quarta-feira, 25 de março de 2020

SEMPRE GABRIELA

A CNN Brasil entrou no ar com muitas gafes e inúmeras passadas de pano no Biroliro. Mas, talvez sem querer, lançou uma musa para os críticos desse governo: a advogada Gabriela Prioli, que participa do quadro "O Grande Debate" no telejornal "Novo Dia". Logo na estreia, a moça jantou Caio Coppolla, até então desacostumado a enfrentar um oponente munido de dados, calma e bom senso. O baque foi tão grande que Caio imediatamente produziu um atestado e não voltou mais ao programa. Foi substituído por Tomé Abduch, porta-voz do movimento Nas Ruas: um cara que comete um erro de concordância atrás do outro e, apesar de sempre pedir para ninguém se deixar levar por preferências pessoais, nunca consegue esconder sua babação por Coronaro. Consegue ser ainda mais frágil que seu antecessor. Tem sido divertido ver Gabriela enrabá-lo todas as manhãs (aliás, já se diz nas redes sociais que "O Grande Debate" deveria ser transmitido pelo Pornhub). Hoje Tomé se deu ao trabalho de reler só as partes menos polêmicas do desastroso discurso de ontem do Mijair, na vã tentativa de provar que o ex-presidente em exercício diz alguma coisa com coisa. Com o sorriso doce que lhe é peculiar, Gabriela Prioli desmontou cada um dos argumentos e ainda expôs o puxa-saquismo de seu adversário. Protegida dos ataques machistas dos minions por causa de sua beleza, ela destila firmeza, educação e simpatia. Além de um ar de superioridade plenamente justificado.

10 comentários:

  1. Meu medo em tempos de coronavirus, isolamento é que as pessoas de qualquer espectro político, classe social, credo religioso não aprendam nada.

    Pelo amor de Deus seja seu próprio muso/a, seja seu próprio herói, seja seu próprio presidente, seja seu próprio líder religioso. GADO PARE DE IR ATRÁS DE OUTROS GADO.

    ResponderExcluir
  2. tava lendo exatamente sobre ela num site de notícias :) fui ver uns vídeos e é um tico desconcertante ver como ela é calma e direta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Eis alguém que parece fazer a lição de casa muito bem feita.

      Excluir
  3. O fod* é que se você for no Youtube a maioria dos vídeos tem chamadas como “Gabriela Prioli MASSACRADA por Abduch”. Prafraseando Bozo, “no meu entender” quem ainda o apóia a essa altura não é por questão política, mas uma espécie de endeusamento e fartas doses de negacionismo. Ou seja, ele virou religião. E aí não adianta fato algum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *parafraseando

      Excluir
    2. 11:54 mas esse clamor popular em grande parte não existe, e ele não é religião, não. Ele quer fazer parecer que é religião, e existe toda uma indústria de "notícias" criada pelo tal gabinete do ódio para manter essa ilusão. O apoio real dele é muito menos do que isso.

      Excluir
  4. Ao sair do Palácio da Alvorada, Jair Bolsonaro afirmou que o Hospital das Forças Armadas (HFA) está respaldado pela lei ao omitir nomes da lista de infectados pelo novo coronavírus.

    “Você acha que eu estou escondendo alguma coisa? Está na lei que esses laudos são segredo. Quer que eu te mande a lei? Respeita a lei. Se um tiver aqui, não é obrigado a revelar se está ou não com o vírus.”

    É claro que a gente já suspeitava com bastante força, mas agora o presidente está ele mesmo desenhando que mentiu. Junte isso às menções no pronunciamento ao “físico de atleta, e caso eu pegasse esse vírus seria uma gripezinha”, adicione a lista incompleta do HFA, o vazamento de Bananinha pra Fox e sinceramente não sei o que ainda falta pra publicarem algo mais contundente a respeito.

    ResponderExcluir
  5. Ela realmente dá um "tilt" na cabeça de qualquer bozominion machista, nem desqualificá-la conseguem...

    ResponderExcluir
  6. Fui conferir o vídeo. Ele ficou com cara de tacho, coitadinho.

    ResponderExcluir