quinta-feira, 2 de julho de 2020

MUDANÇA DE MARÉ

Tem algo curioso acontecendo. Cada vez mais pessoas - e até mesmo empresas - não estão mais olhando só para o próprio bolso. A preocupação social parece estar ficando raízes. A tendência é mundial, e se reflete no boicote que países europeus prometem fazer aos produtos agrícolas brasileiros que não cumprirem as regras de preservação do meio ambiente. Também ficou patente nos mais de 50 mil comentários negativos que iFood, Uber Eats e similares receberam ontem, por causa da greve dos entregadores. O consumidor prefere dar gorjetas mais altas, ou encontrar um meio para que boa parte de seu dinheiro não caia nas mãos desses atravessadores, que exploram os mais vulneráveis como nos tempos do capitalismo selvagem. Mas o gesto que pode ter os desdobramentos mais dramáticos é a saída de grandes anunciantes do Facebook. Mark Zuckerberg virou sinônimo de empresário inescrupuloso e não se emenda nem quando seus maiores clientes estão sofrendo as consequências da divisão que sua rede ajudou a aprofundar. Ele não é o único a remar contra a maré: está na ilustre companhia do Biroliro, que acha que é um bom negócio destruir a Amazônia para criar bois de carne invendável. Vão todos se afogar.

22 comentários:

  1. Voces idolatram esse cara aí e depois falam que o ET sou eu!

    Olha a cara desse híbrido dos infernos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O post está CRITICANDO esse cara e não IDOLATRANDO.
      Nick

      Excluir
    2. Olá Nieck. Continua batendo palma pra Mono por favor

      Excluir
  2. Eu sou formado em arquitetura na UFV, demitido em Novembro
    Tô entregando comida desde março, tiro por mês 3500 em média de 7 horas de trabalho 6 dias da semana

    Os Motoboys que eu encontro e que ficam próximos aos restaurantes não reclamam nada disso, pelo contrário, eles preferem, pois motoboy contratado de restaurante ganha no máximo um salário mínimo

    Esse tipo de imbecilidade só parte de burguês idiota e privilegiado chocado com capitalismo escrevendo isso de um MacBook na sala de seus apartamentos no Itaim Bibi
    essa gente só vê pobre em novela da globo, levantam essas tags por serem biscates de like
    Burguês é uma praga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 2 de julho de 2020 22:23, você é um mentiroso. Mostra depoimentos dessas pessoas que você escreveu aqui.

      Excluir
    2. A Defu tá criando personagens agora
      Te manca viado

      Excluir
    3. Mês passado na melhor semana ganhei isso

      em abril teve uma semana que eu tirei quase 1900 reais numa semana


      https://i.imgur.com/e9zqhHN.jpg

      Excluir
    4. 1200 é grande coisa pra algum gay frequentador do blog do Tony que provavelmente nasceu privilegiado? não
      mas 1200 por semana põe o pão na minha mesa, paga meu aluguel e ainda sobra um pouco

      Experimenta perguntar pra algum uber se ele tem algum curso superior
      você vai encontrar muitos engenheiros dirigindo pra aplicativo por não ter opção de outro trabalho

      Excluir
    5. Sai do aluguel amiga isso dorme com a gente amor!
      G-

      Excluir
  3. "exploram os mais vulneráveis como nos tempos do capitalismo selvagem"... "empresário inescrupuloso"..."divisão"....
    Prefiro pensar que as pessoas são livres pra fazer escolhas e buscar a sua felicidade. Não são vítimas, quase sempre.
    Acaba virando mainstream, e única visão moralmente aceitável, o discurso autoritário dos políticos de esquerda, que se apropria de todas as vítimas do mundo(até as imaginárias) pra vender soluções fáceis e mágicas(mais Estado, menos liberdade), e pagas com o dinheiro dos outros...
    Liberdade sexual é bom, mas liberdade economica não? O entregador do aplicativo deve ser livre pra transar com quem quiser, mas não deve ser livre pra prestar serviço a quem quiser e como quiser? aí é o Estado quem sabe o que é melhor pra ele, pobre incapaz?
    Eles tem todo direito de reclamar! mas vilanizar o empresário não é solução.
    Zuckerberg idem: ele só ganha bilhões porque ofereceu um serviço que as pessoas queriam muito, e querem até hoje. QUando deixarem de querer os serviços dele, o facebook morre, como foi o Orkut e tantas outras. As pessoas querem esbravejar, querem opinar, querem discordar, querem se dividir em grupos... Não há vítimas nisso.
    Até Bolsonaro, que eu acho abjeto, só ganhou mais de 50 milhões de votos porque vendeu um discurso que muitas pessoas estavam sedentas por ouvir.
    Temos que respeitar os desejos do outro, especialmente quando nos pareçam detestáveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O dever do estado é regular, pra que seja justo pros dois lados, independente da orientação política

      Excluir
    2. E **QUEM** TEM o "direito" de VENDER aquilo que Deus DEU para TODOS???

      Ah JÁ JÁ JÁ PRÁ LÁ DE JÁ SEI: os "maçon$"... BANDIDOS DE FANTASIAS.

      BICHA BURRA!!

      Excluir
    3. Liberdade econômica? Será? Tem um bom texto, concordo com parte dele, mas eles não vão trabalhar com entregas exatamente porque querem, mas muitas das vezes por falta de oportunidade melhor.

      Excluir
    4. Liberdade social é uma coisa, econômica é outra... E não existe. Até o capitalismo não é mais ou msm, os motoboys são donos das motos (capital físico ), mas não recebem a renda de capital... os grandes donos dos app não tem capital físico mas recebem a renda de capital. E é uma relação diferente né, os donos de app tem mais poder econômico do que os entregadores, com isso mais liberdade econômica. Se existe liberdade econômica as pessoas escolheriam o emprego que quisessem, não existe liberdade de escolha se a outra opção é o desemprego.
      Nick

      Excluir
    5. Concordo com vc em termos, em especial no último parágrafo quanto a eleição de Bolsonaro...
      Mas Cooldude e Nick puxam um ponto que você ignorou, a puta não está ali porque ela quer (em que pese, muitas fazem essa opção por acreditar ser um caminho mais facil), a maioria são empurradas para essa atividade pela miséria material, é isso ou fome.

      Excluir
    6. Tira o pau de empresário da boca que já amoleceu faz tempo

      Excluir
  4. Poisé, parece que estamos voltando aos feudos... Há uns 10 anos atrás meu consumo era basicamente alguma coisa de qualidade, que viesse de longe, e N fosse comum. Até o dia em que me toquei que esse dinheiro não vai para os pequenos, mas p meia dúzia de grandes; e hoje evito ao máximo produtos desses super-empresarios.
    Eles sempre saem ganhando e os demais perdendo. Já que depois de fidelizar começam a baixar a qualidade e subir o preço.
    Como se vê pelo discurso aí de cima, entregador sempre foi classe desorganizada. Trabalham como querem, na hora que querem. Os aplicativos chegaram e abocanharam a maior parcela, garantindo a quem pede certa segurança. Mas claro ferrando com eles. Já chegaram a me pedir 70, por uma entrega, que em um aplicativo hoje pagaria 25,
    Complicado

    ResponderExcluir
  5. O Mio Babbino Caro
    Crédito nisso não, tão pouco abraço a defu e outros logo abaixo. Porém façamos nossas correrias que o bicho tá pegando.

    ResponderExcluir
  6. Que bonitinho o liberal fingindo pra si mesmo que tem consciência social...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se são tão liberais a assim! Na época das eleições para presidente eles DELETAVAM meus posts de crítica ao Bolsonaro.

      ASSIM que eu postava!

      Sem fake news sem nada. Só crítica mesmo! Muito peculiar a experiência!

      Excluir
  7. Navegando na rede sociais, seu barco precisa ter um bússola de como agir,senão o marujo(pessoas) ,vai ter gritar, (Terra a vista),ou melhor... (Terra ná vista(

    ResponderExcluir