segunda-feira, 4 de novembro de 2019

O BACURAU DA ARGENTINA


Pronto, já identifiquei qual é o tema dominante do cinema em 2019: é a vingança. Basicamente, a vingança contra o sistema ("Coringa", "Parasita". "Bacurau"), mas também contra a boçalidade e a própria história ("Era Uma Vez... em Hollywood"). "A Odisseia dos Tontos" não está no mesmo patamar de qualidade dos filmes citados, mas é bastante bom. O representante da Argentina no próximo Oscar tem como protagonistas as pessoas simples de uma cidadezinha do interior, como o nosso "Bacurau", e também conta como elas lidaram com uma situação extremamente injusta. Só que, ao contrário do nosso longa, aqui ninguém parte para a ignorância. Ao contrário: o plano é elaborado, complicado a ponto de ralentar o ritmo do longa em certos momentos. Nossos heróis depositaram uma bolada no banco e foram vítimas do "corralito", o decreto baixado pelo governo em 2001 que limitava os saques das contas correntes. Mas a revanche deles não é contra nenhum político, e sim um banqueiro que tira vantagem da situação. Mais não posso contar. Além do roteiro, outra ótima razão para embarcar nessa odisseia é o elenco, captianeado pelo onipresente Ricardo Darín, embelezado por seu filho Chino e abrilhantado por dois veteranos sensacionais, Luis Brandoni e Rita Cortese. Para se comer frio.

3 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    Acreditava que "Relatos Selvagens" havia esgotado o tema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Relatos selvagens é mais especificamente sobre ira, dentro do tema das vinganças.

      Excluir
  2. O Chino é lindo e talentoso...

    ResponderExcluir