segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

FLÁVIO X

Sei bem que não custa muito para uma teoria da conspiração surgir nas redes sociais. Mesmo assim, hoje eu me surpreendi de ver muita gente que deveria saber melhor compartilhando essa bobagem de que a grande imprensa estaria protegendo o Zero-Um. Sim, a Folha, o Globo, todos os veículos que o Biroliro ama tanto, agora resolveram  pegar leve com a familícia e omitir o sobrenome do garoto das manchetes. Quem sabe assim ninguém liga o nome à p'ssoa? Esse fenômeno mostra mais uma vez que, sim, a mídia estabelecida perdeu muita credibilidade, e também que mesmo quem lê jornais não faz muita ideia de como eles são feitos. As manchetes não escritas para o Twitter, e sim para o jornal impresso. Há uma severa restrição de espaço, número de toques, uma chatice. Fora que colocar só "Flávio" abre mais espaço para as falcatruas cometidas pelo moleque. Quem não entende isso, está fazendo o jogo do inimigo - aquele que prefere que seu gado só leia WhatsApp.

20 comentários:

  1. Pode ser , mas eu quando leio " FLÁVIO " penso só nele (flavio político de outro estado que não é o meu ) e quando leio " FLÁVIO BOLSONARO" penso porque votei neste filho da put@ pra PRESIDENTEDO BRASIL.

    sei lá, assim funciona minha mente em particular. Não estou generalizando.

    ResponderExcluir
  2. “Estagiário de advogado diz que ativista afirmou que homem que acendeu rojão era ligado ao deputado estadual Marcelo Freixo”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, você tem razão. Um único exemplo prova que estou errado. Ahã.

      Excluir
    2. Tonico. Estamos falando de matérias online. Dá perfeitamente pra deixar claro que não estamos falando de nenhum parente da Mel B ou da Cardi B.

      Excluir
    3. Não, coração. As matérias são escritas para o impresso, e não têm seus títulos adaptados para o online.

      Parem de ver problema onde não existe.

      Excluir
    4. Foram QUATRO veículos diferentes no mesmo dia. Quando NUNCA ninguém jamais se referiu a alguém do clã como Sr. B.
      É muita coincidência, vá me desculpar.

      Excluir
    5. Não vou, não. Burrice não merece desculpa.

      Excluir
  3. O Mio Babbino Caro
    Noticias não saem nos jornais e quando saem, no outro dia, serviam para embrulhar carne. Subliminarmente temos o universo...

    ResponderExcluir
  4. Custava então abreviar F. Bolsonaro???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Custava, beee.

      "Flávio" tem seis toques.

      "F. Bolsonaro" tem 12 toques.

      Faz MUITA diferença.

      Excluir
    2. Então porque a mídia chama o Jair Bolsonaro de Bolsonaro e não apenas de Jair se é para economizar tanto espaço???

      Excluir
    3. Porque ele ficou conhecido como Bolsonaro. Assim como Michel Temer ficou conhecido como Temer, Dilma Rousseff como Dilma e Lula como Lula. E Fernando Henrique Cardoso, mais curto ainda: como FHC.

      Excluir
    4. E o Flávio Bolsonaro ficou conhecido como apenas Flávio ou como Flávio Bolsonaro?

      Excluir
    5. Como Flávio Bolsonaro. O termo "Flávio" é usado quando é preciso economizar toques, para explicitar as falcatruas que ele cometeu.

      Difícil de entender, né?

      Excluir
    6. Tony, releia suas respostas. Vc se contradiz em cada uma delas para se justificar. É dificil entender?

      Excluir
    7. Cadê a contradição? Estou repetindo há dias que não há nenhum tipo de proteção ao Zero-Um na grande imprensa. Ponto.

      Excluir
  5. Você é do tipo que acredita que o boato da mamadeira de piroca ganhou a eleição
    precisa dizer mais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mamadeira de prioca foi UM dos fatores, e nem o mais decisivo.

      Não venha me explicar o que é jornalismo se você não é jornalista.

      Excluir
  6. Galãs Feios comentam sobre o assunto a partir dos 24 minutos: https://www.youtube.com/watch?v=UVK9jQnOCUI
    Opinião de jornalistas. Dá uma olhada Tony.

    ResponderExcluir