quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

O ESTUPRADOR É VOCÊ

A grossíssimo modo, a história do século 21 até agora pode ser resumida em três movimentos. O primeiro começou no final do século anterior: nada menos do que a lenta derrocada do patriarcado, com a sociedade gradualmente se tornando menos machista e homofóbica e com mais espaço para mulheres, negros, homossexuais e outras minorias políticas (não numéricas, veja bem). Mas o patriarcado reagiu e deu origem à segunda onda, com a extrema direita chegando ao poder em diversos países e tentando retroceder o avanço dos direitos igualitários. Só que, pressinto eu, essa onda não vai durar muito tempo. As revoltas se espalharam pelo mundo, de Hong Kong ao Irã, com multidões tomando as ruas e ameaçando os poderes estabelecidos. Quase toda a América do Sul está conflagrada. E é do Chile que vem a macarena feminista "Un Violador en Tu Camino", criado pelo coletivo Lastesis, de Valparaíso. O flash mob já chegou à França e acaba de desembarcar no Brasil, com a letra devidamente adaptada. Enganam-se muito os supostos defensores da "família" (patriarcal, é claro) em achar que terão o apoio das massas para sempre. Vem aí uma geração que quer tudo para ontem -  inclusive a liberdade básica de não ser estuprada.

22 comentários:

  1. Não entendi. Onde há estupro? O que isso tem a ver com manifestação política? Pra mim, isso é assunto íntimo. As feministas estão (sempre foram) desorientadas; cada hora procuram um mote diferente para conseguirem o que a natureza impede: poder sobre o macho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gentem, não precisam ficar assanhados. Esse troll só está zoando. Só não logrou ser engraçado.

      Excluir
    2. Que "machos"??? Os que estupram seus próprios filhos? Os que rebolam da rola AVANTAJADAS de travestis no escondido?

      Esses "machos"? Tá boa Samantha?

      Gostei do protesto (será que foi armado pelas Illuminati?).

      Excluir
    3. E é tão burra tão BURRA (não é a toa que IDOLATRA o "macho") que se esquece, ou não sabe mesmo, ou finge não conhecer, que na natureza existem VÁRIOS exemplos de que a fêmea manda na porra toda!

      BICHA BURRA NASCE HOMEM!

      Excluir
  2. ATENÇÃO: #TEXTÃO. Desista de ler e vá ver memes no WhatsApp ou aproveite melhor seu tempo, assistindo a uma maratona de Two And A Half Men" na Netflix.

    Senhor@as e senhor@s, bem-vindos a esta nova era: das mulheres empoderadas, da Lei Maria da Penha 4.0, do novo nome que o homicídio contra a mulher adquiriu: o feminicídio; era do feminismo militante, delirante, ensandecido e encolerizado, do ataque contra o gênero masculino, da demonização do homem, rebaixado pelas mulheres à mais abjeta forma de existência sobre a face da Terra... e de muito, mas MUITO medo. Sim, os homens estão desenvolvendo um quadro comportamental ulterior à misoginia, conhecido como GINOFOBIA, no caso, socialmente induzida.

    Sim, face às razões apresentadas, os homens agora estão desenvolvendo PAVOR MÓRBIDO de sequer se aproximarem de mulheres - e estas, por sua vez, estão dando risada e nadando de braçada, aproveitando-se de sua ascensão, a partir da condição de mero ser humano, a um novo status existencial: exatamente, mulheres não são mais pessoas, agora são MULHERES! Seres sublimes, sagrados, intocáveis, hiperprotegidos e hiperempoderados. Embora agora reclamem da falta de homem na praça… mas nada que um lindo consolo, o vibrador, a língua da amiguinha ou uma bela colada de velcro não resolva.

    Portanto, neste meio favorável de cultivo, nesta referida placa de Petri, brotam e proliferam velozmente, qual cepas de Clostridium perfringens, as mulheres oportunistas e canalhas. Fui vítima de várias, que posaram como vítimas e me extorquiram até o mais derradeiro centavo. Não fui o único: amigos, colegas de trabalho e conhecidos também narram seus desastres pesoais, sob esta nova ordem.

    Por minha vez, adotei protocolos de proteção: não converso mais com mulheres. Sequer me dirijo a elas. Quando se dirigem a mim, ignoro e finjo que não ouvi. Jamais entro sozinho com mulher no elevador: ela pode te agarrar, ainda te enche de porrada na cara até parar no próximo andar, alegando estar sofrendo uma tentativa de estupro - um amigo meu passou por essa provação e ficou seis anos preso. No Metrô, coloco a mochila na frente do peito, evitando que algum desses seres angelicais e sublimes esfregue sua bunda em mim, depois comece a fazer um escândalo e chame a segurança, alegando estar sendo vítima de importuação sexual - o que já aconteceu comigo, não uma, nem duas, mas TRÊS vezes.

    Passei a contornar mulheres no ambiente de trabalho, a tantos metros de distância quantos sejam possíveis. Relações de trabalho com mulheres? Apenas por meios digitais, é claro, com cópias das mensagens enviadas a vários outros destinatários, para maior segurança, caso haja quaisquer alegações. Não sou o único neo-ginecofóbico: ao me tornar um, fiquei conhecendo vários - o próprio referido protagonista da tragédia mencionada mais acima, transformou-se em um verdadeiro "hikikomori" brasileiro, pois desenvolveu síndrome do pânico e não sai mais de casa.

    Também resolvi, a título de protocolo de proteção e autobeneficiamento, que doravante, também me abrigarei em um grupo superprotegido e hiperempoderado: agora, sou GAY! É tudo de bom! Ainda que não o fosse: em caso de qualquer desinteligência, mesmo a mais corriqueira, ou se entro em qualquer estabelecimento e sou mal atendido, ou se não recebo a devida atenção de seja lá quem for, posso chamar imediatamente a polícia e alegar estar sendo vítima de discriminação homofóbica! Posso até processar o infeliz miserável desgraçado que cometer o erro fatal de me confrontar e exigir uma polpuda indenização, posso anda metê-lo na cadeia e arruinar-lhe a existência para todo o sempre!

    Entre feras, ou você aprende a morder e devorar as carnes de quem estiver pela frente, ou vira refeição. Uma simples questão de opção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai chupar rola de MARICONAS vai!

      Excluir
    2. Comentário que reflete com precisão a natureza e o nível intelectual do comentante. Está de parabéns.

      Excluir
    3. Late addition: a organização social que se delineia no horizonte próximo é: uma sociedade exclusivamente matriarcal, essencialmente teocrática e predominantemente afrodescendente. Não que haja qualquer coisa que alguém possa fazer a respeito, seja contra ou a favor, mas fica aqui registrada a profecia. Haters gonna hate.

      Excluir
    4. "agora, sou GAY" Começou a transar com homens? Tudo o que vc disse me parece que a sociedade humana está passando a ser mais Bonobo que Chimpanzé. Bonobos, uma sociedade matriarcal de primatas, onde o sexo feminino faz sexo com iguais "a língua da amiguinha ou uma bela colada de velcro não resolva." E o masculino também "agora, sou GAY!" (acho q Bi né se foi enganado por mulheres).Só que lá eles se movem por tesão e pra resolver conflitos e não para enganar os outros "exigir uma polpuda indenização".
      Nick

      Excluir
    5. Nick me fez lembrar meus velhos tempos de internet no Canadá!

      Vivi falando dos bonobos e chimpanzés (que MATAM um recem nascido batendo ele contra um tronco de árvore).

      Nós somos bastantes parecidos geneticamente com os dois (como eles CONTAM a história né..). Um resolve os conflitos através do sexo. E o outro tem psicopatia.

      Terminava falando que era bonobo!!! :D

      Excluir
    6. ZZZzzz... ZZZzzz... ZZZzzz...

      Excluir
    7. Maricona, não é comentante, é monotematica, comentarista assídua, patrimônio deste blog,respeite. Deu essa volta toda no textao para dizer que tu é viado? Hahaha

      Excluir
    8. KARARYU THE DRAGON GHOUL,

      Vc é um incel!

      Vá se tratar!

      Excluir
    9. Well, pelo menos ela não foi ver memes, nem Netflix, portanto, já começa a merecer meu respeito.

      É delicioso ver quando meus comments quase viram flame war. Pego logo um vodka-martini e fico 'a pensaire', olhando o circo pegar fogo.

      E não deixem de ler Voltaire, crianças. Caput.

      "o problema da ironia é que nem todos estão capacitados para reconhecê-la."

      Excluir
    10. Mariconas as travestis usam somente para os "bofes" que PAGAM para chupa-las AO RODO.

      Eu também me refiro a elas somente nestes termos. Não ao homossexual assumido.

      Excluir
  3. O pinto dessa vez, veja só, não me "entreteu". Hahahaha.

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que o lado ignorante da força está agindo como seus precessores agiram durante movimentos igualitários ocorridos no passado, como a luta pelos direitos civis da população negra americana. Como aconteceu lá, no fim, a coisa avança, mas nem tanto quanto gostaríamos. Infelizmente, ignorância é uma praga muito difícil de se exterminar.

    ResponderExcluir
  5. Que mundo mais CHAAAAAAAAAAAAATOOOOOOOOOOO!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Tony é um censor dos tempos modernos. Garanto que na época da ditadura ele trabalharia no DOPS ou no DOI-CODI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. 100%. Mas é típico de esquerdopata.

      Excluir
    2. DOPS ou DOI-CODI foi comandada além de MARICONAS PSICOPATAS desde QUANDO tonta??

      Excluir
  7. Os comentários nas redes socias sobre o flashmob são completamente contrários ao otimismo que o Tony exalta no post, o que aconteceu???

    ResponderExcluir