quarta-feira, 25 de dezembro de 2019

NATAL SEM CRISTO

Não me lembro de um Natal tão estranho quanto este de 2019. Não bastasse o ataque terrorista contra o Porta dos Fundos, ontem ainda tivemos Biroliro e Micheque em rede nacional, estragando a ceia de muita gente. A pancada na cabeça deve ter deixado sequelas: nem o Marcelo Adnet faz um Bozo tão robótico quanto o que tentava ler o teleprompter. Ela "compensou" sua desenvoltura com uma horrenda camiseta onde se lia "Jesus", o grande ausente deste governo. Jesus não fazia arminha com a mão, não defendia a tortura nem a ditadura, não dizia que a minoria tinha que se curvar à maioria. Boçalnaro se gaba de se ser um presidente que acredita em Deus, mas os verdadeiros crentes não se metem com rachadinhas e muito menos com milícias. Seu discurso dessa véspera de Natal foi uma avalanche de mentiras ("não há denúncias de corrupção", "ministros escolhidos por critérios técnicos"), e ainda tem gado que acredita. Mas também há os arrependidos, cada vez mais numerosos. Ontem me ligou uma amiga da minha mãe, com quem eu já havia discutido sobre política, para dizer que está decepcionada com o Mijair. Eu a acolhi de braços abertos, porque, né -  hohoho.

12 comentários:

  1. Na REALIDADE - mesmo se nunca tiver existido - Jesus morreu TORTURADO pela "POLÍCIA" (SEMPRE com aspas).

    ResponderExcluir
  2. Jesus era um líder vindo de uma família pobre e de uma minoria (judeu), que pregava a não violência, que os ricos dificilmente entrariam os reinos dos céus, que os pecadores deveriam ser acolhidos. Ele enfrentava as autoridades e também os líderes religiosos da época. Bolsonaro, Malafaia, Feliciano e grande parte da classe média e da elite do Brasil teriam aversão e ódio a um Jesus que surgisse entre os nossos miseráveis...

    ResponderExcluir
  3. "Hipocrisia e falta de caráter" tem sido o lema da bandeira nacional já a alguns anos. Bolsonaro é só consequência direta disso.

    ResponderExcluir
  4. O mundo anda cheio de falsos profetas. Qualquer um que fala ou faz diz algo em nome de Deus está sempre a mentir. Quem age com Deus no coração não precisa ficar exibindo isso.

    ResponderExcluir
  5. A camiseta da Michele fez muita alma imunda se contorcer no chão.

    Do ponto de vista político, num pais com aproximadamente 84% de cristãos, foi uma baita sacada: comoveu quem era pra comover e irritou quem jamais votaria no marido.

    Quanto à sua amiga arrependida, eu vi, eu estava lá, eu era o grampo que prendia o permanente dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 84 por cento de ignorantes

      Segundo pesquisa de cada 10 brasileiros 7 acreditam no líder da igreja (que muchas vezes não tem nem o segundo grau completo) do que um cientista.

      Excluir
  6. Eu queria traçar essa delicinha com a camiseta de jesus.

    ResponderExcluir
  7. "Ontem me ligou uma amiga da minha mãe, com quem eu já havia discutido sobre política, para dizer que está decepcionada com o Mijair. Eu a acolhi de braços abertos, porque, né - hohoho."

    E essa fanfic ai? 4/10

    ResponderExcluir
  8. O final é a melhor parte!
    🤣🤣🤣🤣
    Tamo junto, Tony!!!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns ,Tony pois eu como verdaderia católica não aguento mais ver esse presidente e agora ae sposa dele usar camiseta como o nome de Jesus.Será que eles sabem que ficar usando o nome de Deus em vão é pecado?Fala sério,isso é ridculo,era só eles desejarem um feliz Natal,mas não precisa usar uma camiseta cm o nome de Jesus,outra coisa,ficar lendo telepronter ,não dá fala de cabeça,quem é bom governante,fala a verdade e não mente sobre corrupção e o filho dele,é perseguido pela imprensa?Fala a verdade!

    ResponderExcluir
  10. Queria comer a mulher do Bolsonaro.

    ResponderExcluir