.

      Excluir
    3. joão 18:13
      Voce não é novo. Voce é de Nanã, nasceu velho.G-

      Excluir
    4. Harum 18 de fevereiro de 2021 15:48 - Devemos tudo aos LGBTQIA+ mais velhos, bicha com cérebro de ameba. Quem você acha que conquistou essa liberdade que você tem? Seus papais? Se liga cara! Você faz o que quer da porra da sua vida. Só não use argumentos tão nojentos como esse. Se ninguém tivesse lutado antes, você só daria close e a bunda bem escondidinho.

      Excluir
    5. Aaaim, a Haruma é "novinha" e acha que tá podendo...Se enxerga, vc é só uma pão com ovo tentando lacrar...Gente como vc deveria ficar trancada, pra sempre.

      Excluir
  10. o brasileiro tem o gene da desonestidade no dna

    ResponderExcluir
  11. Ninguém mais tá trancando dentro de casa. Quanta demagogia.

    ResponderExcluir