sexta-feira, 18 de setembro de 2020

RIP RBG

Morreu uma das mulheres mais fodonas do mundo: Ruth Bader Ginsburg, juíza da Suprema Corte americana. Quem quiser conhecer mais sobre ela precisa ver o documentário "RBG" ou o filme "Suprema", que dramatiza o início de sua carreira de advogada feminista. Ela já era bem velhinha e estava doente há algum tempo, mas sua morte me deixa triste. Até porque ocorre num momento delicado: Trump vai tentar emplacar mais um juiz reaça no tribunal, o terceiro de seu mandato. Obama, em oito anos, só conseguiu indicar dois: os republicanos adiaram a votação sobre o terceiro nome escolhido por ele, e deixaram a vaga ser preenchida ao gosto do Bebê Laranja. Chegou a hora dos democratas no Senado darem o troco e deixarem essa nomeação de presente para o próximo presidente, Joe Biden.

7 comentários:

  1. Joe Biden, sério?

    Você já viu o vídeo do velhusca cringe tascando um beijo na boca da neta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro quem aponta o dedo para o Biden quando do outro lado está o pior presidente americano de todos os tempos.

      Excluir
  2. Democratas na Câmara não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os democratas são maioria na Câmara, mas quem aprova os indicados à Suprema Corte é o Senado, onde os republicanos são maioria (mas só até o fim do ano).

      Excluir
  3. Difícil Tony, os Democratas conseguirem segurar uma indicação conservadora para a Suprema Corte. Os republicanos tem maioria no Senado. Quando os Republicanos travaram a indicação de Obama para ocupar a vaga pela morte de Antonin Scalia, eles tinham maioria no Senado aquela época, vide que os Democratas perderam a maioria no Senado nas eleições de 2014. Mas vamos aguardar o desenrolar dessa situação delicada, porque têm senadores Republicanos vulneráveis concorrendo em estados de tendência democrata, e a maioria republicana no Senado é um tanto estreita, 53 a 47. Para os Democratas conseguirem barrar uma indicação de Trump para ocupar a vaga de RBG, teriam que contar com deserções de republicanos. Vamos aguardar o desenrolar do que virá, de todo modo, será tudo muito delicado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. RGB deixou uma carta pedindo que seu sucessor fosse indicado pelo próximo presidente dos Estados Unidos. Scalia morreu em fevereiro de 2016, e ainda assim a indicação do sucessor ficou travada até 2017. Oremos.

      Excluir