quarta-feira, 30 de setembro de 2020

COMO EU APRENDI ESPANHOL

Eu tinha uns 12 anos de idade e já era metido a intelectual. Fazia aulinha de inglês desde os cinco, e achei que estava na hora de também aprender espanhol. Mas na marra, por conta própria, já que é uma língua tão parecida com o português. Na época, uma tia minha ia quase todo mês a Buenos Aires para trazer muamba e revender aqui (o câmbio era favorável ao Brasil). Pedi a ela que me trouxesse os álbuns que compilavam as tirinhas da Mafalda, já super em moda. E foi assim que tive as primeiras noções do idioma dos hermanos, apesar de palavras que permaneceram misteriosas para mim durante décadas, como "fideos" ou "zanahoria". Hoje morreu o Quino, o criador da Mafalda. Ele deixou uma obra imensa, feita basicamente de cartuns avulsos, com um traço elegante, algo antiquado, e um humor melancólico e otimista ao mesmo tempo. Mas aposentou sua personagem em 1974, só voltando a ela em ocasiões especiais. Uma pena: além de comentar o noticiário, Mafalda tinha uma perspectiva portenha do mundo, que me ajudou a ser mais cosmopolita. E a falar espanhol.

10 comentários:

  1. Ela é tão lindinha!!!

    Tem quem diria que ela é precursora dos lacradores da internet, mas ela é "só" esperta mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Hoje a Argentina colhe os frutos amargos das esquerdices plantadas lá atrás. Oficialmente, hoje, 50% dos hermanos são pobres:

    https://veja.abril.com.br/mundo/um-em-cada-dois-argentinos-pode-entrar-na-faixa-de-pobreza-ate-fim-de-2020/

    Socialismo implantado com sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, bom foi quando os milicos jogaram a inflação nas alturas e mataram milhares de pessoas.

      Excluir
    2. O esquerdismo é um processo de infiltração cultural. Acostuma-se o povo a narrativas equivocadas, reescrendo a história para demonizar qualquer alternativa que não seja progressista/estatista.

      O resultado é Argentina e Venezuela, dois desastres sulamericanos.

      Excluir
    3. Amiga nos respeite, todos nós sabemos quem é a lVeja".

      Excluir
    4. Acho uma graça as pessoas que vêm aqui apontar o dedo para a Argentina e Venezuela....como se a situação de pobreza aqui no Brasil estivesse uma maravilha.

      Excluir
    5. 20:48, Vc não vai namorar aquele seu crush em paz, mas permitirão vc trabalhar e pagar seus impostos.
      Isso, vamos aniquilar ideias progressistas!!!

      Excluir
    6. Exato. E a renda per capita e idh dos argentinos continuam superiores aos nossos, com toda a sua decadência...Mas bom mesmo é o Brasil do bozo, nean...

      Excluir
  3. A Argentina era um dos países mais ricos do mundo no início do século passado, dominando o mercado mundial da carne e trigo. Existia uma expressão na Europa que dizia que alguém era "rico como um argentino ". Hoje o país convive com uma herança sofisticada européia e toda sorte de carências econômicas e sociais. Militares, populistas, vários governos incompetentes que se alternam. Pelo menos essa bagunça gera caras como o Quino, o Campanella e o Borges.

    ResponderExcluir
  4. Não sei nem o básico do português.

    ResponderExcluir