domingo, 14 de julho de 2019

ÉDIPO COMPLEXO

"Tebas Land" começa com o ator Otto Jr. se apresentando para a plateia e explicando que queria montar um espetáculo sobre um prisioneiro de verdade, com o próprio em cena. Só que a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo não deixou, então o que se vê no palco é o ator Robson Torinni representando o preso. Os encontros entre os dois são reencenados: Martim matou o pai a garfadas, e os detalhes e a motivação do crime vão surgindo aos poucos. Mas Robson também volta a ser ele mesmo, e os dois discutem o texto que estão fazendo. Eu estava acreditando em tudo, até que lembrei que o texto é do uruguaio Sergio Blanco e já foi montado no mundo inteiro. Nada é real na peça, só as emoções. "Tebas Land" é uma variante interessantíssima do mito de Édipo e um jogo de espelhos teatral como há tempos eu não via. Fica só mais uma semana em cartaz no Sesc 24 de Maio, em São Paulo: eu recomendo para quem gosta de se perder em labirintos.

3 comentários:

  1. Esse Robson Torrini é uma delicia!

    ResponderExcluir
  2. Rapaz...eu pirei na peça. Um contínuo de surpresas, teatrão na melhor forma.

    ResponderExcluir
  3. Super Amei. Tocante, Belo, Irrepreensível. E tb sou hiper fã do Otto Jr.desde o filme O Abismo Prateado, em que aparece em nu frontal...suspirooo profundooooo...

    ResponderExcluir