terça-feira, 3 de setembro de 2019

BORSCHT SEM CARNE


Não sei o que aconteceu, mas os filmes franceses estão chegando mais depressa no Brasil. Antes só vinham os premiados e as grandes bilheterias, muitas vezes com um ano de atraso. Agora eles entram em cartaz por aqui meros dois meses depois de estrear em Paris, e podem não ser grande coisa. É o caso de "Minha Lua de Mel Polonesa". O trailer acima vende uma comédia: um casal de judeus franceses - ela religiosa, ele nem tanto - vai passar uns dias em Cracóvia, na Polônia, gerando confusão e gargalhadas. O filme em si é bem mais sério: a moça procura traços da avó, que nasceu na Polônia, e está mais interessada em uma homenagem às vítimas do Holocausto do que em fazer turismo. Acontece que, como em outros filmes de temática judaica, não se fornece uma chave emocional para os goyim entrarem na história. Para mim o resultado ficou bem aquém do esperado, como a sopa borscht sem pedaços de carne que irrita a protagonista em um restaurante típico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário