segunda-feira, 3 de agosto de 2020

FALE COM ELA

Ontem eu revi "Orlando", o primeiro grande papel de Tilda Swinton no cinema. É uma atuação minimalista: ela fala pouco, mexe os olhinhos e serve de cabide para um desfile de moda que vai de 1600 até os dias atuais. Mesmo assim, fiquei tão impressionado que dei a Tilda o meu prêmio de melhor atriz de 1993, mal sabendo que ela iria me espantar cada vez mais pelas décadas seguintes. O próximo assombro está quase pronto: é o curta-metragem "A Voz Humana", dirigido por ninguém menos do que Pedro Almodóvar. O monólogo de Jean Cocteau é uma obsessão de longa data do cineasta espanhol, e já foi citado em seu filme "A Lei do Desejo". Agora finalmente veremos a versão completa, no primeiro trabalho de Almodóvar em inglês. Previsto para rodar em abril, o curta teve que ser adiado para julho por causa da pandemia, e pela foto aí do lado dá para ver as medidas de segurança seguidas no set. A estreia está prevista para setembro, no Festival de Veneza - que, por enquanto, promete ser presencial. Também quero ver "A Voz Humana" no cinema. Quem sabe na Mostra de SP, que ainda não foi cancelada?

4 comentários:

  1. Eu fiquei surpreso em descobrir esse video dela circundando o muro de Berlim de bicicleta em 1987. https://www.youtube.com/watch?v=RU_1nA332ws
    O video tem muitos cortes porque não daria pra fazer o circuito em meia hora, então tem mais enfoque em lugares de interesse do que trechos que separam nada de lugar nenhum, por exemplo. Como era 1987, ela está andando "por dentro" de Berlim Ocidental.

    ResponderExcluir
  2. Ela é um verdadeiro camaleão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falaram isso do diretor Alan Parker em um artigo em homenagem ao defunto!

      Excluir
  3. Amo a versatilidade da Tilda diva,amei inlcusive o último trabalho dela em que interpretou um personagem masculino no remake de Suspiria,ficou bem realista,ela ficou irreconhecível,inclusive pelo fato dela ser muito alta,magra,ter seios pequenos,ela já fez alguns personagens andrógenos como o Anjo Gabriel no Constantine e a Anciã no Doutor Estranho

    ResponderExcluir