segunda-feira, 23 de setembro de 2019

A FOGUEIRA DAS BOÇALIDADES

Sempre me incomodou essa unanimidade em torno de Fernanda Montenegro. Parece que a nossa primeira-atriz está acima do bem e do mal. Que tudo que ela faz é necessariamente sublime, mesmo uma novela de Walcyr Carrasco. Claro que isto não é verdade: a própria Fernanda será a primeira em reconhecer suas limitações (ela não muda de sotaque, por exemplo). Mas negar sua importância, sua integridade e seu imenso talento não é questão de opinião. É burrice, mesmo. É passar atestado de boçalidade. Foi o que passou Roberto Alvim, ao atacar a doyenne do teatro brasileiro de maneira totalmente gratuita nas redes sociais. Ao xingá-la de "sórdida" e "mentirosa", o novo diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte se rebaixa ao nível de um Carluxo ou um Olavo. Também dá a entender que é a favor dos "filtros" (vulgo censura) que o Biroliro e afins vêm tentando ressuscitar. Alvim se incomodou com o encarte da revista literária "Quatro Cinco Um", reproduzido aí ao lado. E não percebe que quem está queimando para valer é sua reputação, sua credibilidade artística e até mesmo seu futuro profissional. Ou será que ele acha que essa maré obscurantista que atravessamos hoje irá durar para sempre?

8 comentários:

  1. Ou será que ele acha que essa maré obscurantista que atravessamos hoje irá durar para sempre?
    desesperadamente procurando uma realidade alternativa onde esta mare nunca existiu ou ja foi extinta de vez T.T

    ResponderExcluir
  2. Acho que foi Maquiavel que disse: Dê o poder ao homem, e descobrirá quem ele realmente é. Pois no caso do Roberto Alvim, o poder só confirmou que ele é ruim. Vai lá, um tanto pior do que achávamos. Vivemos uma mediocracia, um governo dos medíocres para os medíocres. São pessoinhas que se sentiram excluídas das políticas de inclusão e reparação que começaram a ser realizadas nos últimos 20 anos, e ficaram a nutrir ódio e rancor. Agora, governam como vingança. Querem humilhar por terem se sentido humilhados por serem acusados racistas, LGBTfóbicos, elitistas, machistas ou qualquer outra alcunha merecida. Querem calar, por terem sido calados pelo que chamam de politicamente correto. Querem devolver os pobres para miséria uma vez que eles não conseguiram atingir por seus próprios esforços seus sonhos de merecimento. Esse povo não tem capacidade intelectual para ter a dimensão da história e saber que o mal que fazem a todos nós vai passar, mas o mal que fazem a si mesmos os marcará definitivamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾
      Wowwwww
      Quem é vc?

      Excluir
  3. Implico muito com atores que têm preguiça com sotaque, mas enfim, ela é gigante! ... e sobre esse caso, coitada, ela nem abriu a boca, só fez a foto e mais nada, cara imbecil!

    ResponderExcluir
  4. Adoro ela, mas pra mim ela sempre faz papel de Fernanda Montenegro. Seja no maravilhoso Central do Brasil, seja nos lixos da Walcyr.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo da opinião acima, não sou fã de novela, mas o que me fez me apaixonar pela nova novela do Walcyr foi o começo da novela, que alias a Fernanda mais uma vez deu um show, caiu, atirou, matou e fez o que ela mais faz: interpretar, tanto que a novela é uma das maiores audiências na historia da Rede Globo.
      Fernanda na verdade é uma entidade cultural historica e sinto que como todos um dia se vá, para mim poderia ser eterna, virar vampira.

      Excluir
  5. Coitados! O máximo que eles conseguem é isso: xingar. E para eles já está de bom tamanho.

    ResponderExcluir
  6. Tony, amo seu blog e concordo com você em várias coisas, concordei agora, sobre o blasfemo artista, cujo é diretor de peça alternativa barata e que será com certeza esquecido, ignorado e massacrado culturalmente quando o nosso presidente sair desse governo vergonhoso.... quem é ele perto de uma das nossas maiores grandezas culturais?

    ResponderExcluir