sábado, 25 de janeiro de 2020

RATO BRANCO DE METAL


Feliz ano novo! Hoje começa o ano lunar chinês, regido pelo rato branco de metal. O rato é o meu signo, então espero um ano cheio de metal branco em forma de moedas. Já a China em si não está tendo tanta sorte. O governo de lá acaba de proibir a venda de pacotes turísticos, para conter a expansão do novo coronavírus. A TV estatal também se meteu em uma treta, ao mostrar atores chineses de blackface em seu especial de ano novo. O pior é que havia atores negros disponíveis, falando chinês e tudo. Pior ainda é que um desses atores negros entrou em cena fantasiado de... macaco. O próprio esquete de que participavam é questionável: a China é saudada como a salvadora da pátria por países africanos, por construir neles grandes obras de infraestrutura e endividá-los para sempre. O especial completo, com quase quatro horas de duração, pode ser vista lá em cima. O esquete racista, seguido por um comercial de sabão em pó incrivelmente mais racista ainda, está logo abaixo.
ATUALIZAÇÃO: Um leitor me alertou que o episódio racista ocorreu na gala de 2018. Ou seja, old news. Eu, que costumo implicar com quem não repara na data das notícias, cometi um erro básico. O caso é chocante, claro, mas não é atual. Para me redimir, posto abaixo uma animação bonitinha preparada pelo mesmo South China Morning Post, um jornal em inglês de Hong Kong, de cujo canal no YouTube eu tirei o vídeo do racismo. 新年快乐 (xinnián kuàilè) para todos nós.

14 comentários:

  1. 🤣🤣🤣🤣
    Por isso que não fecho com caralho de ninguém, adivinhem quais são os grupos étnicos que mais sofrem racismo no mundo? Empatia para que, né?
    Pois que se foda a humanidade toda! Rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Achei ingênuo. O contexto chinês é bem diferente do norte-americano e do brasileiro. Na China os negros não são reprimidos e mortos pelos policiais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! Fora que os chineses sofrem muito racismo everywhere

      Excluir
  3. O Mio Babbino Caro
    Evidente que é tudo uma grande bosta, porém esse comercial de sabão não é aquele, daquela treta de anos atrás é veiculado por lá ainda hoje?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o da treta de anos atrás, mas acho que saiu do ar faz tempo. Está aí porque este vídeo é uma montagem.

      Excluir
    2. Bom, a parte racista não está diferente da do ocidente, mas essa parte aqui é bem diferente "construir neles grandes obras de infraestrutura e endividá-los para sempre", pois a China, ao contrário dos EUA não investe para endividar um outro país e inviabilizar ele economicamente, faz justamente o contrário...
      Nick

      Excluir
    3. "pois a China, ao contrário dos EUA não investe para endividar um outro país e inviabilizar ele economicamente, faz justamente o contrário..."

      Nick decidiu estender as fantasias da adolescência, para sempre. Só tenho pena de quem sustenta e ainda acredita que um dia vai.

      Se bem que teve outro comentário passando pano pro "racismo do bem" chinês... Meu Deus!

      O combo da pátria educadora (construtivismo + vitimismo do oprimido + clichês de esquerda) destruiu uma geração. Não descarto, inclusive, a possibilidade de lesão cerebral, em muitos caso.

      Excluir
    4. Nick acredita em contos de fada. China é mais capitalista que os EUA. Comunismo é só um nome que eles nem sabem mais o significado.

      Excluir
    5. Nooooss! Como se o braZil da direita tivesse sido o MÁXIMO!!!!

      Excluir
    6. 50% da população era ANALFABETA na Ditadura (1964).

      Excluir
    7. Não tenho nenhum problema de falar que a China é capitalista, só estou dizendo q seu método de financiamento e suas relações internacionais e comerciais são diferentes das dos EUA. Não precisa de lupa pra saber isso. E se a China é capitalista pq vocês de direita deram um golpa em 1964 dizendo que é comunista pq um vice/presidente foi visitar o país?
      Nick

      Excluir
    8. Eu quero saber onde no meu texto eu fui construtivista, vitimista e usei "clichês de esquerda"? Por favor, pontuar os pontos em que fui isso tudo para eu enDIREITAR? Pq na época que eu estudei os livros tinham muitas palavras e páginas, deve ser isso, mas o Mito veio pra resolver esse problema da educação!
      Nick

      Excluir
  4. essa história é do ano novo chinês de 2018.

    ResponderExcluir
  5. Os EUA ao menos tem música boa!
    G-

    ResponderExcluir