segunda-feira, 12 de outubro de 2020

EU ME CHAMO ROSA

Era assim que minha falecida avó chamava a adaptação para o cinema de "O Nome da Rosa", que ela viu em 1987 e não entendeu nada. E isto porque o roteiro tomava muitas liberdades com o livro de Umberto Eco, acrescentando mais ação e jogando a discussão intelectual para terceiro plano. Até a justificativa do título - uma homenagem ao poder das palavras - virava uma referência à menina que mexe com o noviço Adso, "de quem eu nunca soube o nome" (por isto vovó se confundiu). Mais de 30 anos depois, eis que surge uma minissérie em oito episódios, disponível na plataforma Starzplay. É fiel ao romance? Nããão. Pelo menos a trama central segue a mesma, mas há acréscimos desnecessários como uma moça guerreira - item obrigatório em todas as histórias medievais desde o sucesso da Arya de "Game of Thrones". Não entendo isso. Por que insistir em vulgarizar um livro que vendeu 50 MILHÕES de exemplares?

9 comentários:

  1. Bom, pra fazer alguém assinar Starwhat? só mesmo com muitas explosões, carros, mulheres de biquini, alguém com superpoderes e pelo menos cinco viagens no tempo e três multiversos pra aí sim essa trama conseguir atrair assinantes suficientes pagar a tia do catering, em quem a produção deu calote.

    ResponderExcluir
  2. O nosso fascínio pelo mundo medieval. Em contraste com o tempo atual, umm tempos de abundâncias jamais vistas na história da humanidade, sendo visto como um dos precários - não é, mesmo com toda a concentração de renda, nunca houve tão poucos miseráveis, nunca se viveu tanto, nunca a população teve acesso a tantos medicamentos, nunca tivemos tanto acesso a informação (mesmo que confeitada de fake news). Um mundo de abundâncias, concentração de renda e saudosos de tempos sombrios? Quando já vivemos isso na história?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa cara em que mundo Manhattan connection você vive? Só nos Estados Unidos os salários estão congelados há 50 ANOS? A violência é como nunca antes 70 mil POR ANO são assassinados no Brasil como estratégia de controle social ou apenas por serem pretos não temos privacidade ou liberdade civil somos controlados pelo nosso telefoninho que não serve pra nada além de nós espionar, na idade medieval havia muita mortalidade infantil mas se compassasse essa fase viveria tanto quanto hoje fora que não existia doenças como a AIDS e o câncer era menos difundido porque as pessoas não comiam veneno. “O MUNDO NUNCA ESTEVE MELHOR” é uma falácia dos financistas rentistas que nunca roubaram tanto tão facilmente com um povo tão subserviente eles querem que isso continua claro. Já falei que a Amazônia vai virar Savannah? Wake the fuck up e pare de assistir rede globo

      Excluir
    2. O filme pra mim é nota 10 apesar das liberdades com o livro super bem dirigido pelo Jean Jacques Anaud um puta diretor. A série também não foi ruim, gosto muito da cidade de Bologna onde o Umberto estudou e lecionou mas uma cidade que aboliu a escravidão em 1112 merece mentes como a dele, um país que ainda vive um regime escravocrata merece o Bolsonaro e seus cortes na educação.

      Excluir
    3. A idade média era fichinha perto do horror que vivemos hoje, um horror tão absurdo que não caberia numa série game of thrones 2.0 aliás nem o Manara conseguiria retratar. Mas se alguém quiser me levar numa máquina do tempo a putaria do império romano eu agradeço! Um tempo pré cristianismo por favor!

      Excluir
    4. Que exagero viado! Menos...muito menos!

      Excluir
  3. No império romano não existia a palavra GAY ou você gostava transar com homens ou não gostava, tão pouco existia conceito de raça os africanos ainda não haviam sido escravizados e não existe 1 texto romano que se refira a pessoas de outra cor como diferentes quiçá inferiores ou feias, mas isso foi antes da revista Vogue da rede globo e da igreja católica

    ResponderExcluir
  4. Bati várias voltando a fitado vídeo cassete para ver a P.. branquinho do Christian slater. E antes que reclamem do mundo, hoje pelo menos temos internet e não pagamos um absurdo para ter uma Barsa que desatualiza rápido.

    ResponderExcluir