quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

MIAU A PIOR


Não foi a cats-átsrofe que eu esperava. Meu amor pelos musicais e pelo camp evitou que eu fugisse do cinema. Nem por isto "Cats" é um bom filme. A pelagem digitalizada deixou mesmo os atores muito esquisitos. Jennifer Hudson consegue oversing umas das músicas mais over de todos os tempos, "Memory". E quem foi que aprovou a sequência das baratas? Mas o maior problema é mesmo o diretor Tom Hooper. Ele produziu uma versão da peça que é pouco mais do que teatro filmado, apesar dos efeitos digitais e dos cenários suntuosos. Baz Luhrman talvez fizesse algo menos careta, com cenas piscodélicas e a indispensável viadagem. Só o magnífico Ian McKellen se salva. O resto já foi pro céu dos gatos.

4 comentários:

  1. Certíssimo. A ideia já não parecia muito boa (musical superestimado) e a execução foi pior que poderia se esperar.

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti o musical em 2015 no London Palladium e odiei every minute of it.

    ResponderExcluir