sexta-feira, 20 de setembro de 2019

DIALÉTICA SOCRÁTICA

"Sócrates" está pronto há mais de um ano. Passou na Mostra de São Paulo de 2018, venceu o Mix Brasil e ainda foi indicado a três prêmios Independent Spirit, nos Estados Unidos: melhor filme, melhor ator e Someone to Watch, tipo revelação do ano, ganho pelo diretor Alexandre Moratto. E tudo isso antes da estreia oficial, que só acontece na próxima quinta-feira. Ontem eu consegui ver o filme em uma cabine para a imprensa, e estou impactado até agora. O Sócrates do título é um garoto de Santos de 16 anos, que vê o mundo se fechar para ele depois que a mãe morre. Perde a casa, não consegue emprego e ainda se envolve com um cara que não aceita a própria homossexualidade. Tudo isso é contado com poucas falas e imagens precisas, em apenas uma hora e dez. Feito quase que só no olhar por Christian Malheiros, o protagonista se debate entre as desgraças que o puxam para baixo e a vontade de sobreviver, e o resultado é uma porrada no estômago do espectador. Alex Moratto é mesmo alguém a se observar: fez um dos melhores filmes de um grande ano para o cinema brasileiro.

4 comentários:

  1. Ate que enfim madame gosta de alguma coisa... andas bem enjoada ne!
    Diboa! Sou muito pior que vc!
    Com toda certeza irei assistir!!! Amei o trailer!!!
    Thank you!

    ResponderExcluir
  2. Bonito o protagonista, mas queria algo mais leve do que esse soco no estômago por agora...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algo mais leve? Passe na sorveteria e leve um de vanila ...

      Excluir