sexta-feira, 17 de julho de 2020

PAQUEROU ERRADO, MORREU

Homofóbicos em geral gostam de dizer que homofobia implica em violência física.Todo o resto, do bullying na escola à discriminação no mercado de trabalho, é mera questão de opinião. Aí, quando acontece a violência física pra valer, a culpa é da vítima. É o que alega um dos assassinos de Guilherme de Souza, morto a pauladas em uma cidade do interior da Bahia. O rapaz, de apenas 14 anos, disse que não gostava do jeito com que Guilherme "o paquerava". O outro sádico, de 16 anos, está foragido. Mas não precisa temer nada: se for pego, vai para o reformatório, ou nem isso. No Brasil de Biroliro, ai do gay que paquerar errado.

11 comentários:

  1. Sei não, mas pra mim o problema desse ASSASSINO foi que ele GOSTOU da paquera. Só não foi homem pra admitir isso. Matou Guilherme tentanto matar seu próprio desejo. A velha história, enfim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E Deus é grande, vai dar tanto o cuzinho no reformatório que vai pirar de vez o psicopátinha.

      Excluir
    2. Sempre penso isso tb, o hétero bem resolvido em uma "paquera desavisada" não costuma ter respostas violentas...

      Excluir
  2. Quando eu estava lá no Canadá minha mãe mandava evidências para mim... Uma delas foi um vídeo de um programa, não lembro o nome, mas falava sobre morte de homosexuais no Brasil.

    Tinha um delegado que falava que não existia assassinatos com requintes de crueldade como ele encontrava nas mortes dos homossexuais brasileiros.

    Isso sempre existiu! Não é coisa de agora do Sónabolsa e seu filho Car-LUXO!!

    Dr. Luiz Mott falava que o rosto é o principal alvo dos assassinos pois seria como se quisessem destruir o reflexo da homossexualidade que existe dentro deles!

    O assassino do Trianon disse que matou tantos por "neurose". Que deve ser a IDOLATRAÇÃO das bichas poc-pocs brasileiras pelo "macho ativo"... Que como sabemos - EU PELO MENOS SEI- não EXISTE!!!

    ResponderExcluir
  3. O Mio Babbino Caro
    Não sei não mas essa coisa da homofobia, machismo, racismo me parece endêmica. Não há avanço que a alcance, quando menos se espera insurge, vigorosa, livre e desgraçada. Fazendo sua vítima no melhor estilo que sempre fez, matando sua vítima. Se cada um se entender é capaz de entender esse fenômeno. Mas quem esta disposto a fazer essa viagem interna.
    Conclusão: Continuamos a viver essa selva sem nunca saber "quem vem lá".

    ResponderExcluir
  4. Vi a chamada para essa notícia em alguns sites de notícias e só passei direto, nem cliquei. Acho que já estou tão dessensibilizado com notícia ruim que isso nem chama atenção. Só tem desgraça nesse país. De homofobia a feminicídio a pandemia descontrolada. Fiquei pensando que se fosse eu o assassinado por um homofóbico, alguma pessoa passaria direto pela minha notícia sem dar atenção. Porque todo mundo está assim.

    ResponderExcluir
  5. Psicopata só arrumou uma desculpa para matar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Arrumou foi um jeito de fazer muito sexo homo "sem ter culpa no cartório" isso sim!

      TUDO MARICONAS!!!

      Excluir
  6. Tony, mudando de assunto para coisa boa, você já ouviu o novo cd da Lianne La Havas? To louco para saber o que você achou

    ResponderExcluir
  7. Não acho que seja tão simples assim: matou homossexual porq nutria um desejo reprimido.
    A homofobia tem muitas nuances, sempre tive amigos heterossexuais e percebo que eles sofrem também preconceito, começam a espalhar que temos um caso e que devem se afastar de mim pois "estão falando".
    Já vi inclusive irmão de gay ser taxado também como se fosse, apenas pelo fato de serem próximos e queridos.
    E não se enganem, a sociedade tende a ser complacente com esse tipo de violência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “Estão falando”. Realmente como viver se “estão falando”, né?

      Excluir