domingo, 9 de fevereiro de 2020

LAURA DERN! LAURA DERN! LAURA DERN!

Ontem rolou a entrega dos Spirit Awards, que premia filmes orçados em até 22 milhões de dólares. Os resultados serviram de consolo para muitos que ficaram de fora do Oscar: "The Farewell" levou filme e atriz coadjuvante para Zhao Shuzhen; Adam Sandler ganhou como ator e os irmãos Safdie como diretores por "Joias Brutas"; Willem Dafoe, coadjuvante por "O Farol". Só Reeeeenééééé Zeeeelweeeegeeeer, a atriz com mais E da história do cinema, teve um aperitivo da estatueta que deve levar logo mais. Os Spirits foram apresentados pelo segundo ano consecutivo por Aubrey Plaza, que se saiu muito bem e ainda tirou sarro da Renée. Mas sua melhor piada foi com Mary Kay Place, preste atenção.
Só não foi melhor do que a participação do Gay Men's Choir de Los Angeles, que apresentou um número ressaltando os detalhes gays que passaram batidos nos filmes do ano pasado (meu favorito: o garoto de "Marriage Story"). A performance descambou para um tributo a Laura Dern, mais valioso do que qualquer Oscar.

3 comentários:

  1. Tony, vc assistiu o filme do Sandler? Assisti essa semana, gostei mas fiquei angustiado demais. O que vc achou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não vi. Meu marido ODEIA o Adam Sandler e se recusa a ver. Estou esperando ele ficar duas horas fora de casa e me deixar em paz para assistir, mas o cara não arreda do meu pé.

      Excluir
    2. Assiste pq vc vai gostar, esquece o sandler

      Excluir