quinta-feira, 2 de abril de 2020

INSEGURANÇA INSTITUCIONAL

Querendo emular João Doria, o general Augusto Heleno postou em seu perfil no Twitter o resultado do exame que mostra que ele não porta mais o novo coronavírus. Essa transparência é elogiável, e contrasta com a tacanhice de seu chefe. Mas Helenão esqueceu de um detalhe básico, e revelou para o Brasil inteiro dados pessoais como seu RG e CPF. Não tardou para que gaiatos inscrevessem o general no PT, no PSOL, no Vasco da Gama, no Bolsa Família e no cartão de crédito da Havan. OK, o CPF é um dado público, e quem pesquisar na internet encontrará o de qualquer brasileiro maior de idade. Mas não é impressionante que o chefe do Gabinete de Segurança Institucional - o núcleo de inteligência do governo, supostamente - tenha facilitado por conta própria o trabalho de falsários e piadistas? E ainda tem comentarista de direita que elogia o "alto nível técnico" desse ministério. Heleno acaba de se rebaixar ao nível de Weintraub, Salles, Araújo, Damares e companhia bela.

4 comentários:

  1. É público, mas você só o descobre com a data de nascimento do individuo.

    ResponderExcluir
  2. E Milico tem cérebro?

    ResponderExcluir
  3. O Mio Bsbbino Caro
    Depois daquele carregamento de cocaína na comitiva Presidencial, quem mais acredita em chefe de Gabinete de Inteligência do Governo. (Para dizer o mínimo).

    ResponderExcluir