domingo, 17 de janeiro de 2021

UMA FACADA BEM DADA

Vê se aprende, Adélio Bispo. Não adianta matar o Bozo fisicamente. Isso só criaria um mártir. Tem que expor o despreparo do Despreparado, sua pulsão de morte, seu desprezo pela vida. Hoje, o governador  João Doria apunhalou Biroliro em seu ponto mais fraco: a incompetência. E de um jeito que está sendo impossível para a minionzada distorcer a narrativa. "Ãin, golpe de marketing". Doria tem todo o direito de se refestelar sobre esta conquista: ele trabalhou, correu atrás e não gastou um tostão de dinheiro federal. Já o Mijair faz marketing vazio (e perigoso) quando vai comer pastel na feira e provoca aglomeração. "A vacinação foi ilegal, a aprovação da Anvisa tinha que ser publicada antes no Diário Oficial". Nananina: a enfermeira Mônica Calazans foi uma das voluntárias que participaram dos testes da Coronavac no Brasil. Ela tomou o placebo, portanto tinha o direito de tomar agora a dose correta. A mulher foi muitíssimo bem escolhida. Além de profissional da saúde, negra, de origem humilde, obesa, diabética e hipertensa, ela ainda é super articulada, dessas que caíram no caldeirão do media training quando pequenas. O marketing implacável de Doria também já vacinou a primeira indígena, uma enfermeira, e amanhã vai enviar 50 mil doses para - adivinha? - Manaus. Enquanto isso, o general Capachuello gaguejou na coletiva, e o Pau Fino ninguém sabe, ninguém viu. Hoje é um dia histórico. Dia D de Doria, hora H de Hospital das Clínicas. De humilhar o gado. Hoje começou a cair o desgoverno Edaír Biroliro.

17 comentários:

  1. Gente. Primeiro a mulher negra, depois a indígena. Se depois vieasse a trans, o termômetro do Marketing explodia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela foi vacinada porque os profissionais da saúde,assim como os indígenas, são grupos de risco e estão no início da fila da vacinação. Não tem o menor sentido vacinar alguém trans só por isso. A turba moderninha querendo causar.

      Excluir
  2. Doria tem tudo para ser o novo Moro da grande mídia. Marketeiro de pouca consistência, que antes da pandemia, ensaiou sucatear o Butantã. Importante lembrar que Coronavac, foi criada na China comunista vermelha, e não no Butantã... rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deveria então ser coerente e deixar de tomar quase todos os remédios vendidos no Brasil, pois a maioria tem ingredientes fabricados na China comunista vermelha.

      Excluir
    2. Nossa Tony, não consegue identificar um comuna? O cara criticou Dória: "ensaiou sucatear o Butantã" e ELOGIOU e não criticou a "China comunista vermelha", como estivesse dando o ponto positivo pra China e não para o Dória e pelo Instituto Butantan.
      Nick

      Excluir
  3. Doria 1 x Pandemito 0... E contando...

    ResponderExcluir
  4. 1000% com Doria nessa questão.

    ResponderExcluir
  5. E uma coisa tão simples, né ?!
    Todo o mundo, TODO O MUNDO, está se mobilizando para isso é o interesse desse cidadão é apenas disputar com Dória.
    Melhor será se a eficácia dessa chinesa for grande.

    ResponderExcluir
  6. O Mio Babnino Caro
    Quantas vidas serão salvas que bom!!!
    Será que existe alguem que não vê que o Despreparado torceu contra essa vacina o tempo todo.
    Vida!!!!

    ResponderExcluir
  7. Sem querer defender o governo do bolsoasno, mas no mesmo dia que a Anvisa aprovou a Coronavac Sinovac chinesa do Butantã, aprovou também a inglesa Astra Zeneca
    de Oxford da Fiocruz. Porque o jornalismo brasileiro ignora totalmente a vacina da Fiocruz, já que será justamente essa a que será mais distribuída do Brasil ? A estrutura da Fiocruz está a anos luz do Butantã. Percebi um certo estardalhaço por parte da imprensa enfatizando apenas a vacina “do Doria”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém está ignorando nada. Você anda se informando pelos lugares errados, ao que parece. Vi matérias sobre a vacina da Ocxford na Folha e na GloboNews.

      Mas o destaque vai para a Coronavac por uma razão singela. A vacina da Oxford ainda nem chegou ao Brasil, e não tem data certa para chegar. Enquanto isso, a Coronavac já vacinou mais de 100 pessoas no HC de São Paulo, e hoje começou a ser distribuída para todos os estados.

      Excluir
    2. Olha como é fácil criar uma narrativa para essa gente.

      Fiocruz = Inglaterra = Boris Johnson = direita = Rio de Janeiro = cristãos conservadores bolsonaristas (aka bando de crente miliciano do caralho)

      Butantan = China! = comunistas! = esquerda! = São Paulo = vagabundos petistas que votam no Doria!

      Um beijo, de nada.

      Excluir
    3. Só que dessa vez não está colando.

      Excluir
    4. ISSO É MENTIRA, a rainha me ligou que tá mandando isso aí pô, havendo disponibilidade, claro.
      #apesardavacina

      Excluir
  8. É preciso reconhecer que o Doria fez a coisa certa. Por quê? Porque ele fez a coisa certa. Se nós que queremos combater a barbárie não conseguimos fazer isso, estamos apenas dando um abraço na loucura do Bolsonaro. Reconhecer que o Doria fez a coisa certa não o torna um eleitor dele, nem mesmo apoiador, muito menos incentiva que votem nele. Simplesmente demonstra que seu caráter anda em boa forma. Reconhecer uma virtude, mesmo em nossos oponentes, é um valor humanista. Talvez Doria se eleja em 2022. Talvez não. Mas reconhecer que ele fez certo nos afasta como povo do Bolsonarismo, e afasta um pouco a possibilidade da vitória do Bolsonaro para um segundo mandato. E não podemos pedir reconhecimento quando nossos apoiados fizerem o certo, se quando os apoiados por eles o fazem. Sim, até se o Bolsonaro fizesse a coisa certa deveríamos reconhecer. E isso não é ficar de joelhos, não é passar pano para todos os erros, nem passar a admirá-lo, é apenas reconhecer o fato. O fato agora é que nenhum outro líder estadual ou o presidente conseguiu o feito que ele teve. Que independente de qualquer agenda oculta, o que é está claro é que ter lutado pela CORONOVAC foi o certo a fazer. Ele errou na comunicação, errou na farinata, errou ao tirar em invadir um espaço público em Campos de Jordão, mas nada disso tem a ver com acerto da vacina. Nem para o bem, nem para o mal. A vacina não apaga os erros. Não vai fazer que esqueçamos do Bolsodoria. Mas foi o mais decente a ser feito, mesmo tento feito tanta coisa errada. Ponto para o Doria.

    ResponderExcluir
  9. Doria para presidente! Que marketing!!!

    ResponderExcluir