quinta-feira, 7 de maio de 2020

O PUM DA PALHAÇA

Eis aí, na íntegra, a entrevista épica e histórica que Regina Duarte deu na tarde de hoje para a CNN Brasil. A (ainda) secretária da Cultura profere cretinices o tempo todo, mas quem estiver sem tempo pode ir direto para os cinco minutos finais. É ali que a ex-namoradinha do Brasil joga uma pá de cal sobre si mesma, enterrando-se em vida e se desmaterializando em memes. Não vou me estender mais sobre o assunto: já falei muito na minha coluna no F5. Só lamento que uma das nossas maiores estrelas tenha se revelado tão torpe quanto o governo de que participa. Uma sucateira, com o dom de transformar o que toca em ferro-velho.

23 comentários:

  1. Texto perfeito, como sempre.

    ResponderExcluir
  2. Alguém precisa avisar que durante a Ditadura, não "houve mortes". Pessoas FORAM ASSASSINADAS. Do jeito que ele fala, parece que a ditadura militar era uma doença, e pessoas simplesmente morriam por causa dela...

    ResponderExcluir
  3. Eu não gosto de Regina, ela foi namoradinha, Malu, porcina, marcou o Brasil mas há tempos parece perdida. Claramente não tem capacidade de levar a pasta, mesmo em outro governo. Mas... as pessoas estão se apropriando dela como se fosse o calcanhar de Aquiles do bozo, só que não é. Deu vergonha de assistir. Ela é filha de milico, recebe até pensão. Perguntar a ela se o céu tem nuvens soa patético. E pior ainda colocar outro teto de vidro como contraponto. Esse governo só faz burrices. Então menos programa de fofoca e mais políticas públicas erradas.

    ResponderExcluir
  4. Sempre achei essa fulana escrota, brega , pessima atriz e ignorante! Decadas se passaram e posso confirmar minha opinião!!!

    ResponderExcluir
  5. Lembrei de uma participação dela no Casseta & Planeta onde interpretando a si mesma como ré em um tribunal tenta convencer o júri de sua inocência apelando para a chantagem emocional fazendo um dramalhão e chorando com o empenho de uma estrela de novela mexicana.
    O advogado de acusação, que eu acho que era o Bussunda, já chorando também, alerta então o júri que por sua vez também começa a chorar:

    _ Cuidado! Ela é uma atriz ela está interpretando!

    Ela sai da situação inocentada e consagrada pela interpretação perfeita da mocinha injustiçada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor comentário!

      Os maçons se mijam de rir tirando onda com a cara dos "profanos" (=BURROS) todos!

      Os militares estão CHEIOS de maçon$$$.

      Excluir
  6. Mas sinceramente como a Direita abandona assim o blog sem um um Adeus uma palavra."Uma ajuda. Um lugar. Um amigo". Venha em nossa salvação DEFUs.
    G2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rs, Bravo. E em relação à destronada,como tem se dito: Tenho ódio de sentir Vergonha Alheia...

      Excluir
  7. Isso tudo só confirmou seu post anterior sobre ela, Tony!

    O que mais me impressiona é como mesmo uma figura delicada pode ser escrotissima!!!

    ResponderExcluir
  8. Tony que manja dos bastidores, como era a relação dela com a Maitê Proença?Tem treta?

    Fiquei com impressão que a CNN levou algum produtor da Globo, que sábia exatamente onde apertar ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Armaram para ela, isso ficou nítido, e a Maitê é outra que adora aparecer e que se tivesse sido convidada a ser ministrada do despreparado tinha aceitado.

      Excluir
    2. Armaram pra ela? Entrevista combinada não é jornalismo, é publicidade. Se a (ainda) secretária da cultura não é capaz de responder uma pergunta de seus colegas de classe, pra que serve? Armação foi esse triste espetáculo protagonizado pela ex atriz, com o único intuito de agradar a ala olavista do governo...Deprimente.

      Excluir
    3. Anônimo das 7h45, assista mais aos canais de notícias americanos, inclusive à Fox News. Lá, ninguém tem dó dos entrevistados. Os caras espremem mesmo, e não é raro o jornalista criticar ao vivo seu entrevistado.

      Excluir
  9. Cara! Que criatura escrota!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Mas ela já falava essas platitudes antes de assumir o posto, né? Dá a impressão q falar groselha é algo habitual para ela...

    ResponderExcluir
  11. É irritante o modo de se expressar da inculta e vulgar entrevistada. Desde o inicio a notamos excessivamente sorridente e muito dissimulada, inclusive acho a atitude séria do jornalista um contraponto interessante de ser analisado. Acredito que isso a descolocou e a deixou ainda mais nervosa, sua fisionomia e gesticulação denotam uma falta de domínio retórico improprio de uma atriz ou qualquer cidadão que se dispõe a desempenhar uma função tão exigente quanto a sua ; ademais dá sinais claros de senilidade, não compreendendo as intervenções dos outros jornalistas que não estavam de corpo presente, que por momentos pareciam assustar-lhe como se de fantasmas se tratassem. As respostas foram absurdas, constrangedoras, a começar pela primeira dada a Daniela Lima sobre os artistas mortos; contudo o remate definitivo foi aquela atuação insofrível a causa da mensagem gravada de Maitê Proença. Aludir às demais respostas seria repetir-me.
    Concluo dizendo que um país de predominante população iletrada como o Brasil, sentem-se os cidadãos, enormemente identificados precisamente pelas características que lhes são mais semelhantes, a carência de interesse pelo conhecimento (burrice) e a canalhice. Todo repudio àqueles gestos indignos do governo estão sendo inúteis, e temo que o país caminha numa direção perigosíssima que é o confronto civil, porque o dialético já foi esgarçado.
    É estarrecedor constatar que esse governo será dificilmente derrotado pela lógica da razão e da sensatez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero ser seu amigo, Daniel!

      Mas ressalvo, que também existe cidadão letrado que também concorda oportunamente com tais platitudes.

      Excluir
    2. Mesmo assim pagamos, desde sempre, um dos maiores impostos DO MUNDO!!!

      MAÇONARIA!!!!

      "Os CONHECERÃO pelos seus frutos!" - "Jesus".

      Excluir
  12. O Mio Babbino Caro
    Menino que entrevista foi esta.
    Não deveríamos nos surpreender é o Governo Bolsonaro.
    Sem a menor noção do cargo que ocupa,
    onde está, o que representa, o que é, o que significa, o que está fazendo. Apenas o limbo o desespero.
    Essa mulher precisava passar por isso a essa altura de sua vida, alguém me responde. Dó, não.
    Ninguém está desenterrando estão sim enterrando seus mortos. Há pessoas que não se contentam só com o inferno e querem também seu subsolo.

    ResponderExcluir
  13. Regina a todo tempo parece que está fora de si. Que entrevista foi essa, rs. Aliás, engraçadíssimo ver Maitê Proença lamentando o governo no qual ela apoiou fortemente em 2018, não fornecer respostas a classe artística.

    ResponderExcluir
  14. Ignoremos Regina Duarte. Isso tira o foco do principal. E daqui a pouco ela vai ser demitida pelo enérgumeno. Olavo de Carvalho e seus indicados na Secretaria de Cultura nao querem saber dela. Se ela nao sair calada e aplaudindo o mito, será a proxima traidora e comunista. O que seria de uma ironia ma-ra-vi-lho-sa!

    ResponderExcluir
  15. Digo mais: Pelo comportamento, expressao corporal e gestos, Regina estava medicada e, como excelente atriz que foi e é, enganou muita gente, amigos do meio arístico e fora do meio.
    PS: nao me entendam mal. Quando digo medicada, nao implico que ela nao pense o que disse. Apenas acho que talvez nao disesse todas as barbaridade que disse, assim publicamente. Ela é de direita e apoiou Bolsonaro sempre, já disse muitas merd@s, porém nunca externou publicamente absurdos desse tipo.

    ResponderExcluir
  16. Louca do cu define!

    ResponderExcluir