sexta-feira, 31 de maio de 2019

NOVO IORC


Ontem eu fui assistir à gravação do "Acústico MTV" do Tiago Iorc, o primeiro dessa fase da emissora. Eu não conhecia direito o rapaz, então baixei seu novo álbum "Reconstrução" e fui ouvindo no caminho. A faixa de aberutra, "Desconstrução" é uma boa surpresa: lembra mesmo a estrutura da "Construção" do Chico Buarque, mas com uma letra voltada para o umbigo dessa geração leite-com-pera que acha que tirar selfie é uma manifestação política. Não me entenda mal: as rimas são boas, mas Tiago não tem exatamente preocupação social. O som dele é intimista, hétero-porém-delicado. Não admira que as mina pira. O show em si foi agradável, embora com muita pausa entre uma música e outra e algumas repetições, o que é normal em um programa de TV. O melhor momento foi a participação especial de Jorge Drexler em "Me Tira pra Dançar". Não tenho idade nem orientação sexual para vibrar demais com Tiago Iorc, mas não resta dúvida que ele é um oásis de bom gosto nesse deserto pavoroso em que se converteu a música popular brasileira.

2 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    Eu ainda acho que o erro foi lá atrás quando quem deveria ter ganho o Grammy Latino era Boogie Naipe.

    ResponderExcluir
  2. Acho tão enfadonho... :(
    Li que a platéia ficou 4 horas de gravação sem poder beber água ou fazer xixi. Dureza.

    ResponderExcluir