segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

NOT TODAY, SATAN

Ainda não cheguei a uma conclusão quanto ao Roberto Alvim. Trata-se de um nazista de verdade? Um reles aproveitador? Um desequilibrado mental? Mas não tenho dúvidas de que ele sabia exatamente que a frase, a encenação, a música, tudo remetia ao 3o Reich. Será que ele achou que ninguém ia perceber? A extrema direita passou o fim de semana suspeitando de que os malvados  assessores esquerdistas de Alvim teriam armado uma arapuca para ele. Também duvidaram que um jornalista brasileiro teria a capacidade de idetificar as palavras de Goebbels - logo, foi algum jornalista que plantou elas lá e depois deu o alarme. Hoje Alvim livrou a cara de sua equipe e admitiu que foi ele quem escolheu tudo. Mas deu um jeito de jogar a culpa, veja só, em Satanás. Não duvido nada, mas acho que o demo entrou faz tempo nessa história. No momento em que o agora ex-Secretário da Cultura jogou no lixo sua reputação e passou a bajular Biroliro, este sim o verdadeiro Filho das Trevas. Dava uma bela ópera.

10 comentários:

  1. Eu li essa reportagem, ele só não explica como é que a música do Wagner foi parar lá no fundo!! Além de ter se infiltrado no texto o capeta também escolheu a trilha sonora?

    Tony, sobre a Regina Duarte, não seria lindo se toda a Esquerda começasse a elogiar EM MASSA a escolha dela, só para emputecer o Bozo e seus asseclas? Em vez de estarem comemorando esse "golaço do governo" segundo eles, ficariam para sempre com a pulga atrás da orelha, de terem colocado lá uma "infiltrada"...

    ResponderExcluir
  2. E a censura, Tony? Sério!

    ResponderExcluir
  3. quero ver a cara da Regina quando for comprovado o envolvimento do Monstro com o assassinato da Marielle

    ResponderExcluir
  4. O Mio Babbino Caro
    A conclusão quanto ao Roberto Alvim é apenas aquela que nos constrange: Ele é mais um brasileiro...sem caráter. Aquele tipo que nossos autores já detectaram. Um canalha na véspera ou no dia.

    ResponderExcluir
  5. Estamos mesmo debatendo se o cara que se estilizou de nazista é nazista?

    ResponderExcluir
  6. Um covarde que bem assume o que fez. Tenho repulsa.

    ResponderExcluir
  7. A condenação unânime da apologia ao nazismo é ótima mas não pode ser caso isolado

    Ficar indignado com apoio a Hitler mas achar normal ode a figuras como Stálin, Che e Mao é hipócrita

    Democracia e respeito ao ser humano deveriam ser pré-requisitos pra ambos os lados da política!

    ResponderExcluir
  8. Affff! tenho uma amiga atriz no Rio que o conhece há décadas (e trabalhou com o Alvim) . Diz que todo mundo da classe artística e agregados sabem o x da questao. Foi uma egotrip. De cocaina. Ele cheira e fica doidao. Faz tempo. Claro que sabia de tudo e controlou todo o ambiente, mas cheirando intensamente entrou numa de que estava descobrindo a roda - coisas da cocaina me disseram. Eu nao sei, pois nunca usei drogas ilícitas, nem maconha, risos. O cancer, a suposta conversao aliada ao vício fizeram ele viajar mesmo. E tem momentos de "normalidade", que ele funciona bem e momentos egotripo mesmo. Enfim, só conto o que me afirmaram de pé juntp kkkk. Confio na minha fonte.

    Assinado: uma loira piauiense (que mora fora) que gosta muito do teu blog

    ResponderExcluir