domingo, 29 de dezembro de 2019

MINHAS PESSOAS DE 2019

Essas não são as 10 pessoas que mais dominaram o noticiário este ano. Sabemos quem são elas: deixa elas lá no canto, quietinhas. Neste post eu quero lembrar de 10 nomes que me inspiraram em 2019, que me deram alguma confiança no futuro. Pensei em incluir artistas como Phoebe Waller-Bridge ou Billie Eilish, mas elas acabaram em outras listas. Então foquei na política. Todos esses 10 se rebelaram contra os poderes estabelecidos. Nem todos venceram, mas a luta continua.
ABIY AHMED
Confesso que eu nunca tinha ouvido falar do primeiro-ministro da Etiópia até ele ganhar o prêmio Nobel da Paz em outubro. Mas é para isto que também serve o Nobel: chamar a atenção sobre causas que nem sempre estão na mídia. O conflito entre a Etiópia e a Eritreia, que se arrastava há décadas, não afetava a vida de ninguém aqui no Brasil, mas o esforço de Ahmed em acabar com ele nos serve de exemplo.
FELIPE NETO  
Eu achava esse moleque insuportável até bem pouco tempo atrás. Só que, em 2019, o maior influenciador digital do país deixou de ser moleque, e começou a usar seu prestígio e seu dinheiro para promover pautas progressistas. Sua reação à tentativa do Crivella em censurar uma HQ na Bienal do Livro do Rio foi nada menos que épica. Mesmo sem disputar eleições, agora ele é um líder político.
FERNANDA MONTENEGRO 
A maior atriz do Brasil completou 90 anos em grande estilo: no olho do furacão, denunciando a censura incipiente e sendo vilipendiada por desqualificados sem caráter. Isto só reforçou sua importância. Fernandona é um farol de lucidez, que vai nos ajudar a atravessar esse mar revolto. E eu ainda tive o privilégio de conhecê-la pessoalmente, de abraçá-la e de contar a ela sua curiosa participação no meu nascimento.
GLENN GREENWALD
O jornalista americano já havia abalado o governo de seu país ao revelar o escândalo do Wikileaks, em 2013. Este ano ele abalou o brasileiro, ao denunciar com a Vaza-Jato que Moro, Dallagnol e companhia bela nunca foram imparciais nas investigações contra o PT. Casado com o deputado federal David Miranda e pai de duas crianças, o Verdevaldo ainda é um símbolo LGBT.

GRETA THURNBERG
Nada como a síndrome de Asperger e a plataforma fornecida por um país desenvolvido para que uma garota de 16 anos consiga enfiar o dedo na cara de todo mundo. Muitas das propostas da pirralha são inviáveis: se seguíssemos tudo o que ela prega, voltaríamos ao mundo pré-industrial. Mas é preciso um radical para que a maioria saia do marasmo. Ela não luta só contra as mudanças climáticas, mas contra toda a boçalidade que se imiscui entre nós.
JACINDA ARDERN
A pacatíssima Nova Zelândia foi sacudida por um sangrento atentado anti-islâmico em março, transmitido ao vivo pelo Facebook. Muitos países reagiriam clamando por mais armas e menos imigrantes, mas a jovem primeira-ministra kiwi fez exatamente o contrário. Cobriu-se com um véu muçulmano para prestar solidariedade aos parentes das vítimas e ainda passou uma legislação restritiva ao armamento. Viu, velharada? É assim que se faz.

JUAN GUAIDÓ 
Faltava um rosto à oposição venezuelana. Faltava alguém para se levantar contra o regime podre de Maduro, quando todos os outros líderes estão no exílio ou na prisão. O jovem deputado se declarou presidente interino do país, levou milhões às ruas e angariou muito apoio internacional. Mas não onde realmente precisava: na corrupta cúpula do exército. Infelizmente, ele deve sair de cena em 2020, depois da fraude eleitoral que está prevista.


LINN DA QUEBRADA
Entrevistei a danada duas vezes neste ano, e em ambas saí de quatro. Como ela é articulada, como sabe das coisas, que combinação explosiva de talento e sabedoria! Depois de comandar seu próprio talk show ao lado da parça Jup do Bairro, a bixa travesty também se revelou ótima atriz em "Segunda Chamada". E ainda soltou uma das frases de 2019: "quem tem que ter medo são eles".

PETE BUTTIGIEG
Acho mais provável que uma lula gigante despenque sobre Nova York, vinda de outra dimensão, do que um homossexual ser eleito presidente dos EUA em 2020. Mesmo este gay sendo branco, de vida regrada e currículo mais do que impecável. Mas o Mayor Pete não está jogando para marcar gol agora. Tornou-se um nome conhecido nacional e internacionalmente, e ainda é muito jovem. Quatro anos passam voando.

TABATA AMARAL 
Nascida na periferia, formada em Harvard, especializada em educação e eleita deputada federal com a sexta maior votação de São Paulo, a menina-prodígio ainda ouriçou a antediluviana esquerda brasileira ao votar pela reforma da Previdência. Quase foi expulsa do PDT, mas tem o passe cobiçado por muitos partidos - e, muito provavelmente, o meu voto, seja lá para o que for.


Aqui termina minha retrospectiva de 2019. No dia 31, solto um balanço pessoal.

17 comentários:

  1. Pete Buttplug e Batata Amaral. Esse post me deu câncer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que o Tony segue esse pessoal nas redes deles mesmo e acaba sendo como os minions que acaba acreditado no que o Bozo fala nas redes. Ou ele é muito influenciado pela Folha e mídia tradicional sem ler um contra-argumento. É só ver um debate das primária democratas pelo youtube pra ver q o prefeitinho/perfeitinho (daria uns beijos nele sim, mas...) Peter é massacrado por todos democratas das primarias (Ex: fala pro eleitorado que é contra o establishment democrata e que vai focar na working class americana mas se encontra com bilionários a portas fechadas - coisa feia pra um democrata fazer nessa campanha). Já Tábata tetaram fazer dela a AOC brasileira, mas é só ver o(s) milionário(s) atrás da campanha e das políticas dela pra ver que é o oposto da AOC e do BerniE nos EUA!
      Nick

      Excluir
    2. Gente esqueçam o Tony politicamente, ele tem tantas outras coisas legais.
      G-

      Excluir
    3. Também não entendi o Gaido... Tudo bem Maduro é um escroque. Mas quem se auto intitula presidente não eram chamados de ditadores ?

      Excluir
  2. Alías, FELIPE Fucking NETO, Pete Buttplug e Batata Amaral. Bixo, que merda de ano vsf

    ResponderExcluir
  3. O Mio Babbino Caro
    Gratidão pelo prazer e dedicação por essas listas deliciosas e confortáveis em fechamento de ano. Faz um bem tão grande e gostoso a todos nós, mesmo tendo que ver Glenn Greenwald, Linn da Quebrada e Juan Guaidó, Tabata Amaral no mesmo patamar rs
    Continuo convencido que a família Glenn, David Miranda e filhos, fez mais pela causa LGBTQI+ do que boa parte de ONGs.
    Boas Festas a todos nós seus leitores que não deixam de ser também uma família.

    ResponderExcluir
  4. Essa Tabata é horrível.

    Pior que a Janappina!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Traírabata Amaral é representante de quem a financia, os rentistas que não geram emprego algum.

      Excluir
  5. Gostei das suas pessoas de 2019. Concordo contigo.

    ResponderExcluir
  6. O que me anima é que as pessoas de 2019 são, na sua maioria, jovens. Logo, ainda podem ser as pessoas do ano de 2020, 2030 ou até 2040 ao contrário de muitos dos atuais reacionários, que estão no fim de suas vidas miseráveis e não verão o futoro glorioso que tentam evitar a todo custo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falando nisso viu as eleições do Reino Unido? Se pegar por idade o país todo ficou de vermelho Labour na camada jovem da população e azul na camada mais velha!
      Nick

      Excluir
  7. Cadê a diversidade racial da sua lista? Apenas uma negra?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abiy Ahmed é negro.

      E s minha lista não tem sistema de cotas.

      Excluir
  8. Tabata é a queridinha da elite parasitária. Que vergonha, Tony! Que bom que você não precisa se preocupar com aposentadoria, ao contrário de boa parte da população.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De onde você tirou que eu não me preocupo com a minha aposentadoria?? É o meu maior problema no momento.

      Excluir
  9. Eu faria uma lista quase igual a essa! juro, talvez só com um nome diferente. Agora, realmente não entendi a implicância com a Tábata. Deve ser dos que queriam se aposentar aos 50 anos e viver até os 80 dessa fonte inesgotável que é a teta gorda do governo.

    ResponderExcluir