sábado, 1 de junho de 2019

OUR SONGS


Que delícia que é o filme do Elton John. Mesmo com o protagonista sofrendo de rejeição e/ou depressão quase o tempo todo, "Rocketman" é esfuziante, colorido e cheio de soluções inventivas. Ajuda muito o fato de Elton ainda estar firme e forte. Saímos do cinema sem aquele travo amarguinho do "Bohemian Rhapsody". O diretor aqui é o mesmo que entrou para salvar o filme do Queen depois que Byran Singer foi demitido: Dexter Fltecher, que pode fazer toda uma carreira só dirigindo cinebiografias de rockstars. Até porque "Rocketman" é um musical propriamente dito, com os clássicos do repertório da tia entrando fora de ordem cronológica, mas no momento dramático apropriado. E os números são sensacionais, com Taron Egerton fazendo um Elton bem mais sexy que o original. Aliás, como muito já se disse, não faltam sexo e drogas, ao contrário de "BoRhap". Quem não gostar de musicais nem de Elton não precisa nem passar na porta: "Rocketman" é para os fãs de ambos. É "gostoso feito um bolo" - foi assim que Ana Maria Bahiana descreveu o álbum "Captain Fantastic" em 1975, e suas palavras ficaram na minha cabeça desde então. As canções de Elton John também fazem parte da minha vida, embora eu nunca tenha sido fanático por ele (e nunca o vi no palco, que falha no meu currículo). Na verdade, são canções de todos nós. Nossa trilha.

4 comentários:

  1. Elton tb faz parte de minha vida! Lindas lembranças de bons tempos...
    A tia é simplesmente fabulosa!!!

    ResponderExcluir
  2. gostoso feito um bolo: destas confeitarias que so de passar na porta vc ja pegou diabetes, e nao me entendam mal EU AMEI E QUERO MAIS MUITO MAIS

    ResponderExcluir
  3. Eu adorei o filme... Mas tb gostei do filme do Queen..

    ResponderExcluir
  4. O Mio Babbino Caro
    Lamentei um pouco o filme ser "somente" focado em seus dramas e rejeições, senti falta por exemplo de suas iluminadas relações com a Casa de Windsor e a relação com o maridão e filhos.

    ResponderExcluir