sexta-feira, 7 de agosto de 2020

MICHEQUE SEM FUNDO

O esquema é tão óbvio que dá até preguiça. Funciona assim: desde os tempos de vereador, Edaír Biroliro contrata assessores de porra nenhuma. Os caras não trabalham e devolvem a ele metade ou mais do salário, pago com dinheiro público. Deu tão certo que o Bozo pôs a família inteira na política: quanto mais gabinetes, mais aspones, e mais dinheiro público para rachar. Fabrício Queiroz era o operador, e também o principal vínculo da família com as milícias cariocas. Não adianta o Zero-Um alegar que foi só um boleto, ou seu pai jurar que emprestou 40 paus para um cara que se gaba de fazer dinheiro com "rolos". É só cavucar um pouco que aparecem mais provas. A de hoje são 89 mil reais depositados na conta da primeira-dama, inclusive pela mulher do Queiroz - quero só ver a história mirabolante que vão inventar. Sim, é pouco dinheiro e nem se compara ao mensalão ou ao petrolão. Mas isto é porque a familícia nunca teve acesso a negociatas milionárias. Só que agora ela tem.

7 comentários:

  1. Ué o GOLPE não era para "acabar com a corrupção"!?

    PRIMEIRO A GENTE TIRA A DILMA!

    DEPOIS TIRAMOS O RESTO!!!

    ResponderExcluir
  2. você acha o jornalismo do Antagonista e Crusoé é sério?

    pergunto porque geralmente a classe jornalística despreza o trabalho deles, você mesmo falava muito mal do Felipe Moura no blog anos atrás quando estava na Veja, e no fim ele se mostrou um jornalista em movimento de ascenção mas que tem muita qualidade
    A matéria do Toffoli deveria ter rendido um prêmio ao Rodrigo Rangel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 22h20 pode até ser, mas neste caso pelo menos nenhum dos citados negou o que foi noticiado.

      Excluir
  3. É sempre assim. Roubamos o que dá, ficamos na encolha, ganhamos pouco (nem tanto), só que ganhamos a longo prazo e vamos agregando novos participantes, olha o zero 4 chegando! Só que a ambição e a soberba são uma desgraça, aqui em cima o jogo é outro, os mestres antigos e seus parceiros têm que ser consultados, eles sabem das coisas e a gente não quis ouvir e nem dividir, demos uma banana pra eles e a resposta tá vindo. A gente fazia nossas compras na Daslu quando era naquele casarão cafona. Por que eles quiseram crescer e mexer no esquema que sempre funcionou? Agora nem isso a gente tem...

    ResponderExcluir
  4. O Mio Babbino Caro
    Não dá só preguiça. Não dá nada tbm. O "Portal do José" não vale ser citado aqui ou a brincadeira perde a graça.

    ResponderExcluir
  5. Pior é a sensação de mais um escândalo que não dará em nada...

    ResponderExcluir
  6. Aliás isso é típico de politiquinho de merda do baixo clero.
    Víde o finado Severino que caiu porque cobrava propina da lanchonete da câmara. É pobreza até de espírito corrupto.

    ResponderExcluir